Images

Levítico 8:13-36 - As exigências santas de Deus

As exigências santas de Deus

Levítico 8:13-36

V:13
Depois de Arão, Moisés fez com que os filhos de Arão chegassem perto dele.

Moisés os vestiu com as túnicas, prendeu-as com os cintos e colocou as mitras na cabeça deles, conforme o SENHOR havia mandado.

V:14
Então Moisés pegou o bezerro da oferta para tirar pecados, e Arão e os seus filhos puseram as mãos na cabeça do animal.

O sacrifício pelo pecado revelava a necessidade dos sacerdotes estarem limpos do pecado e serem então aceitos por Deus.

Suas mãos eram colocadas sobre a cabeça do novilho para simbolicamente transferir os pecados deles para o animal.

Cristo é o nosso sacrifício pelo pecado.

O ato das mãos colocadas sobre o sacrifício é muitas vezes usado como figura da nossa fé no Senhor Jesus.

V:15-22
Moisés matou o bezerro, pegou uma parte do sangue e com o dedo pôs o sangue nas quatro pontas do altar.

Assim, ele purificou o altar.

Em seguida derramou o resto do sangue na base do altar.

Dessa maneira Moisés dedicou e purificou o altar.

Esta oferenda pelo pecado não era somente por Arão e seus filhos, mas também pelo altar.

O altar tinha uma função importantíssima no ministério da reconciliação e, portanto devia ser ungido e purificado em forma especial.

V:23,36
Depois Moisés pôs sangue sobre a ponta da orelha direita, sobre o polegar da mão direita e sobre o polegar do pé direito de Aarão primeiro e depois dos outros sacerdotes.

Jesus, nosso Sumo Sacedote, se separou para ser o Salvador para que nós possamos ser salvos e separados a Deus e ao seu serviço.

A orelha direita, o polegar da mão direita e o polegar do pé direito falam do fato que Deus separou nosso ouvir, servir e andar ao seu serviço pelo sangue do Cordeiro.

Nosso ouvir, servir e andar não pertencem mais a nós, mas a Deus exclusivamente.

Depois Moisés ainda cortou o animal em pedaços e seguiu todo um ritual extremamente minucioso do jeitinho que Deus havia pedido.

Durante sete dias esta consagração deveria se repetir diariamente.

Israel deveria ficar impregnado com as exigências santas de Deus.

Era muito sangue, você não acha?

Pois é, e tudo isso era para agradar a Deus...

Graças ao nosso Senhor Jesus Cristo, em nossos cultos não precisamos oferecer tais sacrifícios.

O sangue já foi derramado!

O Senhor não espera mais o sacrifício de animais, mas a nós mesmos, como sacrifício vivo, santo e agradável.

Infelizmente, muitos cristãos buscam mais o interesse pessoal do que os de Deus nos cultos de hoje.

Em Cristo!

A seguir: Arão se prepara para ministrar seu primeiro culto público

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

2 comentários:

  1. É verdade! As pessoas estão mais interessadas em receber do que dar a Deus. Mais Deus sonda e conhece o coração do homem, sabe reconhecer um verdadeiro adorador. Que eu ti ouça, ti sirva e ande nos teus caminhos para sempre Senhor...amém.

    ResponderExcluir
  2. A paz de Cristo.
    Maravilhoso ensino! É necessário remover as cinzas, para que o fogo não se apague! shalom.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails