Images

1 Samuel 19:8-17 - Saul ataca Davi com uma lança pela terceira vez!


Saul ataca Davi com uma lança pela terceira vez!

1 Samuel 19:8-17

A harmonia durou pouco tempo, Saul novamente foi dominado por um espírito maligno e na primeira oportunidade que teve, ao ver Davi tocando sua arpa tranquilamente, jogou sua lança na direção do genro a fim de mata-lo.

Esta foi à terceira vez que ele tenta mata-lo desta forma. Davi que já estava esperto desviou-se da lança e saiu correndo, dessa vez jurando a si mesmo que nunca mais colocaria os pés no palácio daquele rei maluco. Tudo bem que o rei tinha seus surtos vez por outra, mas aquilo já era demais para um mortal.

Na mesma noite, abandonando de vez seus juramentos, Saul envia alguns homens para ficarem de tocaia na casa de Davi. 

A ordem era trazê-lo como prisioneiro, para que fosse executado na manhã seguinte. 

Os homens saíram e ficaram espionando a casa. 

Mical, esposa de Davi, percebeu a movimentação estranha e avisou ao marido:

_ Querido, acho melhor você fugir. Tem uns homens aí fora, e sei que foram enviados pelo meu pai para matarem você.

Davi nem titubeou. Com a ajuda da esposa, desceu por uma janela nos fundos da casa. 

Em seguida, Mical pegou uma estátua, provavelmente uma imagem de algum ídolo que ela adorava as escondidas e a colocou deitada na cama, com um pedaço de pele de cabra tingida de vermelho na cabeça. 

Cobriu sua obra de arte com uma capa para que se parecesse com uma pessoa moribunda. Mal era acabara de concluir sua obra barroca, ouviu batidas na porta da frente. Foi atender como se não soubesse de nada;

_ O que desejam?

_ Temos ordens de Sua Majestade, vosso pai para fazer uma averiguação em sua casa.
_ Mas que absurdo, para que esta averiguação?

_ São ordens de sua majestade senhora, por favor, não obstrua nosso trabalho!

_ Não estou obstruindo nada. Só queria saber o motivo desta invasão a esta hora da noite.

_ Seguinte madame, viemos levar Davi, por ordens do rei Saul?

_ Eu sou filha do rei, e Davi é meu esposo! Voltem para suas guaridas imediatamente.

_ Temos ordem de só retornar acompanhados de Davi.

_ Sei, mas vocês não poderão leva-lo, pois ele encontra-se muito adoentado. Ao tentar fugir do maluco do meu pai, acabou se machucando e agora precisa de repouso.

_ Ah. Hum. Então o Davi encontra-se enfermo?

_ Foi o que eu disse.

_ Podemos dar uma averiguada?

_ Sim, entrem e vejam, só não façam barulho...

Depois de comprovarem que o suposto Davi estava na cama, voltaram para ao palácio com a notícia:

_ Majestade, fomos até a casa de sua filha, mas Davi encontra-se seriamente adoentado, o que nos impede trazê-lo até sua presença.

_ Hein?

_ Davi está doente senhor!

_ E daí? Seus incompetentes! Mandei que o trouxessem aqui. Aceitaram esta mentira descarada?

_ Mas foi sua filha que nos informou senhor!

_ Ah, querem saber? Vou com vocês.

Os agentes deram de ombros e voltaram à casa de Davi, dessa vez acompanhados pelo rei possesso. Bateram à porta e Mical gritou lá de dentro, impaciente:

_ Quem é?

_ Guardas do rei madame!

_ Mas de novo? Eu já não disse que meu marido está doente?

_ Sim madame, mas o rei nos deu ordens para levar Davi de qualquer maneira.

_ MAS EU JÁ FALEI, ELE TÁ DOENTE! ACAMADO! NÃO PODE SE LEV…

_ MICAAAAL?

_ Papai?

_ ABRA ESTA PORTA IMEDIATAMENTE GAROTA!

Mical gelou quando ouviu aquela voz possessa de seu pai. 

Já estava acostumada com seus ataques de fúria e não achava prudente enfrentar o cão raivoso, então abriu a porta.

_ Onde está Davi? Falou Saul babando de raiva.

_ L-lá em cima. Na cama... Ele não está bem, papai...

Saul subiu esfregando as mãos de ansiedade, com os homens atrás dele. 

Imaginem vocês a surpresa dele quando puxou a manta gritando “ARRÁ!” e viu a estátua na cama...

_ MICAL!

_ S-sim, pai querido?

_ O QUE SIGNIFICA ISSO? QUE PALHAÇADA É ESSA HEIN? POR QUE VOCÊ ME FEZ PASSAR POR ESTE PAPELÃO?

_ Não tive alternativas meu pai. Ele me obrigou a ajuda-lo a fugir, se não iria me matar se eu não o ajudasse a escapar!

Toda aquela confusão foi o suficiente para que Davi conseguisse fugir com tranquilidade para bem longe, em Ramá, mais precisamente. 

Ida para Ramá foi estratégica, pois era lá que morava seu aliado mais importante, o único capaz de ser respeitado por Saul.

Quem era esse homem?

É o que veremos na próxima postagem!

Em Cristo!
Leia Mais ►
Images

1 Samuel 19:1-7 - Saul surta novamente contra Davi!


Saul surta novamente contra Davi!

1 Samuel 19:1-7

_ Quero Davi morto, e matarei aqueles que me impedirem!

Eles ouviam calados, sabendo que qualquer um que ousasse defender a Davi corria o risco de terminar seus dias espetados na parede como borboletas decorativas.

Ouviram tudo calados, e calados ficaram, menos Jônatas, que correu para avisar o amigo:

_ Davi, meu pai enlouqueceu novamente. Tá com aquela ideia fixa de te matar.

_ Ah, não, e o que é que eu fiz desta vez?

_ Não sei. Só sei que é bom você se proteger. Antes ele tentava disfarçar, agora não: chamou a mim e aos oficiais e pediu sua cabeça.

_ Mas e então? O que eu faço? Fujo?

_ Não, ainda não. O povo gosta de você. Trate de se esconder em algum lugar até amanhã cedo. Eu vou falar com meu pai, tentar fazer o velho mudar de ideia. Depois te conto o resultado.

_ Tudo bem, ficarei no aguardo.

Conforme planejado, no dia seguinte, Davi ficou escondido enquanto Jônatas falava com Saul. 

Como de costume, Saul alternava dias de fúria com dias de calmaria.

_ Meu pai, não faça nenhum mal ao seu servidor Davi, pois ele nunca lhe fez nenhum mal. 

Pelo contrário, tudo o que ele tem feito tem ajudado bastante o senhor. 

_ Hum...

_ Ele arriscou a própria vida quando matou Golias, e por meio dele o SENHOR Deus conquistou uma grande vitória para Israel. 

_ Ele fez isso porque quis, não lhe mandei enfrentar Golias...

_ Mas o senhor mesmo viu isso e ficou contente. Então, por que o senhor, meu pai, faria mal a um homem inocente, matando Davi sem nenhuma razão?

_ Hum. É, você tem razão. Acho que exagerei.

_ Sério? Então o senhor não vai mais perseguir o Davi?

_ Juro em nome do SENHOR, o Deus vivo, que Davi não será morto.

_ Obrigado meu pai.

Jônatas saiu dali e foi contar para Davi o que havia ocorrido. Levou o amigo à presença do pai e assistiu, feliz, à reconciliação dos dois. Davi voltou ao palácio com sua harpa e empregou-se novamente no serviço do rei. 

Tudo estava muito bom, tudo ia muito bem até Saul surtar novamente.

Em Cristo!
Leia Mais ►
Images

I Samuel 18: 17- 30 - Davi paga 200 prepúcios para casar com Mical!


Davi paga 200 prepúcios para casar com Mical!

I Samuel 18: 17- 30

Saul passava as noites sem dormir, pensando em que posição de risco colocaria Davi nas mãos dos filisteus.

Torturava-se procurando uma resposta, até que um dia teve uma ideia. 

Sabia que entre duas nações em guerra, as famílias dos reis eram alvos preferenciais para abalar o moral do inimigo. 

Davi não era de sua família, mas poderia ser. 

Com esse desígnio em mente, no mesmo dia chamou Davi à sua presença.

_ Davi?
_ Sim Majestade?

_ Você pensa em se casar meu rapaz?

_ Claro, majestade, claro. Mas acho que ainda sou muito novo para isso.

_ Bobagem, bobagem meu rapaz! O que você acha de Merabe, minha filha mais velha?

_ Quem?

_ Merabe!

_ Ah… É uma bela moça...

_ Pois então, eu gostaria muito que você se casasse com ela.

_ C-como é?

_ Isso mesmo! Veja que honra, você será genro do rei. Em troca, eu só lhe peço que continue sendo meu soldado fiel.

_ Fico muito honrado, senhor, mas não me entenda mal. Quem sou eu para ousar sequer pensar em ser genro do rei?

_ Bah, deixe de modéstia rapaz. Quero que você se case com ela, faço muito gosto!

Sabendo que não seria prudente discutir, Davi agradeceu e aguardou as próximas coordenadas.

Mas como já estamos cansados de saber, o rei não andava bem das ideias, e semanas depois acabou dando Merabe em casamento a outro homem, um tal Adriel, morador da cidade de Meolá.

_ Belo casamento, Saul. Está feliz?

_ Claro, Abner, claro! Adriel é um bom rapaz e o que mais importa é que minha filha esteja feliz.

_ Só tenho uma dúvida Saul meu rei...

_ Que dúvida Abner?

_ Você havia me dito que daria Merabe em casamento a Davi e não a Adriel, não é mesmo?

_ MEUS DEUS! É MESMO! Ah, mas que cabeça, a minha! E agora, Abner?

_ Hum… Ouvi dizer que sua outra filha tem interesse em Davi.

_ Mical?

_ Ela mesma.

_ Puxa vida, mas eu estou com sorte. Se ela gosta dele então vamos logo casar esses dois, antes que eu me esqueça e a ofereça a outro.

Saul com a cara de pau de sempre  comunicou a Davi o mal-entendido, e ofereceu-lhe a compensação:

_ Então Davi, você pode se casar com Mical, ela é mais jovem, mais bela e você ainda será meu genro.

_ Hum. Mas o meu rei não acha muito precipitado?

_ Besteira, bobagem! Você terá tempo o suficiente para conhecê-la depois que se casarem. Vamos logo cuidar disso.

_ Ó meu rei, o senhor pode me dar um tempo para pensar?

_ Tudo bem, mas não se demore muito, viu rapaz?

Ansioso, Saul chamou seus empregados e colegas mais próximos de Davi e ordenou-lhes que dissessem ao rapaz que o rei o admirava muito e que seria uma boa ideia casar-se com a filha dele.

Então nos dias que se seguiram, sempre que falava com algum empregado no palácio, Davi ouvia a mesma conversa:

_ Puxa, seu Davi. O rei gosta muito de você mesmo hein? 

_ Como assim?

_ Ele vive falando de você. É Davi pra cá é Davi pra lá...

_ Sério? Nem parece aquele cara que queria me matar. Será que ele está finalmente indo com a minha cara?

_ Liga não Davi. É aquela doença dele, você sabe. São apenas rompantes.

_ Sim, eu sei, eu sei. Mas eu sou pobre, não tenho nada para dar a filha do rei. Ser genro do rei é uma honra grande demais para um pobre camponês como eu.

E assim, todos os dias Saul perguntava aos empregados sobre a decisão de Davi:

_ Davi continua considerando-se incapaz de ser seu genro. Ele diz que não tem como pagar um dote.

_ Hum. Mas que moleque orgulhoso. Então vou dar uma oportunidade a ele de pagar este dote.

Quando os empregados o viram novamente, lhe falaram:

_ Davi? O rei disse que se você conseguir cem prepúcios de filisteus, você poderá casar com sua filha. Esse será o dote.

Com isso, mais uma vez, Saul esperava que os filisteus acabassem com a raça de Davi. 

Cortar os prepúcios de filisteus foi uma ideia magistral e diabólica de Saul. 

Saul sabia o quanto Davi era brioso, e usava esse orgulho como arma. Era tão orgulhoso que ao ouvir o recado, seus olhos brilharam. 

O noivado foi anunciado por todo o Israel. Antes do dia marcado para o casamento, Davi reuniu seus homens e marchou em direção à Filistia. 

Davi e seu exército mataram duzentos filisteus. 

E no dia seguinte Davi levou a Saul o dote pela sua filha: duzentos prepúcios, o dobro do que havia sido pedido e os contou na presença dele, para que assim se tornasse seu genro. 

Então Saul deu a sua filha Mical em casamento a Davi. 

O povo amava Davi, Deus amava Davi, e agora até sua filha amava Davi. 

O ciúme corroía a alma de Saul. 

Por isso, ficou com mais medo ainda de Davi e pelo resto da sua vida foi seu inimigo.

Todas as vezes que os exércitos filisteus saíam para lutar, Davi conseguia mais vitórias do que todos os outros oficiais de Saul e assim ficou muito famoso.

Em Cristo!

Leia Mais ►
Images

I Samuel 18:6-16 - Saul tenta matar Davi... Tenta.


Saul tenta matar Davi... Tenta.

I Samuel 18:6-16

Tudo parecia estar muito bem no reinado de Saul...

Davi era um herói nacional. Por conta disso, o rei firmava sua reputação por tê-lo descoberto e pela maior vitória da história contra os filisteus. Jônatas vivia bons momentos e tinha um grande amigo. Davi saia-se bem em todos os lugares aonde Saul o enviava e por isso foi promovido a comandante do exército real. E isso agradou a todo o exército, inclusive aos outros oficiais. 

Só que algo aparentemente inocente veio perturbar a paz na corte. Uma cantiga nova começou a se espalhar por Israel quando o exército voltou da batalha. 

As mulheres cantavam e dançavam na rua enquanto Saul desfilava em carro aberto, e ao prestar atenção na letra o rei ficou muito indignado. Que música era essa? 

_ Saul matou mil; Davi matou dez mil!

Foi uma situação muito constrangedora para vaidoso rei. E obviamente Saul não gostou nada disso. Ficou muito zangado e disse:

_ Mas que absurdo! Que palhaçada é essa? Para mim as mulheres dizem mil, mas para Davi dizem dez mil? A única coisa que está faltando agora é ele ser rei!

E desse dia em diante Saul começou a ter ciúme de Davi e a desconfiar dele.

No dia seguinte ao desfile, o tal espírito maligno dominou Saul, e dessa vez com força total. 

Ele começou a agir como louco dentro de casa. Tomado pela paranoia, tinha certeza de que Davi pretendia usurpar-lhe o trono.

Davi, sem saber do que se passava na mente demoníaca do rei, correu para seus aposentos para tocar harpa à talvez assim aplacar a fúria da Saul. 

Ao ouvir o som da harpa foi ao encontro de Davi. Lá estava ele tocando, como fazia todos os dias, e Saul segurando uma lança.

Então Saul pensou assim:

_ Vou espetar este miserável na parede como uma mariposa de coleção.

Pensou e agiu. Babando de raiva, atirou covardemente a lança contra Davi.

O jovem, porém, tinha reflexos rápidos, e conseguiu desviar-se da lança. 

Tomado pelo ódio e pela loucura cega, Saul tentou mais uma vez, e outra vez Davi desviou-se. 

Davi como não era besta nem nada, saiu correndo como um guepardo. 

MAS O SENHOR estava com Davi e havia abandonado Saul; por isso, Saul tinha medo de Davi. 

Depois deste episódio, Davi não voltaria mais a tocar sua música no palácio, mas por iniciativa do rei, foi nomeado a um simples comandante de mil homens. Saul não suportava mais ver a cara do moço ruivo.

Colocando-o nesta posição intermediária não tão alta a ponto de ficar longe da batalha nem tão baixa a ponto de ser apenas mais um entre tantos, Saul esperava que os filisteus logo o livrassem daquela pedra no sapato. 

Davi comandava os seus soldados na batalha, e tudo o que fazia dava certo, pois o SENHOR estava com ele. 

Saul via o sucesso de Davi e ficava ainda com mais medo dele. 

Tudo o que ele fazia dava certo, os israelitas o adoravam, e o ódio do rei por Davi não parava de crescer, como veremos na próxima postagem!

Em Cristo!
Leia Mais ►
Images

I Samuel 18:1-4 - A amizade entre Davi e Jônatas!


A amizade entre Davi e Jônatas!

I Samuel 18:1-4


O temível Golias não existe mais, um momento de paz é vivido no reinado de Saul, Davi o herói vive no palácio e aos poucos vai se acostumando com novas amizades.

Uma das amizades mais importantes e confiáveis de Davi iniciada com o filho de Saul, Jônatas.

Os dois haviam se tornado grandes amigos. Eram confidentes, tinham um senso de humor parecido. Eram ambos corajosos e impetuosos como qualquer jovem. Os dois amigos tinham uma fé simples no poder e na atuação de Deus. Eles eram iguais quanto a isso. 

Os dois teriam mais oportunidades para suas longas conversas, para as aventuras e para batalhas.

A amizade era tão verdadeira e sincera que Jônatas e Davi fizeram um juramento de amizade, pois Jônatas tinha grande amor por Davi. 

Certa vez Jônatas como demonstração de sua alegria, deu de presente algumas de suas coisas: uma capa, uma espada, um arco, um cinto e até sua armadura.

_ Ei, seu desajeitado, toma aqui, um presentinho para você.

_ Pô, Jônatas. Você não sabe que eu não sei usar armadura?

_ Sei, por isso mesmo te dei essa de presente. Você precisa se acostumar.
Não pode sair por aí matando gigantes sem uma armadura.

_ Engraçadinho...         

_ Engraçado foi ver você usando a armadura antes de ir lá matar o Golias. Parecia uma tartaruga.

_ Tartaruga é tua vó.

_ Apelou, perdeu playboy!

_ Vai ver se estou na esquina.

_ Babaca.

_ Hahahahaja!

Davi e Jonatas desenvolveram um belo exemplo de amizade masculina.

A lealdade entre os dois era tão ou mais forte que um afeto entre irmãos
Nas próximas postagens veremos o quanto à amizade de Jônatas foi valiosa para Davi.

Sempre que se fala da amizade entre Jônatas e Davi, alguns desocupados levantam a hipótese do relacionamento homossexual entre os dois.

Nos últimos tempos temos visto muitos homossexuais procurando na Bíblia textos que possam apoiar suas práticas.

Um dos textos que têm sido usados é o que fala a respeito de Jônatas, filho do rei Saul, e o rei Davi. 

Como se fosse impossível uma amizade entre dois homens...

O livro de provérbios destaca que existem amizades tão fortes que podem até superar o amor de irmãos: O homem que tem muitos amigos sai perdendo; mas há amigo mais chegado do que um irmão.” (Provérbios 18.24). 

Era esse tipo de amor especial, forte, leal, compromissado que havia entre Jônatas e o Rei Davi, conforme os relatos bíblicos!

A dificuldade de Davi nunca foi homossexual.

Seu problema era a poligamia (Mical, Abigail, Ainoã, Maaca, Hagita, Abital,Eglá, Bate Seba e outras) e seu adultério com a mulher de Urias mostram que a dificuldade do famoso salmista era heterossexual (1 Sm 18.27, 25.42-43, 2 Sm 3.2-5,11.1-27).

Sobre este assunto escreveu muito bem o rabino Henry I. Sobel, da Congregação Israelita Paulista: 

“O íntimo relacionamento entre Jônatas e Davi é visto na Bíblia como um modelo de amizade. Em nenhum lugar das Escrituras se encontra referência a uma ligação homossexual entre eles. O versículo normalmente citado para justificar o homossexualismo é aquele em que Davi chora a morte de Jônatas, dizendo: ‘Teu amor me era mais precioso que o amor das mulheres’ (2 Sm 1.26). É importante observar, entretanto, que a palavra hebraica ahavá não significa apenas amor no sentido conjugal/sexual, mas também no sentido paternal (‘Isaque gostava de Esaú’, em Gn 25.28), no sentido de amizade ( ‘Saul afeiçoou-se a Davi’, em 1 Sm 16.21), no sentido de amor a Deus (‘Amarás o Senhor, teu Deus’, em Dt 6.5) e no sentido de amor ao próximo (‘Amarás o próximo como a ti mesmo’, em Lv 19.18). Em todos estes exemplos, o verbo usado na Torá (a Bíblia hebraica) é ahavá. É por razão linguística — e não por falso pudor — que a maioria das traduções bíblicas cita 1 Samuel 1.26 ‘Tua amizade me era mais preciosa que o amor das mulheres’.” 

Em Cristo!

A seguir: Saul tenta matar Davi... Tenta.


Leia Mais ►
Images

1 Samuel 17: 55-57 - Davi vai morar no palácio de Saul


Davi vai morar no palácio de Saul

1 Samuel 17: 55-57

 Assim, quando Davi voltou para o acampamento, depois de matar Golias, Abner primo do rei Saul e comandante de seu exército o levou a Saul. 

Davi ainda estava carregando a horrível cabeça de Golias.

Saul perguntou:

_ Rapaz, quem é você?

_ Sou filho do seu criado Jessé, da cidade de Belém! 

_ Há, o garotinho tocador de harpa, como pude esquecer?

_ Garoto, não sei como prestar a você homenagem à altura do que você fez.

_ Que é isso, seu Saul…

_ A partir de hoje você será meu músico particular. Que tal, hein?

_ Puxa… Sinto-me honrado, majestade.

_ Você vai começar hoje mesmo! Pode trazer seus panos e avisar seu pai que agora você mora aqui no palácio.

_ Morar aqui? Mas eu tenho família em Belém, majestade.

_ Sua família pode vir visitá-lo quando quiser. Está decidido!

Parecia nascer neste momento uma bela parceria... Parecia...

Em Cristo!

Leia Mais ►
Images

1 Samuel 17: 48-54 - Davi, corta a cabeça de Golias!


Davi, corta a cabeça de Golias!

1 Samuel 17: 48-54

Dizendo isso, Golias começou a avançar na direção de Davi. O rapaz não se intimidou com o gigante, e saiu correndo contra ele. Enquanto corria, enfiou a mão em sua sacola e pegou uma das pedras. 

Quando já estava suficientemente perto de Golias, enfiou a pedra numa funda e começou a girá-la sobre a cabeça. 

Depois de muito girar, soltou uma das pontas da funda e a física de Deus se encarregou do resto: a pedra saiu pela tangente e voou, indo cravar-se justamente no meio da testa do filisteu, que por coincidência, era única parte desprotegida de seu corpo.

O gigante vacilou um pouco, olhando fixamente para Davi mas sem entender o que acabara de acontecer. 

Depois de um tempo assim parado, dobrou os joelhos e caiu de cara no chão. 

Davi correu, ficou de pé diante dele, tirou a espada de Golias da bainha e com sangue no zóio, cortou-lhe a cabeça do gigante sem piedade.

O jogo agora muda completamente. O acampamento israelita de uma hora para outra se enche de coragem, e em clamores de vitória explodem como quem ganha um campeonato.

Enquanto no lado filisteu um silêncio sepulcral hipnotiza o poderoso exercito, que não conseguia digerir o acontecimento ainda inacreditável. 

Mas quando finalmente se deram conta de que era verdade mesmo que seu maior campeão acabara de morrer nas mãos de um pastorzinho adolescente, ficaram apavorados e bateram em retirada. 

Os israelitas por sua vez, mais confiantes do que nunca, atravessaram o vale e os perseguiram até as cidades de Gate e Ecrom, na Filistia. 

Depois de matarem muitos inimigos e entocarem outros tantos em suas cidades, os israelitas voltaram e despojaram o acampamento filisteu.

Já Davi, levou um presentinho, a cabeça de Golias para Jerusalém.

E como souvenir, voltou para casa, levando as armas do outrora gigante Golias.

Davi experimentava agora seu primeiro case de sucesso. E que sucesso. Não bastasse isso, ainda trabalhava no palácio e tinha a confiança do rei.

Mas algo lhe tirava o sono... De vez em quando, lembrava-se da estranha visita de Samuel à sua cidade, e sabia que em sua história algo maior estava para acontecer.

Como veremos mais a frente.

Em Cristo!

Leia Mais ►
Images

1 Samuel 17: 41- 47 - Davi se apresenta diante de Golias!


Davi se apresenta diante de Golias!

1 Samuel 17: 41- 47

Vimos na última postagem que Davi tirou a armadura do rei, e em lugar da mesma tomou apenas seu cajado, com seu alforje de pastor, e uma simples funda e aproximou-se do filisteu. 

O gigante deu ousadamente grandes passos para frente, esperando encontrar o mais poderoso dos guerreiros de Israel. 

Seu escudeiro a frente dele, e parecia como se nada lhe pudesse recarregando suas armas. 

Ao aproximar-se mais de Davi, o que viu foi um garoto, que mais parecia um menino. 

O rosto de Davi era vermelho pela saúde, e sua presença firme, desprotegido de armadura, mostrava-se exposto; contudo, entre seu perfil de menino e as sólidas dimensões do filisteu havia um relevante contraste.

Golias encheu-se de surpresa e ira... 

Olhou bem para ele e começou a ridicularizar porque Davi não passava de um rapaz bonito e de boa aparência.  

_ Vocês tão de brincadeira comigo! O que é isso? Para que é esse bastão? Você pensa que eu sou algum cachorro? Vais me matar com isso? 

Então rogou sobre Davi as mais terríveis maldições por todos os deuses que conhecia. 
E protestou com chacota: 

_ Venha contra mim, e darei a tua carne às aves do céu e às bestas do campo.

Davi não fraqueou diante do campeão dos filisteus. Dando passos à frente, disse ao seu adversário: 

_ Você vem contra mim com espada, lança e dardo. Mas eu vou contra você em nome do SENHOR Todo-Poderoso, o Deus dos exércitos israelitas, que você desafiou.  

_ Hum?...

_ Hoje mesmo o SENHOR Deus entregará você em minhas mãos; eu o vencerei e cortarei a sua cabeça. E darei os corpos dos soldados filisteus para as aves e os animais comerem. 

Então o mundo inteiro saberá que o povo de Israel tem um Deus, e todos aqui verão que ele não precisa de espadas ou de lanças para salvar o seu povo. Ele é vitorioso na batalha e entregará todos vocês em nossas mãos.

Havia um tom de intrepidez em sua voz, um aspecto de triunfo e exultação em sua face. 
Que coragem... E que fé!

Tal discurso, feito com uma voz clara e melodiosa, repercutiu no ar, e foi ouvido distintamente pelos milhares que, arregimentados para a guerra, escutavam. 

Com isso fúria de Golias subiu até ao mais alto ponto. 

_ Mas olha que moleque ousado… Espera aí que eu já acabo com a tua raça!

Dizendo isso, Golias como um touro indomável, partiu com toda sua força e fúria na direção de Davi.    

Continua...
Leia Mais ►
Images

1 Samuel 17:33-40 - Davi se apresenta para lutar contra Golias!


Davi se apresenta para lutar contra Golias!

1 Samuel 17:33-40

Mas Saul respondeu: 

_ Davi, Davi… Você não pode ir, meu filho. 

_ Ué, por que não?

_ Você não passa de um rapazinho, e ele tem sido soldado a vida inteira!  

_ Permita-me discordar, majestade. Como o senhor sabe, eu sou pastor de ovelhas. Quando um leão ou um urso carrega uma ovelha,  eu vou atrás dele, ataco e tomo a ovelha. Se o leão ou o urso me ataca, eu agarro ele assim, ó, pelo pescoço, e dou porrada até matar o desgraçado. Comigo é assim, sem dó.

_ Hum. Sei. Mata urso e leão é?

_ Mato. O SENHOR Deus me salvou dos leões e dos ursos e me salvará também desse filisteu incircunciso.

Saul esforçou-se por dissuadir a Davi de seu propósito, mas o jovem não podia ser convencido do contrário. 

_ Hum. Pois muito bem. Vá, e que Deus te ajude.

_ SÉRIO?

_ Sério, ué. Vá, e que o SENHOR Deus esteja com você!  

Embora Sul tivesse dado a Davi permissão para aceitar o desafio de Goleias, o rei tinha pouca esperança que Davi fosse bem-sucedido em sua ousada empreitada. 

_ VIVA! OBRIGADO, MAJESTADE!

_ De nada, de nada. Mas você não vai assim, oras. Vou te dar minha armadura.

_ Puxa, que honra…

Então Saul deu a sua própria armadura para Davi usar. Pôs um capacete de bronze na cabeça dele e lhe deu uma couraça para vestir.  

Davi prendeu a espada de Saul num cinto sobre a armadura e tentou andar. 

Mas não conseguiu porque não estava acostumado a usar essas coisas. 

Aí disse a Saul: 
_ Majestade, não consigo andar com tudo isto, pois não estou acostumado. O senhor ficará chateado se eu não usá-la?

_ Você é quem sabe, Davi. Faça como quiser.

_ Obrigado mais uma vez ó rei. 

_ Não por isso, Davi...

_ Agora, se o senhor me dá licença, tenho um gigante para matar.

Então Davi tirou toda a pesada armadura, pegou o seu bastão, escolheu cinco pedras lisas no ribeirão e pôs na sua sacola. 

Pegou também a sua funda e saiu para enfrentar Golias.  

Continua...

Em Cristo!

Leia Mais ►
Images

Conquiste! O que você quer conquistar em 2014?




Conquiste!
O que você quer conquistar em 2014?

Muitas pessoas possuem desejos que permanecem com elas por muitos anos...

Você deseja em 2014 conquistar tudo àquilo que lhe parece improvável?

Que tal então experimentar sua capacidade de empreender para viver melhor e realizar mais!

Afinal, se você continuar fazendo o que sempre fez só vai obter os mesmos resultados! 

Concorda comigo?

Então faça algo novo, adquira novos conhecimentos e aprenda a colocá-los em prática.

Lembre-se, você é o único responsável pelas suas conquistas.

Você sabia que existem no mundo uma casta de pessoas extraordinárias, que mudam mentalidades e melhoram a vida à sua volta. 

São pessoas famintas por conquistas!

Pessoas que são imparáveis e inquietas!

Que se regeneram para viver a vida como ela é. E querem sempre mais!

Pessoas que estão vivendo seus sonhos.

Elas sabem que se algo vai acontecer, a responsabilidade é somente delas.

Se você quer ser como estas pessoas, ter e fazer coisas que você nunca fez antes, então deixe eu deixe eu lhe dar um conselho;

Invista em você! Em 2014, suba um próximo nível?

Planeje-se para se tornar a pessoa que nasceu para ser!

Não fique apenas sonhando, dê o primeiro passo.

Quer saber como?

Invista no treinamento “Conquiste.org”

Um processo de Coaching desenvolvido a partir da modelagem dos maiores realizadores de todos os tempos.

Aprenda valiosos conhecimentos, técnicas e ferramentas práticas para facilitar e acelerar o alcance de suas metas e objetivos em 2014.

Para ter acesso a este treinamento basta clicar AQUI.


Nos encontramos lá.
Leia Mais ►
Images

1 Samuel 17:12-32 - Davi se revolta com a covardia dos israelitas e com a petulância de Golias!


Davi se revolta com a covardia dos israelitas e com a petulância de Golias!

1 Samuel 17:12-32

Davi era filho de Jessé, do povoado de Efrata, que ficava perto de Belém de Judá.

Jessé tinha oito filhos.

No tempo em que Saul era rei, Jessé já estava bem idoso.

Os seus três filhos mais velhos tinham ido com Saul para a guerra.

O primeiro se chamava Eliabe, o segundo, Abinadabe, e o terceiro, Siméia.

Davi era o filho caçula.

Enquanto os seus três irmãos mais velhos ficavam com Saul, Davi ia ao acampamento de Saul e voltava a Belém para tomar conta das ovelhas do seu pai.  

Enquanto isso, os israelitas estavam em seu acampamento, apavorados com a proposta de Golias.

Durante quarenta dias Golias desafiou o exército israelita.

Todas as manhãs ele vinha até a borda oposta do vale, cruzava os braços sobre o tórax enorme, e bradava seus insultos.

Ao final, repetia a proposta: os israelitas deveriam escolher um homem para lutar contra ele, e neste combate estariam decididos à guerra e o destino de ambas as nações.

Um dia, preocupado com essa situação, Jessé chamou Davi, entregou a ele dez quilos de trigo torrado, dez pães e dez queijos, e disse ao filho:

_ Davi, estou preocupado com seus irmãos. Pegue dez quilos de trigo torrado e estes dez pães e vá depressa levar para os seus irmãos no acampamento. Leve também estes dez queijos ao comandante.

_ Mais alguma coisa meu pai?

_ Veja como os seus irmãos estão passando e traga uma prova de que você os viu e de que eles estão bem.

_ E onde eles estão agora?

_ Os seus irmãos, o rei Saul e todos os outros soldados israelitas estão no vale do Carvalho, lutando contra os filisteus.    
_ Pode deixar, pai.

Na manhã seguinte, Davi deixou um empregado tomando conta das ovelhas e foi para o Vale.

Ele chegou ao acampamento justamente na hora em que os israelitas, soltando o seu grito de guerra, estavam saindo a fim de se alinhar para a batalha.

O exército dos filisteus e o exército dos israelitas tomaram posição de combate, um de frente para o outro.

Davi deixou as coisas com o oficial encarregado da bagagem e correu para a frente de batalha.

Chegou perto dos seus irmãos e perguntou se estavam bem.

Enquanto isso os filisteus davam passagem para seu grande herói, Golias.

Enquanto Davi estava falando com eles, Golias avançou e desafiou os israelitas, como já havia feito antes.

E Davi escutou.

Bastou o gigante aparecer para todos os israelitas correrem para suas tendas.

Golias repetiu o desafio, e, quando Davi viu que todo Israel estava cheio de medo, e soube que a afronta do filisteu lhes era atirada dia após dia, sem que despertasse um campeão para silenciar o orgulhoso gigante, seu espírito se agitou dentro dele.

Inflamou-se de zelo para preservar a honra do Deus vivo, e o crédito de Seu povo.

Então Davi perguntou aos soldados que estavam perto dele:

_ O que ganhará o homem que matar esse filisteu e livrar Israel desta vergonha?

_ homem que derrotar Golias uma gorda recompensa e a mão de sua filha. Além disso, isentaria de impostos a família desse suposto homem valente.

_ Afinal de contas, quem é esse filisteu pagão para desafiar o exército do Deus vivo?

Eliabe, o irmão mais velho de Davi, ouviu-o conversando com os soldados. Então ficou zangado e disse:

_ Ô, moleque! Quem é que está tomando conta das suas ovelhas lá no deserto, hein? Seu convencido! Tá achando que é quem? Veio aqui só para ver a batalha, né? Moleque folgado!

_ Poxa meu irmão! Pega leve! Será que eu não posso nem fazer uma pergunta? Eu, hein…

Eliabe deu um deu de ombros e foi cuidar de sua vida.

Davi, por sua vez, saiu andando pelo acampamento, sondando aqui e ali para saber como seria recompensado o israelita que matasse Golias.

De todo mundo ouviu a mesma resposta, com uma ou outra variação.

De tanto ele perguntar, alguns soldados resolveram ir falar com Saul sobre o que acontecia:

_ Majestade, parece que há um rapaz aí no acampamento interessado na recompensa prometida a quem matar o gigante.

_ Ah, é? Que beleza, traga o tal rapaz aqui, quero falar com ele.

Os soldados saíram e voltaram trazendo Davi. Saul levou um susto:

_ Mas você, Davi? O que está fazendo aqui?

_ Seu Saul, eu acho uma vergonha o povo de Israel ter medo desse filisteu. Eu vou lutar com ele.

Continua na próxima postagem!

Leia Mais ►
Images

1 Samuel 17:1-11 - Uma aberração filistéia chamada Golias!


Uma aberração filistéia chamada Golias!

1 Samuel 17:1-11

Vimos na última postagem que a providência que Deus fez com que Davi, fazendo com que um hábil executor de harpa, fosse levado perante o rei. 

Seus acordes sublimes e de inspiração celestial tiveram o desejado efeito. 

A ninada melancolia que, semelhante a uma nuvem negra, se fixara no pobre espírito de Saul, desaparecia como por encanto.

Quando seus serviços não eram exigidos na corte de Saul, Davi voltava aos seus rebanhos entre as colinas, e continuava a manter sua simplicidade de espírito.

Quando necessário, era novamente chamado para servir Saul, a fim de suavizar a mente do perturbado rei até que o espírito mau se afastasse dele. 

Nesta época, os filisteus começaram a se movimentar e acamparam entre Socó e Azeca, no território de Judá, um lugar conhecido como Efes-Damin, Fronteira Sangrenta. 

Quando Saul ficou sabendo, juntou seu exército, e foi acampar no Vale de Elá.

Os filisteus pararam no monte que ficava de um lado do vale, e os israelitas ficaram no monte do outro lado.  

E assim passavam-se os dias, com provocamentos de um lado e de outro e nenhuma ação. 

Até que um dia, no meio da guerra fria verbal, os israelitas viram alguém saindo do acampamento dos filisteus e vindo para a borda do morro.

O tal homem parecia um abominável gigante.

Seu nome era Golias.

O bruta montes tinha quase três metros de altura. 

Trazia na cabeça um capacete de bronze, e estava enfiado numa armadura, também de bronze, que pesava mais de 70 quilos. 

As pernas estavam protegidas por caneleiras e ele carregava nos ombros um dardo de bronze. 

Para se ter ideia de seu tamanho, sua outra arma era uma lança, cuja haste parecia um eixo de tear, e da qual só a ponta pesava quase 10 quilos. 

A frente desse gigante encouraçado ia seu escudeiro, um homem de estatura normal, mas que parecia um anão se comparado a Golias. 

Parou bem de frente para onde estavam os temerosos israelitas, botou as mãos na cintura e começou a gritar com seu vozeirão:

_ Ô, frangotes miseráveis! O que vocês estão fazendo aí? Querem luta, é? Pois venham! Eu sou filisteu! E vocês, são o quê? Escravos de Saul? 

Do exercito de Saul só se ouvia a respiração ofegante dos soldados...

_ Olhem, vou propor um desafio a vocês... 

Além do silencio, agora também a apreensão... 

_ É o seguinte: escolham um de seus homens para lutar comigo. Pode ser qualquer um. Se ele me matar, nós seremos seus escravos. Mas se eu o matar, vocês nos servirão. 

Agora, silencio absoluto no lado israelita...

_ E aí, não dizem nada? Está lançado meu desafio, seus fracotes covardes! Mandem alguém. Mandem qualquer um.

Golias deu meia-volta e retornou calmamente à sua tenda. 

Do lado israelita, Saul e todo o exército israelita estavam apavorados. 

Recusar o desafio de Golias seria uma demonstração de fraqueza. 

Mas quem poderia ir lutar contra uma aberração da natureza como aquela? 

Quem teria coragem e força suficientes para enfrentar um bruta montes de três metros de altura? 

Quem?

Quem?

Vocês não vão acreditar se quando eu contar...

Mas só na próxima postagem!

Em Cristo!

Leia Mais ►