Images

Gênesis 15:17-21

A presença divina e um Flash do futuro.

V-17.
A noite caiu, e veio a escuridão. De repente, diante de um Abraão já muito assustado aparece um braseiro, que soltava fumaça, e uma tocha de fogo, passear por entre os animais sacrificados.

A fase final da revelação divina tinha o propósito de impressionar a Abraão com a segurança das promessas de Deus.

E o braseiro e a tocha, símbolos da presença divina, passaram pelo meio dos animais partidos, da mesma forma que Abraão tinha feito no início do dia.

Desta forma Deus deu a Abrão a prova que ele havia pedido.

De acordo com os costumes, ambas as partes teriam que passar no meio dos animais desmembrados e então teriam uma responsabilidade igual.

Com este sinal visível Deus confirmou seu pacto com Abraão, o qual pela primeira vez contemplou a presença divina simbolizada pelo fogo.

V-18-21
Neste momento o SENHOR Deus confirmou sua aliança com Abrão, dizendo:

_ Confirmo mais uma vez a minha promessa de dar aos seus descendentes esta terra, desde a fronteira com o Egito até o rio Eufrates...

Também aqui pela primeira vez Deus indica os limites geográficos precisos da terra prometida.
Deus listou também mais dez tribos que viviam em terras que seriam de Abraão.

Flash-forward I: Estes Esses limites só serão atingidos durante os reinados de;

Davi;
1° Reis. 4:21 “Dominava Salomão sobre todos os reinos desde o Eufrates até à terra dos filisteus e até à fronteira do Egito; os quais pagavam tributo e serviram a Salomão todos os dias da sua vida”.
Salomão;2° Crônicas. 9:26. “Dominava Salomão sobre todos os reis desde o Eufrates até à terra dos filisteus e até ao limite do Egito”.

Flash-forward II: Mas acabaram perdendo o território completo por causa da sua infidelidade a Deus.

Veja uma a profecia em Deuteronômio 28:64.

“O SENHOR vos espalhará entre todos os povos, de uma até à outra extremidade da terra. Servirás ali a outros deuses que não conheceste, nem tu, nem teus pais; servirás à madeira e à pedra”.

E aconteceu, a Assíria e Babilônia invadiram Canaã e levaram-nos em cativeiro.

Depois do exílio, porém, Deus se comprometeu que deixaria o povo retornar para a terra prometida (Deuteronômio 30:5).

De fato, sob a liderança de Josué e Zorobabel, o povo voltou para a terra de Canaã, más nunca mais teriam o território dos tempos de Davi e Salomão.

Infelizmente, o povo novamente se afastou do Senhor, e já no tempo de Jesus ele anunciou que seriam expulsos da terra mais uma vez.

Depois de ter passado um capítulo salientando os erros dos líderes, Jesus decretou:

"Eis que a casa de vocês ficará deserta ...Eu lhes garanto que não ficará aqui pedra sobre pedra; serão todas derrubadas" (Mateus 23:38; 24:2).

Ele falou que Jerusalém seria destruída naquela geração (Mateus 24:34), e assim aconteceu.
No ano 70 d.C. o general Tito com o exército romano cercou, conquistou e aniquilou a cidade de Jerusalém.
Desde então, só conseguiram retornar para Canaã em 1948, adquirindo um pequeno pedaço de terra menor que o estado de Sergipe, onde vivem em constantes guerras com os palestinos que estavam vivendo lá quando chegaram.
Proclamação do Estado de Srael em 1948

Judeus retornando para Jerusalem em 1948

Este conflito dura até hoje.
Em Cristo;

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails