Images

Juízes 9:42-49 - Abimeleque ataca Siquém



Abimeleque ataca Siquém

No dia seguinte o povo de Siquém saiu para os campos a fim de trabalhar.

E Abimeleque que ainda estava receoso com o povo que havia apoiado Gaal, resolveu atacá-los quando soube que estavam desprevenidos 

Então ele dividiu os seus homens em três grupos e os deixou escondidos no campo, esperando.

Quando Abimeleque viu muitas pessoas saindo da cidade, saiu de onde estava escondido e os matou.

Depois Abimeleque e o seu grupo atacaram de surpresa e tomaram conta do portão da cidade.

Os outros dois grupos atacaram o povo que estava nos campos e mataram todos.
Siquém nos dias de hoje
Depois Abimeleque entrou na cidade e combateu o povo de Siquém o dia todo, até  tomar a cidade e matar os seus moradores.

Depois de destruir a cidade, espalhou sal no chão.

Espalhar sal nas ruínas era uma ação simbólica para expressar o desejo de que a cidade permaneceria deserta e desabitada para sempre.

Quando os chefes de Torre de Siquém souberam disso, foram todos para a fortaleza do templo de Baal-Berite para ficar em segurança.

Nos tempos antigos, os templos eram considerados lugares de abrigo.

A literatura grega clássica contém muitas referências de pessoas fugiam para templos em busca de abrigo político.

Mas Abimeleque soube que tinha mais gente escondida por lá.

Para poupar tempo e esforço e não entrar no local sagrado, resolveu não derrubar a grossa porta de madeira do templo, teve a ideia de subir o monte Salmom com os seus homens e cortar galhos de árvores  e disse aos homens para fazerem depressa a mesma coisa.

Depois eles seguiram Abimeleque e fizeram uma pilha de galhos encostados na fortaleza.

Em seguida puseram fogo nos galhos e queimaram a fortaleza com toda a gente dentro.

O intenso calor do fogo destes ramos logo pegou fogo nos revestimentos de madeira, e, como resultado morreram 1000 homens e mulheres que haviam se refugiado nos quartos cavernosos.

A profecia de Jotão foi literalmente cumprida.

Ele havia dito que o rei destruiria o povo de Siquém com fogo (v. 20).

Embriagado com o cheiro da matança, Abimeleque decidiu que ainda queria brincar de matar mais gente...

Com tão fraca resistência, seus homens pouco se cansaram, o que dava tempo ainda de se divertir atacando mais uma cidade e ainda voltar a tempo para o jantar...

O alvo escolhido foi Tebes...

Mas esse será assunto para a próxima postagem.

Em Cristo!

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

Um comentário:

  1. Otimo post. Claro e objetivo. Me ajudou muito. Obg

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails