Images

Gênesis 34:20-24


A circuncisão dos Siquemitas

V-20,21.
A condição proposta pelos filhos de Jacó pareceu razoável aos dois enviados e como lemos na postagem anterior, estes estiveram dispostos a submeter-se imediatamente a ela.

Então Hamor e o seu filho Siquém foram até o portão da cidade, onde eram tratados os negócios, e disseram aos moradores da cidade:

_ Atenção povo de minha cidade, temos uma proposta irrecusável vinda do povo de Jacó. Essa gente é amiga... Vamos deixar que eles fiquem morando e negociando aqui, pois há terras que chegam para eles. Além do mais, nós poderemos casar com as filhas deles, e eles poderão casar com as nossas.

V-22.
_ Mas eles só concordam em viver entre nós e se tornar um só povo com a gente se aceitarmos esta condição: todos os nossos homens precisam ser circuncidados, como eles são. É coisa simples, nós fizemos e não doeu nada.

Hamor fez ressaltar aquelas considerações que na realidade eram secundárias, ao passo que o ponto principal, a circuncisão, foi mencionado quase que incidentalmente.

23,24
_ E será que não ficaremos com todo o gado deles e com tudo o que eles têm? É claro! É só aceitarmos a condição, e eles ficarão morando entre nós.

Sua gráfica descrição das riquezas de Jacó e sua família, e as vantagens que poderiam antecipar unindo-se com eles, despertaram facilmente a aceitação do plano.

Em termos de hoje, Jacó e sua família seriam naturalizados como cidadãos siquenenses, contribuindo no pagamento dos seus impostos.

A circuncisão a seu ver era apenas um rito religioso, um pequeno preço a pagar por estes benefícios.

A perspectiva de ganhos materiais sempre é um meio efetivo para tratar com os homens de mente mundana.

Então todos os homens maiores de idade concordaram com Hamor e com o seu filho Siquém e foram circuncidados.

A circuncisão quando realizada em adultos é extremamente dolorosa e deixou debilitada praticamente toda a população masculina desta cidade durante vários dias.

O que vai acontecer com estes pobres homens indefesos?

Veremos na próxima postagem.

Em Cristo!

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

2 comentários:

  1. É verdade! Quando se trata em fazer acordos com pessoas sem princípio o dinheiro sempre fala mais alto não importando o preço que tenham que pagar para obter vantagens. Naquele época já era assim, imagine hoje então...misericórdia Senhor!

    ResponderExcluir
  2. Que encenação hipócrita eles fizeram. Eles não foram as últimas pessoas a usarem a religião para motivos mundanos. Muitos têm se unido a uma igreja em busca de uma esposa ou para tentar vender alguma coisa para obter lucro financeiro. Note que a história que Siquém e Hamor contaram para o povo deles era bem diferente daquela que eles contaram para Jacó e seus filhos [compare vers. 10 com vers. 23]. Eles não tinham interesse nenhum pelo Deus de Israel ou pela prática da circuncisão.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails