Images

Gênesis 47:11-26 - José do Egito: A decadência dos egípcios.


José do Egito: A decadência dos egípcios.

Gênesis 47:11-26

V:11,12
Tendo agora obtido a sanção de Faraó, José oficialmente passou a escritura (ou seu equivalente naquele tempo) da terra de Gósem, ou de Ramessés como foi chamada mais tarde, para seu pai e seus irmãos, e os sustentou a todos eles com pão, evitando que tivessem de comprar mantimento.

Os caminhos de Deus às vezes nos parecem estranho, embora Ele faça com que tudo coopere para o nosso bem. Aqui Jacó aprendeu que a provação sofrida pela perda de José foi um meio pelo qual eles foram salvos da fome.

V:13
Não havia alimento em lugar nenhum, e a fome aumentava cada vez mais.

Os moradores do Egito e de Canaã ficaram fracos de tanto passar fome, só estes dois povos são mencionados porque são os dois por que passaram Israel e seus descendentes, sem dúvida outros países da África e da Ásia Menor também foram afetados.

O cereal dos sete anos de fartura estava armazenado no Egito, e era vendido pelo seu governador, José.

V:14
Agora imaginem: como a terra não produzia nada, os caras não tinham como ganhar dinheiro. E sendo obrigados a comprar comida de um lugar só, foi rapidinho pro dinheiro acabar.

V:15
E quando acabou todo o dinheiro do Egito e de Canaã, os egípcios foram falar com José.

_ Seu José! Nosso dinheiro já era e a fome continua. O senhor vai deixar a gente morrer de fome?

V:16
José respondeu:
_ Se vocês não têm mais dinheiro, tragam o seu gado, que eu trocarei por mantimentos.

V:17
Os egípcios levaram a José cavalos, ovelhas, cabras, bois e jumentos, e em troca ele lhes deu mantimentos durante todo aquele ano.

V:18,19
Então todos traziam seus animais e trocavam por comida. Foi assim durante um ano, até se acabarem os animais também. E lá foram eles de novo falar com José.

_ Senhor, não podemos esconder o fato de que o nosso dinheiro acabou e que os nossos animais agora são seus. Não temos mais nada para entregar a não ser os nossos corpos e as nossas terras.
Não deixe a gente morrer. Compre a nós e as nossas terras em troca.

V:20-22
José então concordou em trocar mantimento por propriedades rurais. Com isso, toda a terra do Egito eventualmente passou a ser propriedade do Faraó, e o povo seu escravo, com exceção das terras dos sacerdotes, pois estes recebiam seu alimento, de graça, do Faraó.

V:23,24
Enquanto a fome fosse extinta, José planejou um sistema para restaurar a agricultura.
Prevendo o término da seca, José forneceu sementes para o povo, e permitiu que continuassem a ocupar o que antes havia sido sua propriedade, mediante o pagamento de um aluguel (ou imposto);

_ Agora vocês e as suas terras são do rei, pois eu os comprei para ele. Más vou lhes dá uma oportunidade, peguem aqui sementes para semearem nos campos. Do que colherem, deem a quinta parte ao rei (20%); usem as outras quatro partes para semear e para alimentar vocês, os seus filhos e as pessoas que moram com vocês.

V:25
Eles responderam:
_ O senhor salvou a nossa vida e tem sido bom para nós. Seremos escravos do rei e pagaremos os impostos devido.

Este plano demonstra que José não tratava injustamente o povo.

O governo fornecia a semente e cobrava vinte por cento da produção como imposto.

Se você pensa que isto é injusto, tente calcular o quanto pagamos de taxas e impostos neste país.
Lembre-se também que somente podemos possuir um pedaço de terra se pagarmos os devidos impostos por ela.

V: 26
Esta cobrança continuou pelo menos até o tempo em que este livro foi escrito por Moisés, quatro séculos mais tarde.

A lei era a seguinte: em todo o Egito a quinta parte das colheitas pertenceria ao rei. Só as terras dos sacerdotes não ficaram para o rei.

Com isso, José conseguiu fazer do Faraó, além de soberano do Egito, proprietário de todas as terras do país.

Bom, essa historinha aí foi só um interlúdio.

Ainda vamos estudar um pouco mais da família de José, como por exemplo, um insistente juramento que Jacó exigiu dele.

Mas isso só no próximo capítulo.

Em Cristo;

A seguir, Jacó exige um juramento de José 


Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

4 comentários:

Related Posts with Thumbnails