Images

Êxodo 8:8-15 - A praga das rãs – parte II


A praga das rãs – parte II

V:8
Tudo o que o diabo pode fazer é adicionar mais problemas á este mundo. Na primeira praga, mais sangue e aqui mais rãs.

Ainda que fossem capazes de imitar a nova praga, os magos egípcios não podiam eliminá-la.

Então, o faraó se viu obrigado a chamar a Moisés e Arão para que intercedesse junto a Deu, a quem tinha dito não conhecer.

Assim o obstinado rei, que teimosamente tinha suportado a primeira praga, se viu forçado a reconhecer a impotência de seus próprios deuses e a clamar por ajuda ao Deus dos hebreus.

_ Ô, Moisés… Será que não dá pra você pedir ao SENHOR Deus que livre a mim e o meu povo dessas rãs? Olha, eu deixarei que o seu povo vá e ofereça sacrifícios a ele.

V:9
Moisés respondeu:
_ Terei muito prazer em levar o seu pedido. Diga quando é que o senhor quer que eu peça a Deus em seu favor, em favor dos seus funcionários e do seu povo, para que as rãs sumam do seu palácio e das casas e fiquem somente no rio.

Ao pedir ao Faraó que fixasse o tempo para a eliminação das rãs, Moisés lhe deu outra oportunidade de testemunhar do inegável poder de Deus.

Ele permitiu ao Faraó escolher o tempo para a remoção das rãs para que todos saibam que isto não foi um evento natural, mas sobrenatural.

V:10
O rei respondeu:
_ Orem por mim amanhã.

E Moisés disse:
_ Vou fazer como pediu, e assim o senhor ficará sabendo que não há outro deus como o SENHOR, nosso Deus.

_ Hum... Tá bom, beleza. Mas amanhã sem falta, hein?

V:11
_ Fique tranqüilo, o senhor, os seus funcionários e o seu povo ficarão livres das rãs; só no rio Nilo é que haverá rãs.

V:12
Moisés e Arão saíram do palácio do rei.

Como Moisés tinha se atrevido há fixar um tempo definido para a eliminação da praga, com muito bom juízo, recorreu à oração fervente para que sua proposta achasse a aprovação divina.
Moisés pediu ao SENHOR Deus que retirasse as rãs que ele havia mandado contra o rei.

Pela primeira vez Moisés aparece no papel de alguém que conhecia o poder ilimitado da oração.

V:13
E o SENHOR atendeu o seu pedido: as rãs que estavam nas casas, nos quintais e nos campos morreram.

V:14
Os egípcios fizeram muitos montes de rãs, e um cheiro horrível se espalhou pelo país inteiro.

Mas pelo menos o Egito estava livre de mais uma praga, e essa durara apenas um dia.

V:15
Assim que experimentou o alívio, o espírito rebelde de Faraó predominou outra vez.

Crendo que já tinha passado o recente perigo e, sem dúvida, supondo com leviandade que não precisava esperar nenhum outro castigo do céu, quebrou sua palavra.

Mais uma vez desprezou a paciência e longanimidade de Deus, ignorando que esta servia para levá-lo "ao arrependimento".

Pela dureza de seu coração não arrependido estava acumulando para si o justo juízo de Deus.

Em Cristo;

A seguir: A praga dos Piolhos

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

2 comentários:

  1. O rei estava brincando com o poder de DEUS ...tadinho mau sabia ele oq lhe aguardava ..eu acho q ai ele nem acreditava no q MOISES lhe falava...ele nao sabia com quem estava brincando ...
    Mas DEUS tem um plano traçado para cada um de nós assim como teve com a vida do rei....se nao vai pelo amor vai pela dor...

    ResponderExcluir
  2. É verdade, precisamos estar sempre atentos... Muitas vezes, nós reclamamos, mas vamos nos acostumando com o ‘mau cheiro’ das rãs, deixando pro amanhã e a nossa vida vai ficando feia, cinzenta, sem paz. Não acontece de repente, é devagarzinho... e, sem querer, estamos envolvidos, dormindo abraçadinhos com as rãs... Que tenhamos sempre o coração sensível à voz de Deus.
    http://destilardosfavos.blogspot.com.br/2011/11/abracadinho-com-as-ras-exodo-88-10.html

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails