Images

Josué: 8: 15-30 - A destruição de Ai



A destruição de Ai

Josué: 8: 15-30

Estimulados por sua anterior vitória, todo o exercito de Ai sai ao encalço dos israelitas pois tinham grande confiança em seu êxito.

Quando ouviram o hino e viram o exército imenso que se aproximavam, Josué e seus comandados fingiram que estavam sendo derrotados e fugiram para o deserto como da primeira vez.

Todos os homens de Ai tinham sido convocados para ir atrás dos israelitas e, enquanto perseguiam Josué, iam se afastando cada vez mais da cidade, deixando a cidade aberta, sem ninguém para defendê-la.

Mas a demasiada confiança de Ai foi vão porque estavam lutando contra Deus.

Isto ocorre com todos os que se opõem a Deus.

A pergunta mais importante que se pode fazer é:Em todo meu febril empenho, de parte de quem estou?

Se estiver no caminho errado, há só um caminho sensato que devo seguir: me render.

Se estiver na parte do Senhor, é meu dever lutar "a boa batalha da fé" (1 Tim. 6: 12) com todas as energias.

Então o SENHOR disse a Josué:

_ Aponte a sua lança na direção de Ai, pois vou dar esta cidade a você.

E Josué obedeceu.

Quando ele levantou a mão, os homens que estavam escondidos se levantaram depressa, correram, tomaram a cidade e em seguida puseram fogo nela.

O rei de Ai que também perseguia os israelitas olhou para trás e não acreditou no que via.

Notando o olhar abobalhado de seu líder, os soldados foram parando para olhar para trás.

E lá da cidade que eles haviam deixado fazia pouco tempo viam subir a fumaça.

Ai estava sendo destruída.

Enquanto todos ainda estavam congelados pela incompreensão do que acontecia, Josué ordenou a seus homens que dessem meia volta e começassem o ataque.

O rei percebeu o quanto fôra imprudente ao sair da sua cidade com todo seu exército.

Ainda pensou em voltar, mas era tarde: Josué e seus soldados já caíam sobre eles, e os outros israelitas, tendo concluído boa parte da destruição da cidade, vieram dar apoio.

O exército de Ai foi totalmente cercado e todos foram mortos, com exceção do rei, que foi tomado como prisioneiro.

Tendo terminado de matar os soldados, os israelitas voltaram para a cidade e concluíram o massacre.

Saldo: doze mil mortos.

A cidade foi saqueada e reduzida a ruínas.

Por fim, Josué enforcou o rei de Ai numa árvore e ali o deixou até o pôr-do-sol, quando ordenou que o cadáver fosse jogado na frente do portão principal da cidade e sepultado sob um monte de pedras.

Depois de duas conquistas importantes como foram as de Jericó e Ai, era hora de Israel cumprir as instruções Moisés deixara para quando o povo atravessasse o Jordão.

Josué, então, construiu no alto do monte Ebal um altar de pedras brutas e sobre ele o povo ofereceu sacrifícios.

Era um momento oportuno para que interrompesse sua campanha militar e renovasse seu pacto com Deus.

Depois disso, metade do povo se posicionou em frente ao monte Ebal, enquanto outra metade ficava em frente ao monte Gerizim, para ouvirem a leitura da Lei feita por Josué.

Pronto, o povo de Israel estava oficialmente em Canaã.

Agora era só conquistar o resto do território.

Em Cristo!

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails