Images

Gênesis 40:1-8 - José do Egito: O padeiro e o Copeiro do Faraó


José do Egito: O padeiro e o Copeiro do Faraó

Muita gente no lugar de José poderia pensar que uma vida como a dele não teria sentido, e que era totalmente injusta.

Sem dúvida, ele foi tentado a pensar que Deus não estava se importando com as suas provações.

Más a história de José é um exemplo marcante da providência especial de Deus sobre a vida daquele que confia plenamente Nele.

Este exemplo deve servir para o nosso conforto quando a vida parecer estar fora de controle.

V-1-3
Depois de algum tempo que José tinha recebido a responsabilidade de supervisionar os prisioneiros, dois servos do Rei foram encarcerados lá, o chefe dos copeiros e o chefe dos padeiros.

O copeiro-chefe (também chamado mordomo) era um oficial da mais alta confiança do Faraó, e era responsável pela segurança do que ele comia e bebia, experimentando os alimentos para ter certeza que não estavam contaminados ou envenenados.

O padeiro-chefe era o chefe de cozinha, responsável pela preparação e qualidade das refeições, outra posição da mais alta responsabilidade.

O Faraó indignou-se contra eles e não sabemos o motivo, podendo ter sido uma simples indigestão.

Ele tinha poderes ditatoriais arbitrários sobre todos os seus súditos, e, tendo perdido a confiança nestes dois, mandou-os para o cárcere onde José estava preso, na casa do comandante da guarda.

O que me impressiona, é o fato do aprisionamento destes homens fazer parte dos planos de Deus.

Tudo isso é incrível, o momento, os sonhos, a interpretação, etc., tudo se encaixa perfeitamente no propósito de Deus.

V-4
Eles ficaram muito tempo ali, e o capitão deu a José a tarefa de cuidar deles.

V-5,6
Certa noite, ali na cadeia, o copeiro e o padeiro tiveram um sonho cada um. E cada sonho queria dizer alguma coisa.

Na manhã seguinte José encontrou-os preocupados; demonstrando interesse pelo seu bem-estar, José quis saber o motivo.

V-7,8
Então perguntou a eles:

_ Por que vocês estão com essa cara tão triste hoje?

Eles responderam:

_ Olha você não vai acreditar. Cada um de nós teve um sonho, e não há ninguém que saiba explicar o que esses sonhos querem dizer.

Os antigos Egípcios eram muito interessados na interpretação dos sonhos, e estes em particular, tinham a finalidade de impressioná-los.

Se estes homens estivessem fora da prisão, certamente consultariam um interpretador profissional de sonhos. Havia muitos deles no Egito.
José prontamente não perdeu a oportunidade de falar de seu Deus;

_ Olha, o meu Deus me dá a capacidade de explicar os sonhos. Vamos, contem o que sonharam, talvez eu possa ajudá-los. Deus antigamente falava por intermédio dos sonhos.

É Impressionante, apesar da sua situação nada boa, José desfrutava de uma maravilhosa comunhão com Deus.

Na próxima postagem, José interpretará os sonhos dos dois.

Em Cristo;

A seguir, José do Egito: Interpreta os sonhos dos colegas

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

Um comentário:

  1. Vimos nesta passagem que apesar das condições contrárias a José ele sempre se manteve fiel e em comunhão com Deus. Que a minha fé e a dos meus irmãos sejam como a dele "inabalável". Amém!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails