Images

Números 20:14-21 - Moisés tenta um atalho.

Moisés tenta um atalho.


Números 20:14-21

Moisés havia sido instruído pelo SENHOR a deixar o deserto e levar o povo para a fronteira oriental de Canaã, ao norte do mar Morto (Deuteronômio 2:2-7).

Mas do ponto onde se encontravam, havia um caminho real usado pelas caravanas, que atravessava a terra de Edom e ia até o lugar desejado, como vocês viram no mapa da postagem anterior.

Outro caminho era seguir para o norte, pela terra dos filisteus.

Mas logo depois da travessia do Mar Vermelho o povo evitou este caminho por causa da guerra, e ia continuar evitando-a.

Das três opções, Moisés teimosamente, escolheu a de Edom.

Só tinha um problema, como atravessar um país com uma multidão de seis milhões de pessoas sem ter problemas com a nação invadida?

O jeito era pedir autorização, já que Deus não os acompanharia em uma eventual guerra.

Edom era a terra onde Esaú, irmão de Jacó se estabeleceu, e os habitantes eram seus descendentes, portanto parentes distantes dos Israelitas, falando a mesma língua.

Sua capital era Bozra, da qual ainda existem ruínas.




RUINAS DE BOSRA, DE UMA POVOAÇÃO SEGUNDO A ARQUEOLOGIA, POR VOLTA DE 2.700 A 2.900 ANOS (900 A 700 A.C)

Vale destacar aqui a maneira conciliadora com que Moisés se aproximou de seu vizinho.

Humildemente, Moisés mandou um pedido na forma de carta diplomática, o que se enquadrava perfeitamente com as convenções redatoriais da época.

À Vossa Majestade, supremo Rei de Edom, protetor dos filhos de Esaú, assim diz teu irmão Israel...
Com certeza já ouviste falar do nosso povo que marcha pelo deserto e o trabalho que nos sobreveio.
Fomos escravos no Egito por séculos, e há coisa de um ano clamamos ao SENHOR, e ele ouviu a nossa voz, e mandou um anjo, e nos tirou do Egito; e eis que estamos em Cades, cidade na extremidade dos teus termos.
Nós somos todos descendentes de Jacó, que era irmão de Esaú, do qual vocês, edomitas, são descendentes.
Podemos nos considerar parentes, portanto.
Então eu queria pedir a Vossa Majestade que nos permita passar pelo seu país.
Estamos agora na terra de Cades e a caminho de Canaã.
O melhor caminho para nós seria pela Filistia, mas vossa majestade deve saber que existe uma guerra por lá.
Se autorizares nossa passagem, prometemos não comer o fruto da terra nem beber a água de seus poços.
Não sairemos da estrada principal.
É só uma passagem mesmo, mais nada.
Não queremos atrapalhar, só chegar mais rápido ao nosso destino.
Certo de que contarei com vossa a bondade e compreensão, aguardamos mui atenciosamente,
Moisés.

Enquanto os mensageiros anunciavam a mensagem, Moisés ficou roendo as unhas de ansiedade na espera da resposta.

Resposta que veio logo, assim que os mensageiros chegaram;

_ E então, qual a resposta?

_ Bem, hum...

_ Digam logo! Desembuchem!

_ O rei de Edom nos disse que não passaremos por sua terra, para que ele não saia com a espada ao nosso encontro.

Moisés ainda tentou argumentar.

_ Voltem lá e digam a ele que só queremos mesmo passar por Edom, sem sair da estrada principal, e que pagaremos pela água que porventura bebermos.

Algumas horas depois...

_ E então, o que ele respondeu?

_ Ele disse que ninguém passará por aquelas terras.

_ Eu não acredito, que sujeitinho difícil...

_ Difícil mesmo seu Moisés, ele também disse que reunirá seu exercito e virá ao nosso encontro... Melhor a gente sair daqui.

Os edomitas temiam os israelitas, não sabendo que o SENHOR havia proibido os israelitas de tocar neles (Deuteronômio 2:5).

Obediente a Deus, Moisés não se impôs, mas tomou outro caminho.

Parece que Moisés não estivera seguindo a nuvem do SENHOR, mas quisera abreviar a viagem atravessando o território de Edom.

Não deu certo.

Também nós às vezes procuramos tomar um atalho que nos parece melhor do que o caminho de obediência a Deus, pensando que o fim justifica os meios.

Igualmente não dá certo.

Em Cristo!

A seguir: A morte de Arão


Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails