Images

Introdução ao Deutoronômio

Em fim, vamos começar Deuteronômio?

O nome do quinto livro da Bíblia, e último do Pentateuco, deriva de duas palavras gregas: deuteros (“segundo”) e nomos (“lei”).

Isso quer dizer que teremos mais leis?

Não precisamente, teremos as mesmas leis vistas pela segunda vez.

Mas o livro de Deuteronômio contém uma mensagem dinâmica para o povo de Deus.

Depois de vaguearem pelo deserto por 40 anos, os filhos de Israel achavam-se então no limiar da Terra da Promessa...

O que os aguardava? Quais seriam os problemas peculiares a enfrentar do outro lado do Jordão? O que teria Moisés a dizer finalmente à nação?

O Deuteronômio trata da compilação de uma série de discursos proferidos por Moisés às margens do Rio Jordão.

Está formado principalmente por quatro discursos (ou três, segundo alguns especialistas), com notas que os unem.

O primeiro discurso anuncia a destituição de Moisés de seu posto diretivo.

Começa com um resumo histórico e termina com uma exortação a guardar a lei.

O segundo discurso repassa o Decálogo como base do pacto entre Deus e Israel e admoesta a Israel a obedecer; o corpo do discurso está formado por uma relação dos requerimentos da legislação civil, social e religiosa.

O terceiro discurso diz respeito ao ritual da bênção e a maldição.

O quarto discurso novamente apresenta, com um breve resumo histórico, uma exortação a guardar a lei, e explica o pacto no coração.

Na oratória de Deuteronômio, Moisés faz um apelo a seu povo a ordenar suas vidas de acordo com a vontade revelada de Deus.

Obediência significa vida; desobediência significa morte.

Moisés emprega fatos históricos como base de sua exortação, e reforça sua mensagem apelando ao amor e gratidão de Israel para Deus e sua dignidade como povo escolhido.

Como peça de grande oratória, única em seu gênero, Deuteronômio é a despedida de um homem que amou tão profundamente a seu povo, que rogou ser apagado do livro da vida se o pecado deles não pudesse ser perdoado (Exo. 32: 32).

A influência de Deuteronômio, e seu lugar na vida religiosa dos hebreus, e do cristianismo, são grandes.
O redescobrimento do "livro da lei" nos tempos do rei Josias produziu uma das maiores reformas religiosas da história.

Deuteronômio chegou a ser a pedra angular da devoção religiosa hebréia; todo verdadeiro hebreu recitava um de seus capítulos diariamente.

Séculos depois (1.300 anos depois de Moisés, na verdade), quando tentado por satanás, são as citações do Deuteronômio que Jesus Cristo vai recorrer para derrotar seu adversário.

Devido a seu caráter repetitivo, creio que minha releitura desse livro será breve e suave para vocês.

Sentem-se, acomodem-se.

Vamos ouvir o que Moisés tem a dizer...

Em Cristo!

A seguir: O primeiro discurso de Moisés

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

Um comentário:

Related Posts with Thumbnails