Images

Números 6:22-27 - A Benção Sacerdotal


A Benção Sacerdotal

Números 6:22-27

A postagem de hoje nos fala sobre a forma que o Senhor dispôs para abençoar os filhos de Israel:

Deus chamou a Moisés e ensinou a ele como Arão e seus filhos deveriam abençoar aos Israelitas.

Essa era a chamada Benção Sacerdotal.

Eles deveriam abençoar as pessoas dizendo o seguinte;

“O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o SENHOR sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.

E Deus acrescentou a Moisés que desta forma eles colocariam o nome de Deus sobre os filhos de Israel, e Ele os abençoaria.

Prestem atenção blogueiros!

A bíblia nos ensina que existe uma forma de por o nome do Senhor sobre a vida de uma pessoa para que ela seja abençoada.

Infelizmente não temos nos utilizado desta grande pérola da palavra de Deus.

Ainda me lembro de quando criança eu tinha o hábito de pedir a benção aos meus e pais.

E normalmente ouvia: Deus te abençoe e te guarde.

Recordo que não conseguia dormir, enquanto meus pais não me dessem sua benção.

Depois de adulto, eu pensei...

Se for pra pedir a benção e me dizerem Deus o abençoe, eu vou pedir diretamente a Ele.

Sem intermediário, não é verdade?

Não!

Tremenda bobagem, era aquele pensamento.

Deus poderia abençoar diretamente a Israel sem passar por Arão, você não acha?

Mas Deus não fez assim.

Penso que Deus nos deu esta possibilidade, porque deseja que nos abençoemos uns aos outros ao invés de nos amaldiçoarmos reciprocamente.

É triste, mas hoje não existe mais esse saudável hábito.

Hoje conhecendo melhor a Palavra de Deus, compreendo como, com astúcia, em nome da modernidade, o diabo retirou isso do relacionamento familiar.

Agora imagine quantas vidas deixam de alcançar bênçãos por falta de algumas simples, mas poderosas palavras.

Então, que tal resgatar esse hábito em seu ambiente familiar?

Que tal ensinar isso a seus filhos?

Sempre que possível, abençoe a vida de seus filhos, de sua esposa, de seu esposo e das pessoas que estão a sua volta, falando às palavras que Deus ensinou e coloque o Nome do Senhor sobre elas.

E para terminar, quero lhe abençar...

Que Deus te abençoe e te guarde, que o SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre você e tenha misericórdia de tua vida, que o SENHOR levante o seu rosto sobre ti e lhe dê a paz.


Images

Números 6:1-21 - Os Nazireus

Os Nazireus

Números 6:1-21

Deus chamou Moisés para dar a ele mais algumas instruções;

_ Moisés?

_ Estou aqui Senhor!

_ Quero lhe falar sobre os nazireus...

_ O que são os nazireus?

_ Chamarei de nazireus, um grupo de pessoas que voluntariamente queiram se dedicar exclusivamente ao Senhor seu Deus.

_ E o que farão essas pessoas?

_ O homem ou a mulher que decidir tornar-se nazireu não poderá tomar vinho, nem suco de uva, nem poderá comer uvas frescas ou passas.

_ Entendi...

_ E durante todo o tempo em que for nazireu, não poderá comer nada que venha da parreira, e nenhuma lâmina será usada em sua cabeça.

_ Ah, então quer dizer que a pessoa não vai ser nazireu para sempre?

_ Só se quiser. Até que termine o período de sua separação para o Senhor ele estará consagrado.

_ Entendi. É um trabalho voluntário, certo?

_ Isso mesmo. Os nazireus também não cortarão o cabelo nem a barba, e não poderão em hipótese alguma tocar ou se aproximar de cadáveres.

_ Certo. E com relação aos cadáveres, se for por exemplo o corpo de seus pais?

_ Mesmo que o seu próprio pai ou mãe ou irmã ou irmão morra, ele não poderá tornar-se impuro por causa deles, pois traz sobre a cabeça o símbolo de sua separação para Deus.

_ E se acontecer de sem querer ele se aproximar do cadaver de alguém?

_ Se alguém morrer repentinamente perto dele, contaminando assim o cabelo que consagrou, ele terá que rapar a cabeça sete dias depois, dia da sua purificação.

Estas exigências particulares parecem traduzir os seguintes princípios: manter-se mentalmente são ("abster-se de vinho e de bebida fermentada") e em sujeição a Deus (simbolizado pelo não cortar o cabelo) e manter-se cerimonialmente puro (não tocar em cadáveres).

Deus continuou explicando a Moisés o que o nazireu deveria fazer quando acabasse o tempo de sua dedicação, e o que deveria trazer como ofertas para o Tabernáculo.

Sansão (Juízes 13:4-7, 16, 17) e Samuel (I Samuel 1:11) eram nazireus desde o nascimento.

Sansão foi o nazireu mais famoso.

João Baptista teria sido também um nazireu, embora o Novo Testamento nunca se refira a ele usando diretamente este termo.

O apóstolo Paulo, junto com outros cristãos, fizeram também um voto temporário de nazireato. (Atos 18:18; 21:23-26).

É isso, por hoje é só.

Na próxima postagem, falaremos sobre a benção sacerdotal.

Até lá.

Em Cristo!

A seguir: A Benção Sacerdotal

Images

Números 5:1-31 - Impurezas, prejuizos e ciumes.

Impurezas, prejuizos e ciumes.

Disse o Senhor a Moisés:

_ Moisés?

_ Sim meu Senhor!

_ Anote aí mais algumas instruções;

_ Estou anotando.

_ Todo aquele que estiver impuro por lepra, fluxo ou impureza cerimonial, deverá morar fora do acampamento.

_ Certo.

_ Quando alguém prejudicar outra pessoas, deverá confessar o pecado que cometeu e restituirá tudo e mais um quinto de tudo que o prejudicou.

_ Entendi...

_ E para finalizar, se uma mulher for suspeita de adultério por um marido ciumento, este a levará ao sacerdote que ofertará ao Senhor e fará prova diante do Senhor da fidelidade ou infidelidade da mulher.

_ E se ela for culpada?

_ Se culpada o Eu a punirei e nunca mais terá filhos.

_ E se for inocente?

_ Se inocentada será livre e terá filhos.

_ Entendi...

Por hoje é só.

Em Cristo!

A seguir: Os Nazireus


Images

Números 4: 1-31 - As tarefas dos Levitas

As tarefas dos Levitas

Números 4: 1-31

_ Moisés, Arão?

_ Estamos aqui Senhor!

_ Quero que façam uma contagem dos levitas por grupos de idades?

_ Como assim?

_ Contem apenas os levitas com idade entre trinta e cinqüenta anos. Porque estes serão os homens que trabalharão diretamente com as coisas do Tabernáculo.

_ E como ficará a divisão destas tarefas?

_ Vou dividir as tarefas entre os três grupos dos levitas.

_ Hum...

_ Pra começar, os coatitas serã
o responsáveis pelas coisas santíssimas do Tabernáculo. Quando vocês forem levantar acampamento, Arão e seus filhos abaixarão o véu que separa o Lugar Santo do Santíssimo, e cobrirão a Arca com ele. Por cima do véu vocês vão colocar uma coberta de peles finas, e por cima da coberta um pano azul. Feito isso, passarão os varais para transportes pelas argolas da Arca. E assim farão com a mesa dos pães, os altares de incenso e de holocaustos, o candelabro e todos os utensílios. Quero tudo empacotado em pano vermelho e azul e em cobertas de peles finas. Só depois que tiver tudo pronto pra mudança é que os coatitas poderão entrar para começar o transporte. Mas com muito cuidado para não ver nem tocar nada. Se o fizerem, morrerão. Só os sacerdotes podem ter contato com essas coisas sagradas. Pra garantir que ninguém faça bobagem, Arão e seus filhos vão coordenar todo o transporte. E Eleazar, filho mais velho do Arão, ficará encarregado do azeite da lamparina, do incenso, da oferta de cereais e do azeite de ungir. Entenderam?

_ Eu entendi... Você entendeu Arão?

_ Sim!

_ Muito bem, agora vamos às tarefas dos gersonitas. Como eu já disse, eles vão ficar encarregados de transportar as cortinas, véus, cordas. Tudo isso sempre sob orientação dos sacerdotes. O Itamar vai coordenar o trabalho dos gersonitas no transporte. Entenderam?

_ Sim!

_ Agora os meraritas. Eles vão carregar todas as tábuas, colunas, estacas, bases. Enfim, todo o madeiramento da tenda. O Itamar vai coordenar o trabalho deles.

Alguma dúvida?

_ Não, meu Senhor!

_ Então, vão agora mesmo fazer esta contagem.

Moisés, Arão e seus auxiliares, foram contar os grupos de levitas.

Tudo segundo as instruções recebidas pelo Senhor.

Homens entre trinta e cinqüenta anos de idade aptos para o serviço.

Contaram 2.750 coatitas, 2.630 gersonitas e 3.200 meraritas.

Assim Moisés, Arão e os líderes de Israel contaram todos os levitas conforme os seus clãs e famílias, todos os homens entre trinta e cinqüenta anos de idade que vieram para servir e carregar a Tenda do Encontro somavam 8. 580.

As tarefas que o Senhor definiu para os Levitas, têm uma lição importante para a igreja de hoje.

Em 1 Cor. 12, o apóstolo Paulo fala de "dons espirituais", "diversidade de dons" e "diversidade de ministérios", já leu isso?

Também há "diversidade de operações", mas através de todos e em todos "Deus é o mesmo", "o Senhor é o mesmo", "o mesmo Espírito".

Também "o corpo é um" ainda que tenha "muitos membros" todos devem trabalhar harmoniosamente para que não se rompa em pedaços.

É bom saber que o mesmo Deus que definiu as tarefas dos levitas naquele tempo, é o mesmo que através do Espírito Santo, define as tarefas que eu e vocês devemos exercer na sua igreja hoje.

Em Cristo!

A seguir: Impurezas, prejuizos e ciumes.

Images

Números 3:1- 51 - Os Levitas


Os Levitas

Números 3:1- 51 

Este capítulo começa dizendo que Arão tinha quatro filhos;

Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar.

Nadabe e Abiú, como já vimos antes, caíram mortos perante o Senhor quando lhe trouxeram uma oferta com fogo profano, no deserto do Sinai.

Como não tinham filhos, somente Eleazar e Itamar serviram como sacerdotes durante a vida de Arão, seu pai.

Este foi um dia importante na história dos levitas.

Veremos aqui o começo de sua organização e a comissão para os sagrados deveres da igreja.

Bom, então neste dia, Deus chamou Moisés e Arão:

_ Lembram que eu falei que os levitas seriam dedicados ao serviço do Tabernáculo?

_ Sim Senhor!

_ Pois então chamem os levitas e digam que a partir de agora eles cuidarão das obrigações próprias da Tenda do Encontro, fazendo o serviço do tabernáculo para Arão e para toda a comunidade.

_ Tudo bem...

_ Esta é para você Moisés...

_ Pois fale Senhor...

_ Encarregue Arão e os seus filhos de cuidar do sacerdócio e qualquer pessoa não autorizada que se aproximar do santuário terá que ser executada.

_ Mais alguma informação a respeito dos levitas?

_ Sim. Quando eu tirei vocês do Egito, feri todos os primogênitos egípcios, tão lembrados?

_ Claro!

_ Então. Aí depois eu disse que todos os primogênitos do povo de Israel seriam dedicados a mim, assim como as primeiras crias de todos os animais. Lembram disso?

_ Com certeza!

_ Pois é, depois disso Eu mesmo escolhi os levitas para serem dedicados a mim no lugar dos primogênitos, e seus animais todos deveriam ser dedicados em vez das primeiras crias dos animais do povo.

Antigamente o pai de família realizava as funções sacerdotais e transmitia esse ofício a seu filho primogênito.

Esse costume foi substituído pela nomeação dos levitas, naquele episódio em torno da adoração do bezerro de ouro, lembram?

_ Eu quero que você e Arão contem os levitas pelas suas famílias e clãs.

_ Todos?

_ Não, somente os do sexo masculino de um mês de idade para cima.

_ Certo Senhor, e quando faremos esta contagem?

_ Agora!

_ Então tá, faremos agora.

No dia seguinte...

_ Senhor?

_ Falem, Moisés  e Arão!

_ Contamos, conforme a ordem que recebemos do Senhor.

_ E então?

_ Dividimos a tribo em três grupos. Essa divisão foi feita baseada na genealogia de Levi, que teve três filhos.

_ Prossigam...

_ Então... Os nomes dos filhos de Levi são Gérson, Coate e Merari.

_ E os líderes dos clãs?

_ Os nomes dos clãs gersonitas, são Libni e Simei. Dos clãs coatitas, Anrão, Isar, Hebrom e Uziel. Dos meraritas são Mali e Musi. São esses os líderes dos clãs levitas.

_ Diagam-me agora o número de todos os que foram contados do sexo masculino, de um mês de idade para cima.

_ Deixa eu ver aqui.. Pronto....Dos gersonitas, 7. 500, dos coatitas 8.600 e dos meraritas, 6.200.

_ E o total?

_ O número total de levitas é de 22. 000.

_ Muito bem. O chefe desses três líderes será o Eleazar, filho de Arão. Ele terá a responsabilidade de supervisionar os encarregados de cuidar do santuário.

_ Sim. E como ficará a distribuição deles no acampamento, Senhor?

_ Os gersonitas acamparão atrás da tenda (que ficava a oeste), os coatitas ao sul, os meraritas ao norte e as famílias de Moisés e Arão ao leste, que é onde fica a porta do Tabernáculo. Entenderam?

_ Sim.

_ Agora, só mais um detalhe... Se o número de primogênitos for maior que o número de levitas, você, Moisés, pagará a Arão e seus filhos cinco moedas de prata para cada primogênito excedente.

_ Foram 273 primogênitos a mais.

_ Então entregue a Arão e aos seus filhos a prata para o resgate deste número excedente de israelitas.

Assim Moisés recolheu a prata para o resgate daqueles que excederam o número dos levitas.

Em Cristo!

A seguir: As tarefas dos Levitas

Images

Números 2: 1-34 - A organização das tribos no acampamento.

A organização das tribos no acampamento.

Um dia depois ao recenseamento, Moisés e Arão foram até o Tabernáculo para falar com Deus.

_ Senhor? Aqui estamos!

_ Eu os chamei aqui para falar um pouco sobre como deve ser organizado o acampamento e a marcha.

Eles teriam que acampar numa certa ordem, distribuindo as tribos pelo acampamento para quando chegarem a Canaã já terem uma estratégia de invasão.

_ Certo, e como se dará esta organização?

_ Os israelitas acamparão ao redor da Tenda do Encontro, a certa distância, cada homem junto à sua bandeira com os emblemas da sua família.

Deus dividiu os homens das doze tribos em quatro exércitos.

_ A leste, os exércitos de Judá acamparão junto à sua bandeira, formado pelas tribos de Judá, Issacar e Zebulom.

_ Quem será o líder de Judá, Senhor?

_ O líder de Judá será Naassom, filho de Aminadabe.

_ Certo, Senhor!

_ E qual é o número do exército de Judá segundo a sua contagem Moisés?

_ O de Judá... Deixa eu ver aqui... É de 74. 600 homens.

_ Certo, agora, a tribo de Issacar acampará ao lado de Judá e o líder de Issacar será Natanael, filho de Zuar. Você tem aí o número do exercito?

_ Seu exército é de 54. 400 homens.

_ Muito bem, a tribo de Zebulom virá em seguida. O líder de Zebulom será Eliabe, filho de Helom. E o seu exercito?

_ Seu exército é de 57. 400 homens.

_ Muito bem. As três tribos juntas perfazem um total de…

_ O número total dos homens recenseados do acampamento de Judá, de acordo com os seus exércitos, é de 186. 400.

_ Certo. Esse exército é muito importante, porque será o primeiro a marchar quando vocês levantarem acampamento.
.
_ Que mais?

_ O segundo exército a marchar será o de Rúben, acampado ao sul do Tabernáculo e formado por Rúben, Simeão e Gade.

_ E quem será o líder de Rúben, Senhor?

_ O líder de Rúben será Elizur, filho de Sedeur.

_ Ok! Eu também já tenho aquí o número de seu exército... Deixa eu ver... Pronto... Seu exército é de 46. 500 homens.

_ Muito bem Moisés. Agora a tribo de Simeão acampará ao lado de Rúben. O líder de Simeão será Selumiel, filho de Zurisadai. E o sei exército?

_ Seu exército é de 59. 300 homens.

_ Certo! Já a tribo de Gade virá em seguida. O líder de Gade será Eliasafe, filho de Deuel...

_ Seu exército é de 45. 650 homens.E o número total dos homens recenseados do acampamento de Rúben, de acordo com os seus exércitos, foi 151. 450.

_ Muito bem. Não esqueça que esses marcharão em segundo lugar.

_ Já entendemos... Ah! E os levitas?

_ Bom, depois do exército de Rúben, sairão os levitas carregando o Tabernáculo desmontado. Os levitas marcharão no meio dos exércitos, para ficarem bem protegidos.

_ Ok!

_ Depois dos levitas marchará o exército de Efraim.

_ Certo e segundo a nossa contagem eles tem um total de 108.100 homens das tribos de Efraim, Manassés e Benjamim!

_ Muito bem Moisés. Por último, ao norte, estarão os exércitos do acampamento de Dã, junto à sua bandeira. O líder de Dã será Aieser, filho de Amisadai.

_ Nós também já temos o número de homens que fazem parte do exército de Dã que segundo a nossa contagem é formado por 157.600 homens incluindo as tribos de Dã, Aser e Naftali.

_ Muito bem Moisés e Arão!

Foram esses os israelitas contados de acordo com as suas famílias.

O número total dos que foram contados nos acampamentos, de acordo com os seus exércitos, foi 603. 550.

Assim os israelitas fizeram tudo o que o Senhor tinha ordenado a Moisés; eles acampavam junto às suas bandeiras e depois partiam, cada um com o seu clã e com a sua família.

Vimos até agora que os capítulos 1 e 2 tratam das dimensões e a disciplina da exército israelita.

Aquela multidão que saiu de Egito agora já era um exército disciplinado com seus membros agrupados segundo suas tribos, clãs e famílias.

O núcleo de tudo isso era o Tabernáculo, o lugar onde Deus habitava.

Portanto, Deus estava no meio deles como garantia de esperança, segurança e progresso.

Era seu Protetor poderoso para libertar.

Deus era para eles uma luz durante noite e uma sombra bem vinda durante o dia.

E todos estes conceitos se centralizavam no Tabernáculo, o lugar onde Deus habitava.

Em Cristo!

A seguir: Os Levitas

Images

Números 1:1-54 - O censo para o alistamento militar

O censo para o alistamento militar

Dois anos haviam se passado desde que os israelitas saíram do Egito, e mais precisamente a um mês depois da construção do Tabernáculo, um mês O Senhor falou com Moisés na Tenda do Encontro, no deserto do Sinai.

_ Moisés?

_ Sim meu Deus!

_ Quero que você organize um censo aí no acampamento, vocês precisarão ver quantos homens em idade para o serviço militar existem no acampamento.

Entrar em Canaã não seria um passeio. Seria uma pedreira pura. O povo local não iria entregar as terras deles de graça pra ninguém, haveria guerra.

A contagem e classificação dos homens também foi uma medida acertada para assegurar a ordem do acampamento e da marcha.

_ Mas Senhor, como farei esta contagem sozinho?

_ Você organizará com seu irmão Arão e com mais um líder de cada tribo escolhi. Quer anotar?

Moisés e Arão representavam a máxima autoridade da nação.

_ Só um instante... Pronto, pode falar.

_ Ruben – Elisur, filho de Sedeur, Simeão – Selumiel, filho de Zurisadai, Judá – Nasom, filho de Aminadabe Issacar – Netanel, filho de Zuar, Zebulom – Eliabe, filho de Helom, Efraim – Elisama, filho de Amiúde, Manassés – Gamaliel, filho de Pedasur, Benjamim – Abidã, filho de Gideoni, Dã – Aiezer, filho de Amisadai Aser – Pagiel, filho de Ocrã, Gade – Eliasafe, filho de Deuel, Naftali – Aira, filho de Enã, pronto, são esses.

Estes eram homens de autoridade, respeito e dignidade.

_Legal. Então, quando começamos?

_ Amanhã.

No dia seguinte, Moisés, Arão e os doze chefes tribais reuniram o povo e começaram a contagem e cadastramento de todos os homens com mais de vinte anos.

Findo o trabalho, tinham nas mãos este resultado:

O número dos da tribo de Rúben foi 46. 500.
O número dos da tribo de Simeão foi 59. 300.
O número dos da tribo de Gade foi 45. 650.
O número dos da tribo de Judá foi 74. 600.
O número dos da tribo de Issacar foi 54. 400.
O número dos da tribo de Zebulom foi 57. 400.
O número dos da tribo de Efraim foi 40. 500.
O número dos da tribo de Manassés foi 32. 200.
O número dos da tribo de Benjamim foi 35. 400.
O número dos da tribo de Dã foi 62. 700.
O número dos da tribo de Aser foi 41. 500.
O número dos da tribo de Naftali foi 53. 400.

Esses foram os homens contados por Moisés e por Arão e pelos doze líderes de Israel, cada um representando a sua família.

Este registro do povo de Deus no tempo de Moisés tem uma lição importante para a igreja de hoje;

A recontagem de seus filhos por nome sugere que Deus conhece a cada um de seus filhos pessoalmente.

O Pastor divino está familiarizado com cada membro de seu rebanho.

_ Ufa… Demorou mas terminamos.

_ É verdade Moisés, também não é pra menos, 603.550 homens.

_ É um bom exercito em Arão?

_ É... Moisés?

_ O que houve Arão?

_ Eu estava aqui pensando...

_ Pensando no que?

_ Eu acho que nos esquecemos de contar os levitas...

_ Esquecemos não.

_ Não?

_ Você lembra aquele acordo que Deus fez com a tribo de Levi?

_ Que eles não iam ter um território para eles em Canaã, porque vão ser totalmente dedicados ao trabalho do Tabernáculo?

_ Exatamente! Os levitas são sacerdotes, não soldados.

_ Quer dizer então que eles não vão lutar quando chegarem a Canaã?

_ Isso mesmo!

_ Então não precisam ser contados?

_ Exatamente! O Senhor já havia me dito isso quando me passou a lista.

_ Entendi...

_ Mas também mandou avisar pros levitas que nem por isso a vida deles vai ser fácil.

_ Como assim?

_ Quando a tenda tiver que ser desarmada para as viagens, os levitas serão responsáveis por esse trabalho, assim como a armação dela quando acamparem novamente. E ao contrário dos outros israelitas, que acamparão cada um perto da bandeira de sua tribo, os levitas vão acampar ao redor do Tabernáculo, para guardá-lo.

Perceba que além de Levi, havia mais 12 tribos, porque Jacó tinha adotado a Efraim e a Manasses, os dois filhos de José.

Portanto, em vez de uma só tribo, a de José foi separada em duas.

Por fim, os israelitas fizeram tudo exatamente como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

Em Cristo!

A seguir: A organização das tribos no acampamento.

Images

INTRODUÇÃO AO LIVRO DE NÚMEROS

E aí?

Finalmente terminamos Levítico em?

Confesso que isso já estava me deixando ansioso...

Bom, vamos falar de Números?

Este é o quarto livro do Pentateuco, que é o nome que recebem os cinco livros de Moisés, lembram?

Números é um livro maravilhoso, uma inspiração espiritual para os seres humanos através da história.

Seu objetivo principal é exaltar ao Senhor como Deus supremo, em toda sua santidade, majestade e cuidado por seu povo escolhido.

Vamos juntos acompanhar as aventuras, milagres, murmurações e falta de paciência de um povo.

Como personagens, destacam-se Moisés, Mariá e Arão, Balaão, os filhos de Arão e dirigentes religiosos com seus pontos fortes e fracos.

A presença de Deus no meio dos israelitas, seus planos cuidadosos e minuciosos em benefício deles, os comoventes acontecimentos que afetaram a alguns personagens destacados, sacerdotes e levitas, se desembrulham como um cordão humano divinamente apontado para que não existisse mais "ira sobre a nação".

Tudo isto contribui para dar uma descrição esplêndida numa narração vívida do mais profundo valor religioso para a igreja de hoje, relato que descansa sobre o fato histórico da morada de Deus entre seu povo.

O registro termina com a preeminência de Moisés como dirigente escolhido por Deus para Israel.

Preparem-se!

Em Cristo!

A seguir: O censo para o alistamento militar
Images

Levítico 27:01-34 - O último capitulo de Levítico


O último capitulo de Levítico

Levítico 27:01-34

_ Moisés?

_ Sim Senhor?

_ Vamos finalizar?

_ Finalizar?

_ Sim, finalizar as instruções.

_ Então vamos lá!

_ A pessoa que fizer um voto para se dedicar ao serviço do Tabernáculo, e no futuro desejar se livrar desse tipo de compromisso deverá ter que pagar pra se libertar.

Deus sabia que os homens fariam votos que não seriam capazes de realizar.

O Senhor não queria desanimar as pessoas que faziam os votos, nem desejava livrá-los do cumprimento dos votos já feitos.

Mas proporcionou uma saída pela qual pudessem anular a obrigação.

Este capítulo trata da redenção destes votos.

De acordo com este plano, um voto podia ser isentado mediante o pagamento de dinheiro, segundo uma escala preestabelecida.

_ Tudo bem, suponhamos que a pessoa resolva que não quer mais? Vai ter que pagar quanto?

_ A soma a ser pagar pela redenção de uma pessoa deverá ser ajustava a uma escala graduada baseada no sexo e a idade da pessoa.

_ Por exemplo...

_ Para um homem de 25 a 60 anos, este preço será de 50 siclos de prata, para uma criança de até 5 anos se for homem 05 ciclos se for mulher 03 ciclos.

_ Entendi...

_ Para a mulher, o preço será aproximadamente a metade destes valores.

_ Entendi...

_ No entanto, se a pessoa for pobre, não será necessário se ater estritamente a esta escala, porque o preço da liberação poderá ser computado pelo sacerdote de acordo com a capacidade pecuniária da pessoa.

_ Hum...

_ Se alguém prometer um animal que pode ser oferecido em sacrifício, o bicho passa a ser considerado sagrado. A partir do oferecimento, não poderá ser trocado por outro melhor ou pior.

_ O que deverá ser feito então?

_ Deverá ser sacrificado.

_ Entendi...

_ Se o animal que a pessoa for oferecer for impuro, então levará o bicho ao sacerdote, que avaliará o preço de acordo com sua condição. Se o dono quiser comprar o bicho de volta, deverá pagar esse preço mais vinte por cento.

_ Certo.

_ Se alguém resolver dedicar sua casa a mim, o sacerdote fará a avaliação da casa e pagará o preço. Se a pessoa quiser a casa de volta, pagará este preço acrescido de vinte por cento.

_ Sim...

_ Se alguém quiser oferecer um terreno que recebeu de herança, o sacerdote avaliará a terra de acordo com a quantidade de sementes necessárias para semeá-la. O valor será de 50 ciclos de prata para cada cem quilos de cevada.

_ E se ele quiser o terreno de volta?

_ O preço mais vinte por cento.

_ Mas aí no próximo Jubileu o terreno volta para o seu dono?

_ No Jubileu o terreno passa a ser definitivamente dos sacerdotes.

_ Que mais?

_ O primogênito dos animais não poderá ser oferecida ao Senhor porque, como você sabe, já é minha segundo a lei. A não ser, é claro, no caso dos primogênitos de animais impuros.

_ Sim.

_ E para finalizar, dez por cento de todas as colheitas e de todos os rebanhos serão dedicados ao senhor.

São estes os mandamentos que o SENHOR ordenou a Moisés, para os filhos de Israel, no monte Sinai.

Com estas palavras Moisés termina o livro de Levítico, apresentando a Deus como a autoridade que respalda seu conteúdo.

Em Cristo!



 A seguir:

INTRODUÇÃO AO LIVRO DE NÚMEROS

Images

Levítico 26: 1-46 - Bênçãos e castigos.

Bênçãos e castigos.

Levítico 26: 1-46 

Como já era habitual, Moisés em sua devocional diária, falou com Deus e recebeu dele mais algumas instruções.

_ Moisés?

_ Senhor?

_ Vou repetir... Não façam imagens para adorarem. Guardem o sábado e respeitem o lugar de adoração.

_ Sim Senhor!

_ Se vocês me obedecerem, terão uma boa vida pela frente. As colheitas de vocês serão muito boas, tão boas que ainda estarão colhendo cereais quando chegar o tempo das uvas, e colhendo uvas quando chegar o tempo de semear os campos. Vocês viverão em paz, dormirão aliviados. Ninguém vai aborrecer vocês. Nada de inimigos, nem de animais selvagens. E se alguém mexer com vocês serão derrotados facilmente.

_ Que maravilha!

_ E tem mais... As colheitas vão ser tão grandes que vocês vão ter que jogar fora o trigo velho pra poder armazenar o novo. Eu andarei entre vocês e serei o seu Deus e vocês serão o meu povo…

_ É bom saber disso, pois nos dará muita segurança.

_ Pois é. Porém, se vocês resolverem me desobedecer...

_ Não. Não vamos desobedecer!

_ Mas se me desobedecerem vou mandar doenças pra vocês. Não vai adiantar nada plantar, porque seus inimigos é que vão comer os alimentos produzidos pela sua terra. Eu não vou mais andar entre vocês e farei com que os seus inimigos os derrotem.

_ Não vamos desobedecer!

_ E se mesmo assim vocês continuarem me desobedecendo, mandarei um castigo sete vezes pior.

_ Ught...

_ Acabarei com a força de vocês, não vou mais mandar chuva e o chão vai ficar duro.

De um modo muito especial, a prosperidade e a abundância na Palestina dependiam de que as chuvas caíssem no tempo certo.

No Egito, os israelitas tinham visto o transbordamento regular do Nilo, pelo qual a terra era regada e se voltava frutífera.

A Canaã era "terra de morros" e, portanto não dependia de um rio para regar sua terra.

Os Israelitas não estavam acostumados à chuva, já que raramente chovia no Egito.

Agora tinham de entrar num país onde sua existência dependia da chuva.

_ Vocês vão trabalhar o quanto quiserem, porque o campo não vai produzir nada. Quem sabe assim vocês se arrependem. Mas se não se arrependerem...

_ Ught...

_ Vou mandar animais selvagens invadirem as cidades de vocês. Eles vão matar seus filhos, vão acabar com seu gado. E se vocês continuarem teimando, as coisas tendem a piorar...

_ Ught...
_ Vou mandar seus inimigos atacarem vocês. E se vocês se juntarem nas cidades para escaparem deles, eu farei com que sejam atacados por doenças graves, e serão capturados de qualquer forma. Vocês vão ter bem pouca comida, a fome vai acabar com vocês.

_ Ught...

_ Se mesmo assim vocês continuarem me desafiando, a fome será tanta que vocês vão acabar devorando seus próprios filhos. E eu vou destruir os ídolos que vocês tiverem construído, e jogarei seus corpos sobre eles. Destruirei suas cidades e templos, e não aceitarei os sacrifícios de vocês. Vou arrasar tanto a terra de vocês que quem vier ocupá-las depois ficará até assustado. A guerra vai acabar com tudo, e vocês serão espalhados pelas outras terras. A terra de vocês vai ficar abandonada.

_ Ught...

_ Mesmo os que sobreviverem em outras terras não terão paz: Viverão com medo, assustados com qualquer barulhinho. Vão fugir mesmo sem que ninguém os persiga. Vão morrer em terras estrangeiras e lá serão enterrados.

Deus tinha estabelecido um pacto com Israel, e se eles não cumpriam sua parte, enviaria sobre eles a espada. Ezequiel repetiu esta ameaça (Ezequiel. 5: 12), que foi cumprida na destruição de Jerusalém por Nabucodonosor, e mais tarde pelos romanos.

_ Eu sei, de sua preocupação. Eu sei. Mas não se desespere tanto assim! Porque os descendentes de vocês vão se arrepender e voltar a obedecer minhas leis. Aí eu vou me lembrar do acordo que fiz com Abraão, Isaque e Jacó, e de como tirei vocês do Egito.

Prestaram atenção?

Eles vão se arrepender...

Quer dizer que isso era uma profecia mesmo.

Este capítulo de Levítico contém uma profecia condicional que indica as bênçãos que se derramariam sobre Israel em caso de obediencia, e os castigos que seguiriam à desobediência.

E muitas destas profecias se cumpriram em forma notável.

Durante o curso dos séculos, os judeus sofreram grandemente, e a geração atual não constitui uma exceção.

Mas Deus não tem desamparado a nenhum judeu que esteja disposto a "confessar" seus pecados.

Em Cristo!

A seguir: O último capitulo de Levítico
Images

100.000 visualizações

Olá amigos blogueiros!

Chegamos ao número de 100.000 visualizações e150 membros na Escola Bíblica Diária .

É lógico que este é um número infinitamente pequeno se comparado a tantos blogs famosos, mas em se tratando de um blog de estudo Bíblico, este número me deixa muito feliz, pois o que importa é a proclamação da palavra de Deus.

Portanto, aproveitem esta ferramenta para divulgar a palavra de Deus.

Em Cristo!
Images

Levítico 25: 1-50 - O ano Sabático

O ano Sabático

Levítico 25: 1-50

Depois de acompanhar o castigo do filho de Selomite, Moisés recebeu de Deus a ordem para subir o monte Sinai.

Então ele partiu em direção a íngreme montanha. Algumas horas depois chegava ao topo do monte muito cansado.

_ Moisés?

_ Sim meu Senhor?

_ Vamos continuar com as leis. Quero falar sobre o Ano Sabático.

_ Ano Sabático?

_ Isso mesmo.

_ E o que seria isso?

_ É o seguinte; Lá em Canaã vocês vão cultivar a terra normalmente por seis anos. Mas o sétimo ano será como um sábado para o solo.

_ Hum...

_ Vocês vão deixar a terra descansar. E será assim a cada sete anos.

_ Como assim, deixar a terra descansar?

_ Neste ano, vocês não vão cultivar a terra normalmente como fazem.

_ Quer dizer que não poderemos cultivar nada?

_ Nada de cultivo. E mesmo que cresça alguma coisa na terra por si só, vocês não vão poder colher.

_ E o que vamos comer neste período?

_ Preste atenção... No ano anterior ao Ano Sabático, a terra produzirá o suficiente para alimentar vocês no ano seguinte.

_ Entendi...

Não temos provas históricas de que os israelitas tivessem seguido estas instruções antes do cativeiro, nem de como o fizeram. Há pouca dúvida de que, depois do cativeiro, os judeus observaram ao menos o sétimo ano e que Deus os abençoou. Encontramos a melhor evidência desta observância no fato de do que Alejandro Magno, e mais demore Julio César, eximiram aos judeus de pagar impostos nos anos de repouso, por considerar-se que nesses anos não tinham entradas.

_ Continuando... Vocês vão contar, também a partir de quando chegarem a Canaã, sete semanas de anos.

_ Sete semanas de anos? Como assim?

_ Quantos dias tem uma semana?

_ Sete!

_ Então! Uma semana de anos tem sete anos. E quantos anos são sete semanas de anos?

_ Sete vezes sete!

_ Isso mesmo! Quarenta e nove anos. No ano seguinte será o Jubileu.

_ Tá, a cada cinqüenta anos nós teremos o Jubileu, certo?

_ Isso. No Dia do Perdão do ano do Jubileu vocês vão mandar um homem tocar trombeta por todo o país, isso servirá para anunciar o Jubileu. E para santificar este ano, todos os que tiverem sido vendidos como escravos voltarão para suas famílias, e todas as terras voltarão a pertencer a seus donos originais.

As pessoas que compravam terras eram donas delas até o ano do jubileu. Nesse ano, todas as terras voltavam a seus donos originais. Isto não causava problemas para o que tinha comprado a propriedade e agora devia devolvê-la, já que a tinha comprado sabendo claramente que devia devolvê-la no ano do jubileu. De maneira que se um homem vendia sua propriedade cinco anos antes do ano do jubileu, não recebia muito dinheiro por ela, pois só ficavam poucas colheitas antes desse ano.

_ Observem os meus estatutos, guardem os meus juízos, assim vocês habitarão seguros na terra.

_ Tudo bem Senhor, até agora entendi tudo e obedeceremos todos os seus mandamentos... Mas Senhor, ainda tenho uma dúvida...

_ Diga Moisés:

_ Eu sei, que o Senhor já nos orientou sobre o que fazer, mas o que comeremos no sétimo ano, visto que não havemos de semear, nem colher a nossa messe?

_ Preste atenção mais uma vez! Eu vos darei a minha bênção no sexto ano, para que dê fruto por três anos.

_ Hum...

_ Vocês colherão tanta comida que no oitavo ano, semearão e comerão da colheita anterior até ao nono ano, até que venha a sua nova colheita, comerão da antiga.

Como poderia subsistir Israel durante todo um ano, ou possivelmente dois, sem cultivar seus campos nem juntar as colheitas?

Deus o tinha previsto.

Ainda que Deus tivesse dado a terra da Palestina a seu povo, ele ainda permanecia como dono da terra.

Os israelitas não eram donos, eram apenas os mordomos.

O ano de repouso Sabático e o ano do jubileu eram instituições únicas em seu gênero e não têm paralelo em nenhuma outra religião.

Que outra religião, senão a de Deus se atreveria a mandar a seus seguidores a abster-se de trabalhar um ano de cada sete e prometer-lhes a bênção e a proteção de Deus a fim de que no sexto ano a terra desse suficiente para dois anos?

...?

_ Quando um terreno for vendido, seu antigo dono será o primeiro a ter o direito de comprá-lo. Se alguém ficar pobre e precisar vender parte de suas terras, um parente próximo deverá comprar de volta o que ele vendeu. Mas se ele não tiver parentes, e um dia voltar a ter dinheiro, terá prioridade na compra de suas antigas terras. E mesmo que ele permaneça na pobre, o terreno será devolvido a ele no ano do Jubileu.

_ Entendi...

_ Ah, essas leis não valem para casas que ficam em cidades muradas. Nesse caso, o antigo dono só terá prioridade de compra no primeiro ano, depois disso, não mais. Nem no Jubileu ele tem a casa de volta. A não ser que seja um levita, levitas têm privilégios, vocês sabem. Mas casas que fiquem em cidades sem muralhas são como terrenos, valem para elas as mesmas leis do Jubileu. Entendeu?

_ Sim!

O Senhor passou a Moisés mais algumas leis e depois disso o despediu.

Em Cristo!

A seguir: Bênçãos e castigos.
Images

Levitico 24:10-23 - Olho por olho, dente por dente - Parte II

Olho por olho, dente por dente - Parte II

Levitico 24:10-23 

A última postagem sobre Levítico nos deixou uma dúvida...

Porque Deus não perdoou aquele cidadão?

Veja bem, Deus perdoa o pecador, qualquer que seja o pecado, mas os delitos civis não podem ser resolvidos sobre esta base.

Israel era tanto nação como igreja, e Deus deu regras para ambas.

Se um homem mata a outro, Deus em sua misericórdia o perdoará quando este se arrepender.

Na realidade, não importa o pecado que possa cometer um homem; por mais brutal que tenha sido, pode receber a abundante misericórdia divina.

Deus conhece o coração e por isso pode perdoar e mesmo esquecer.

Mas pense comigo, se o castigo fosse interrompido cada vez que um homem se arrependesse, todos os criminosos se diriam arrependidos a fim de escapar da forca, não é verdade?

Se os criminosos soubessem que o castigo seria perdoado em caso de arrependimento, as prisões não demorariam em ficar vazias...

Não devemos esquecer que, ainda que Deus perdoe, geralmente não elimina o castigo pela transgressão.

Davi pecou e se arrependeu, mas não escapou das conseqüências de seu pecado.

Sofreu enquanto viveu...

Um homem que infringe as leis da vida, por qualquer tenha sido a transgressão, sem importar quão profundo tenha sido o pecado, pode ser perdoado por Deus...

Mas só em circunstâncias muito raras este homem pode escapar das conseqüências naturais do que fez.

Em romanos capítulo 13, aprendemos que todos devem respeitar às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus.

Aliás, as autoridades que existem foram por ele estabelecidas.

Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos.

Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal.

Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá.

Pois é serva de Deus para o seu bem.

Mas se você praticar o mal, tenha medo, pois ela não carrega a espada sem motivo.

É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal.

Portanto, é necessário que sejamos submissos às autoridades, não apenas por causa da possibilidade de uma punição, mas também por questão de consciência.

Portanto, a exigência divina quanto ao "olho por olho, dente por dente" não deve ser posta de lado como uma mera disposição do AT.

Sobre este princípio se fundamenta o governo hoje em dia.

Em Cristo!

A seguir: O ano Sabático