Images

Gênesis 37:21-28 - José do Egito é vendido por uma bagatela!


José do Egito é vendido por uma bagatela!

Gênesis 37:21-28

V-21,22.
Onde estávamos mesmo?

Há, paramos quando Rubem ficou sabendo do plano de assassinato do irmão caçula.

Quando ele ouviu isso, quis salvá-lo dos seus irmãos e disse:

_ Não vamos matá-lo.

Ainda que Rubem estivesse longe de ser perfeito, seu coração não era tão duro como o dos demais irmãos a ponto de fazer tal barbárie.

_ Não derramem sangue. Vocês podem jogá-lo neste poço, aqui no deserto como prisioneiro, mas não o machuquem.

Sem socorro, ele morreria à míngua, mas Rubem pretendia livrá-lo mais tarde, quando eles tivessem ido embora.

V-23
Os que estavam dispostos a converter-se em assassinos, por um momento se contentaram em obedecer à sugestão de Rubem.

Então, quando José chegou ao lugar onde os seus irmãos estavam, eles arrancaram dele a túnica longa, de mangas compridas, que ele estava vestindo.

V-24.
Adicionando insultos à violência, despiram a José e o jogaram numa cisterna seca que estava perto.

Estes poços ou cisternas forneciam provisão de águas durante grande parte dos meses de seca e quando vazios eram usados como celas temporárias para prisioneiros.

O pensamento de que angustiosamente morreria de fome satisfez o caráter vingativo dos irmãos que não prestaram atendimento a seus gritos de socorro.

Neste momento Rubem, que deu a sugestão da cisterna, não estava com eles.

Provavelmente, havia saído para cuidar do rebanho a fim de que os irmãos pudessem fazer seu lanche.

V-25.
Então, com um secreto sentimento de satisfação, com infinita indiferença e uma tremenda cara de pau, os impiedosos irmãos se sentaram a comer.

De repente, viram que ia passando uma caravana de ismaelitas que vinha de Gileade e ia para o Egito.

Os seus camelos estavam carregados de perfumes e de especiarias.

Não é de surpreender-se que alguns dos descendentes de Ismael tivessem chegado a ser comerciantes, pois nesta fase da história, já havia se passado uns 180 anos desde o nascimento de Ismael, e sem dúvida sua família tinha crescido rapidamente.

Os registros bíblicos e seculares revelam que os árabes mantinham um comércio florescente com Egito.

V-26,27.
Judá (filho de Lia, cujos irmãos Simeão e Levi promoveram o massacre em Siquém), sugeriu uma solução genial para o problema da eliminação de José;

_ Rapaziada, prestem atenção! O que vamos ganhar se matarmos o nosso irmão e depois escondermos a sua morte?

Judá viu na aparição da caravana dos ismaelitas um meio de acabar para sempre com José sem tirar-lhe a vida.

Isto também eliminaria a José efetivamente de uma concorrência posterior na luta pela primogenitura.

_ Em vez de o matarmos, vamos vendê-lo a esses ismaelitas. Afinal de contas ele é nosso irmão, é do nosso sangue.

Todos concordaram menos Rubem, que estava ausente.

V-28.
Então quando alguns negociantes midianitas passaram por ali, os irmãos de José o tiraram do poço e o venderam aos ismaelitas por uma bagatela de vinte barras de prata (equivalente a uns duzentos dólares atuais) um valor muito abaixo do que se pagava por um escravo na época.

Os ismaelitas nem titubearam, compraram na hora!

Levaram José para o Egito a fim de vendê-lo junto com suas mercadorias.

A venda de José como escravo é o primeiro exemplo que se registra na Bíblia de uma transação tal.

A chegada da caravana nesse preciso momento foi o meio escolhido por Deus para salvar a José da perversa maquinação contra sua vida, o que se converterá mais tarde, num meio pelo qual resultará na proteção da vida de seus próprios irmãos.

Novamente, não podemos deixar de ver a providência maravilhosa de Deus.

Embora a vida do homem possa parecer um grande emaranhado e cheia de embaraço, Deus está tecendo o tapete dos Seus planos.

Ainda que José não pudesse saber, a providência Divina estava guiando seus passos.
Impressionante não é mesmo?

Agora pense comigo... Com quanta freqüência os caminhos mais escuros da vida nos conduzem para as perspectivas mais brilhantes?

Portanto, estejamos sempre dispostos a seguir onde quer que Deus nos guie.

Bom, voltando a história...

No fim do dia, Rubem voltou ao poço para resgatar o irmão, qual não foi sua surpresa ao constatar que José não estava mais lá.

O homem ficou desesperado!

Em Cristo;

A seguir, José do Egito e o teatro macabro dos irmãos metralha

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

Um comentário:

  1. os midianitas não são os mesmo que ismaelita. ismael e midiã filhos de abraão

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails