Images

Gênesis 24:11-23


A estonteante beleza exterior e interior de Rebeca

V-11.
Quando o empregado chegou, fez os camelos se ajoelharem perto do poço, fora da cidade.
Após vários dias de viagem, Eliezer chegou ao seu destino.

Era de tardinha, bem o período em que as mulheres vinham buscar água, então, se ajoelharam para descansar e esperar.

Desde a mais remota antigüidade foi um costume oriental, em que as mulheres pegassem água e a levassem para casa em cântaros ou em odres.

As moças vinham à fonte com seus cântaros para levar água para suas casas, e havia um bebedouro ao lado onde se despejava água para os animais beberem. Era um bom lugar para encontros, e para fazer amigos.

Eliezer considerou tal ocasião como uma boa oportunidade para observar às jovens mulheres da cidade e para decidir quanto a uma esposa conveniente para o filho de seu amo.

V-12.
Tendo sido criado na religião de seu patrão e sendo ele mesmo um firme crente no Deus verdadeiro, Eliezer orou silenciosamente pedindo sabedoria, direção e sucesso.

_ Ó SENHOR, Deus do meu patrão Abraão, faça com que tudo dê certo e seja bondoso para com o meu patrão.

E continuou em sua oração silenciosa, pedindo um sinal que o guiasse em sua escolha;

_ Senhor, eu estou aqui perto do poço onde as moças da cidade vêm para tirar água, e vou dizer a uma delas:

"Por favor, abaixe o seu pote para que eu beba um pouco de água."
E se ela disser assim:

"Beba, e eu vou dar água também para os seus camelos", que seja essa a moça que escolheste para o teu servo Isaque.
Se isso acontecer, ficarei sabendo que foste bondoso para o meu patrão.

Eliezer sabia que era grande sua responsabilidade de voltar com uma mulher que fosse uma bênção e não uma maldição para a casa de Abraão, uma que fosse ajuda idônea para seu esposo e que não contribuísse a sua queda.

Eliezer queria estar seguro de que a mulher que levasse ao lar de Abraão fosse naturalmente amigável, disposta para ajudar e capaz de trabalhar.

V-15.
Ele nem havia acabado a oração, quando Rebeca aparece, carregando o seu pote no ombro.

Será que sua oração foi respondida antes que a tivesse completado?

V-16-18.
Rebeca era uma linda moça, ainda virgem, uma virtude importante para uma mulher que devia chegar a ser a mãe de toda uma nação.

Ela desceu até o poço, encheu o seu pote e subiu.

Ela tinha beleza física, mas o servo queria achar formosura interior.

Lembrem-se, que Rebeca era neta de Naor, irmão de Abraão e o servo ainda não sabia disso.

Ele esperou que ela tirasse a água do poço e, quando ela já estava indo embora, correu até ela.

_ Moça! Ô, moça! Tô com uma sede danada será que a senhorita não podia me dar um golinho d’água?

_ O senhor pode beber - respondeu ela.

E rapidamente abaixou o pote e o segurou enquanto ele bebia.

V-19-21.
Rebeca, a quem um cansado viajante só lhe tinha pedido um pouco de água para beber, imediatamente manifestou sua bondosa disposição.

Depois de lhe dar de beber, a moça disse:
_ Vou tirar água também para os seus camelos e lhes darei de beber o quanto quiserem.

Seu oferecimento de dar água para os camelos foi voluntário e não obedecia a nenhum costume.

Rapidamente ela despejou a água no bebedouro e correu várias vezes ao poço a fim de tirar água para todos os camelos.

Eliezer estava tão fascinado pela boa vontade natural de Rebeca de lhe ajudar, que se esqueceu de oferecer ajuda a moça.
Enquanto ela carregava a água ele pensava; Será que é esta mesmo? Será este o sinal de Deus?

V-22,23.
Quando os camelos acabaram de beber, como expressão de gratidão, Eliezer pegou uma argola de ouro, que pesava seis gramas, e colocou no nariz dela.

Vejam que desde os tempos antigos, as mulheres beduínas usavam anéis no nariz, (Isa. 3: 21; Eze. 16: 11, 12).

E também lhe deu duas pulseiras de ouro, que pesavam mais de cem gramas.

Entre os beduínos, o anel no nariz é o presente que se acostuma dar quando se havia um compromisso conjugal.

Em seguida perguntou:

_ Você é daqui? Quem é o seu pai? Será que na casa dele há lugar para os meus homens e eu passarmos a noite?

Ainda que suspeitasse que ela pudesse vir a ser a esposa de Isaque, Eliezer, nem sabia seu nome, muito menos sua relação familiar com Abraão.

Então ela respondeu...

Em Cristo;

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

2 comentários:

  1. Verdadeiramente Rebeca foi uma escolha valiosa. Ela era bonita, pura, virtuosa, humilde, gentil, altruísta, hospitaleira e trabalhadora. Tirar água para dez camelos era uma tarefa árdua, e ainda assim ela alegremente se ofereceu a fazer este serviço.

    ResponderExcluir
  2. O mordomo de Abraão se mostrou aqui ser um homem consagrado.

    Abraão parece ter ensinado até mesmos os seus servos o temor de Deus.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails