Images

Gênesis 14:1-12 - Guerra de quatro reis contra cinco.


Guerra de quatro reis contra cinco.

Gênesis 14:1-12

V-1,2.
Era uma vez, uma guerra de quatro poderosos reis contra outros cincos reis não tão poderosos...

Temos aqui a primeira menção de guerra na Bíblia. O homem não demorou muito tempo para aprender esta arte.

Vamos conhecer estes personagens de nomes estranhos que se enfrentaram nesta guerra:

Chamaremos de quarteto os temíveis reis que foram desafiados;

Quedorlaomer, rei de Elão e líder da coligação;
Anrafel, rei de Sinar,
Arioque, rei de Elasar,
Tidal, rei de Goim.

Do outro lado chamaremos de quinteto, a aliança que ousou desafiar o quarteto, formado pelos seguintes reis;

Bera, de Sodoma;
Birsa, de Gomorra;
Sinabe, de Admá;
Semeber, de Zeboim;
E um outro que a Bíblia não menciona o nome e era rei de Bela, cidade que também se chamava Zoar.

V-3,4.
O rei Quedorlaomer líder do quarteto, havia dominado por doze anos o quinteto, mas no décimo terceiro ano eles se revoltaram contra ele.

A imposição de contribuições éra onerosa, e quando os diversos povos tinham se recuperado um pouco das últimas cobranças, se rebelaram e deixaram de enviar seus tributos anuais ao quarteto e começaram a se preparar para um confronto.

O quinteto reuniu seus exércitos e se juntaram no vale de Sidim, onde fica hoje o mar Morto, onde esperavam atacar o quarteto.

De acordo com este texto, o vale de Sidim ocupava grande parte do que se conhece hoje como o mar do Sal ou o mar Morto.

Para começar, este é um documento histórico. Descobertas arqueológicas têm demonstrado a existência de uma civilização em uma área agora coberta pelo Mar Morto, entre os séculos 21 e 19 a.C., e a destruição violenta dessas cidades ao fim desse período.

Nesse local, 400 m abaixo do nível do mar, há quase quatro mil anos atrás, existiram duas cidades gêmeas: Sodoma e Gomorra.


V-5-7.
Quedorlaomer e seus aliados promoveram uma campanha militar contra os revoltosos, entrando na terra de Canaã pelo noroeste, e seguindo para o sul.

A revolução provocou uma expedição punitiva pela qual se esperava restabelecer a situação anterior.

Pelos versículos seguintes parece evidente que outras nações de nomes estranhos tinham sido tributários de Quedorlaomer além do quinteto.

Pelo caminho eles feriram vários povos que viviam em ambas as margens do rio Jordão (refains e zuzins), na terra de Moabe (os gigantes emins), nas imediações do monte Seir a sudoeste do Mar Vermelho (os horeus), e outras povoações entre o Neguebe e o Sinai.

V-8,9.
Percebendo que o quarteto se aproximava, os reis do quinteto saíram com os seus exércitos para o vale de Sidim a fim de lutar.

A guerra foi travada, no vale que agora está coberto pela parte sul do mar Morto.

V-10.
Os invasores venceram a batalha: Acontece que o vale de Sidim era cheio de buracos em que havia piche; e, quando os derrotados, tentavam fugir da batalha, caíram nesses buracos. Mas os que sobreviveram, fugiram para as montanhas.

V-11
Enquanto isso, o quarteto invade Sodoma e Gomorra e saquea todas as cidades, levando todos os mantimentos, os objetos de valor que havia nestas cidades.

V-12.
Eis que surge nessa história, vejam só, alguém que andava sumido.

Levaram também cativos, vários habitantes, dentre eles Ló, o sobrinho de Abrão que havia transferido sua reidência para Sodoma.

Levaram Ló sua família e todas as suas posses.

Esta passagem põe uma nova ênfase nos tristes resultados da infeliz escolha de Ló.

Eles seguiram em direção ao norte, pela margem ocidental do Mar Morto, não muito longe de Hebrom e Manre onde Abrão morava.

De lá ele poderia ver todo o movimento.

Foi então que um sobrevivente, provavelmente servo de Ló, chega até a tenda de Abraão e pede socorro...

Em Cristo;

A seguir: Jesus, a ponte

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

Um comentário:

  1. O HOMEM EM SUA ESSÊNCIA É UM SER RELIGIOSO, MAS TAMBÉM BELIGERANTE, PORISSO VEMOS MUITAS PASSAGENS NA BÍBLIA DE GUERRAS, MAS PERCEBEMOS TAMBÉM QUE AQUELE QUE AO INVÉS DE SEGUIR IDOLATRIAS, BUSCAR EM DEUS A VERDADEIRA SEGURANÇA, ESTE SERÁ MAIS QUE VENCEDOR. AMÉM

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails