Images

Rute 1:20- 22 - Noemi e Rute são recebidas com estranheza pelos antigos vizinhos...


Noemi e Rute são recebidas com estranheza pelos antigos vizinhos... 

Rute 1:20- 22

Como vimos na ultima postagem, quando Noemi e Rute chegaram, a cidade toda se agitou... 

A mulher de Eimeleque, que partira com seu esposo e filhos há mais de dez anos, voltava agora acompanhada de uma moça moabita. 

Estava velha; o tempo não fôra amigo com Noemi. 

As mulheres de Belém se perguntavam: 

_ Essa é a Noemi mesmo? 

_ Sei não, me parece muito acabada... 

_ E quem é essa que vem com ela? 

_ Onde está seu marido? 

_ Não me chamem de Noemi, a Feliz. Chamem de Mara, a Amargurada, porque o Deus Todo Poderoso me deu muita amargura. 

Parece uma grosseria gratuita, mas explico: Noemi, em hebraico, quer dizer “feliz”, enquanto Mara quer dizer “amarga”. 

E Noemi continuou: 

_ Quando saí daqui, eu tinha tudo, mas o SENHOR me fez voltar sem nada. Então, por que me chamar de Feliz, se o Deus Todo Poderoso me fez sofrer e me deu tanta aflição? 

Apesar de ser fiel a Deus, Noemi como qualquer ser humano estava revoltada, e com razão... 

Era triste a perspectiva das duas mulheres sozinhas em Belém. 

Mas a colheita de cevada estava para começar, e uma grande mudança ocorreria na vida de Rute e Noemi. 

Como veremos nas próximas postagens. 

Em Cristo!


Images

Rute 1:15-19 - Rute convence Noemi a voltar com ela para Belém.


Rute convence Noemi a voltar com ela para Belém.


_ E você, Rute? Vai ficar aí olhando pra minha cara feita uma sonsa? 

Sua cunhada voltou para Moabe e seus deuses, por que você não faz o mesmo? 

_ A senhora não pode me obrigar a abandoná-la! 

_ Hã? 

_ Eu vou aonde a senhora for, e vou morar onde a senhora morar. O seu povo será o meu povo, e o seu Deus será o meu Deus. 

A resposta de Rute é a tônica de todo este livro... 

Não foi só amor de Rute por Noemi que a levou a ficar com a sogra. 

Rute tinha descoberto que a fé de Noemi foi o que fez dela uma mulher admirável. 

O único conhecimento que Rute tinha do verdadeiro Deus era a lembrança DELE refletido na vida de Noemi

_ Onde a senhora morrer, eu morrerei também, e que Deus me castigue se outra coisa que não a morte me separar da senhora. 

_ Mas que grude você é, hein? 

Comovida com essa demonstração de carinho e lealdade, Noemi sem alternativa aceitou que Rute fosse com ela. 

Depois disso as duas continuaram a viagem até Belém. 

Quando chegaram, a cidade toda se agitou... 

A mulher de Eimeleque, que partira com seu esposo e filhos há mais de dez anos, voltava agora acompanhada de uma moça moabita. 

Mas isso é assunto para a Próxima postagem... 

 Em Cristo!

A seguir, Noemi e Rute são recebidas com estranheza pelos antigos vizinhos... 
Images

Rute 1:1-14 - O sofrimento de Noemi, Orfa e Rute...



O sofrimento de Noemi, Orfa e Rute...


No tempo em que Israel era governado por juízes, houve uma grande fome naquele país. 

Então um homem, de nome Eimeleque, saiu de Belém (também conhecida como Efrata), sua cidade natal, e foi com sua família morar em Moabe. 

Eimeleque era casado com uma mulher chamada Noemi, e eles tinham dois filhos: Malom e Quiliom (curiosidade: em hebraico, malom é “doença” e quiliom é “desperdício”. (Que brincadeira de mau gosto botar esses nomes nos filhos…). 

Após algum tempo morando em Moabe, Eimeleque morreu e Noemi ficou morando com os filhos, que se casaram com duas moças moabitas chamadas Orfa e Rute. 

Depois de quase dez anos em Moabe, Malom e Quiliom também bateram as botas, deixando as três mulheres abandonadas. 

Com muitas dificuldades, Noemi superou a calamidade que havia ocorrido na terra de Moabe. 

Um dia finalmente chegou à boa notícia: Noemi soube que o SENHOR tinha ajudado o seu povo, dando-lhe boas colheitas. Então ela se aprontou para sair de Moabe com as suas noras. 

Noemi ficou muito alegre, é claro, arrumou suas coisas e pegou a estrada com as noras. No meio do caminho, porém, ela pensou melhor e disse a elas: 

_ Não, isso está errado. A terra de vocês é aqui, não em Israel. Voltem pras suas casas, fiquem com suas mães. Que Deus abençoe e vocês, que consigam casar-se novamente e ter uma vida feliz. Que o SENHOR seja bom para vocês, assim como vocês foram boas para mim e para os falecidos! 

Naomi sabia que era um grande sacrifício para Orfa e Rute deixar sua terra natal e seus amigos. 

O amor altruísta de Naomi as suas noras foi o que a levou a convidá-los a voltar para a casa dos pais. 

Ela se despediu delas com um beijo, e ia continuar a viagem sozinha, mas as duas começaram a chorar: 

_ Não! Nós não voltaremos. Nós iremos com a senhora e ficaremos com o seu povo. 

_ Pra que vocês querem ir comigo? Acham que eu, nessa idade, ainda vou ter filhos para que se casem com vocês? Já estou velha demais, além do mais, mesmo que eu arrumasse um homem burro o suficiente para querer se casar comigo, e que eu tivesse filhos, vocês iam esperar os meninos crescerem para se casarem com eles? É lógico que não! O fato é que Deus está contra mim e se vocês ficarem por perto é capaz de sobrar pra vocês. 

Sem dúvida, este foi um grande sacrifício da parte dela, porque ela era muito velha para ter um marido e era natural esperar que as duas jovens a sustentassem e a servissem em sua velhice. 

_ Não importa, Dona Noemi eu irei com você! Disse Rute. 

Talvez a beleza do caráter de Noemi tenha sido a razão pela qual Rute foi atraído por ela. Seus primeiros pensamentos foram direcionados para outros. 

Embora Noemi estivesse profundamente abatida por suas perdas, às experiências não tinham estragado a sua filosofia de vida. 

Não há poder maior do que a influência exercida por uma vida altruísta. 

Um cristão bondoso e cortês é o mais poderoso argumento que pode ser apresentado em favor do cristianismo. 

_ Peraê, Rute. Dona Noemi pode estar com razão… 

_ Como???

_ Pense em nosso futuro... A gente não pode ficar vivendo lá em Israel, encalhadas a vida toda, você não acha? 

_ Bom Orfa, você faça o que quiser. Eu vou ficar com ela.

Aí elas começaram a chorar alto outra vez. 

Em parte, esse choro expressava a tristeza que era compartilhada pelas viúvas, e em parte era causado pelo estresse emocional da decisão que precisava ser tomada. 

Então Orfa se despediu da sua sogra com um beijo e voltou para o seu povo. 

Mas Rute ficou. 

Rute não conseguia pensar em separar-se da pessoa cuja beleza da personagem foi inspirada por altos ideais, e lhe deu algo que fez valer a pena viver a vida. 

Feliz a mãe que hoje atrai os filhos pelo seu exemplo. 

Em Cristo! 

A seguir, Rute convence Naomi e volta com ela para Belém.
Images

O livro de Rute – Introdução




O livro de Rute – Introdução 


O próximo livro da Bíblia conta a história de Rute, uma moça moabita que, tendo se casado com um israelita, tornou-se ela também israelita e veio a ser bisavó do rei Davi. 

O livro tem apenas quatro capítulos, vai ser rapidinho. 

Então relaxem, alonguem as pernas e os braços: vamos conhecer uma das grandes mulheres da Bíblia, tanto que mereceu um livro só para ela.  

O título 
O livro de Rute é um apêndice do livro de Juízes, e uma introdução para os dois seguintes livros históricos de Samuel.

Ele recebe o título do nome da pessoa cuja história é contada. Rute era uma moabita e, naturalmente, a seu nome não é hebraico.

É incerto sua etimologia e o significado de seu nome, embora alguns acreditam que pode estar relacionado com o verbo ra'ah, "amigo" ou "amizade".

O livro de Rute não nos dá a história de um amor romântica, mas o amor reverente de uma jovem viúva pela mãe de seu falecido marido.

O amor que revelado no caráter de Rute é o tipo mais puro de amor, desinteressado e extraordinário.

Embora fosse moabita, Ruth aceita como própria fé a de Naomi, e foi recompensada por seu casamento com um nobre judeu, Boaz, que se tornou ancestral de David e, assim, consecutivamente de Cristo.

Autor 
O Livro de Rute não revela especificamente o nome do seu autor.

A tradição é que esse livro foi escrito pelo profeta Samuel.

Quando foi escrito Não sabemos exatamente quando o Livro de Rute foi escrito.

No entanto, a visão predominante é uma data entre 1011 e 931 AC.

Cenário histórico
A história narrada no livro de Rute se passa na época dos juízes, que, como estudamos anteriormente, foi uma época de apostasia e descaso com Javé e sua aliança.

O livro de Rute apresenta o caminho oposto do livro de juízes, pois mostra a lealdade uma moça moabita para com Noemi, sua sogra israelita, e seu Deus.

Os moabitas eram descendentes de Ló, sobrinho de Abraão (Gn. 19:37).

Eles ocupavam o território a leste do Mar Morto, e, na época da peregrinação dos hebreus no deserto, eles demonstraram agressividade a Moisés e ao povo (Nm. 21-25).

Apesar de Rute constar logo após o livro de juízes em nosso cânon, na Bíblia hebraica este livro situa-se na seção dos Escritos, portanto, não é considerado parte da história deuteronomista.

O propósito 
Ao estudar esta narrativa, Israel deveria ter sido preparado para entender o plano de Deus para a salvação de pessoas de todas as nações a fazer o que fez Rute, a moabita: aceitar o Deus cujo caráter foram representados por seus servos.

Era o plano de Deus que muitos fossem transformadas e preparados individualmente para se tornarem cidadãos do reino eterno de Cristo.

A riqueza de diálogos e a construção dos personagens, levaram alguns estudiosos a classificar o livro de Rute como um conto, o que não elimina o caráter e a precisão histórica do livro.

Assim, temos a história de Ruth, e não apenas uma linda joia da literatura hebraica, mas também um ponto importante sobre a parte da genealogia de Cristo.

Em Cristo!

A seguir, O sofrimento de Noemi, Orfa e Rute...
Images

Juízes 21:20-25 - O rapto de 200 virgens!


O rapto de 200 virgens!


A discussão já durava horas quando um líder disse:

_ Pera aí, a festa anual do SENHOR, na cidade de Siló, está perto, certo?

_ Sim está...

_ Taí a solução!

_ Como assim?

_ É o seguinte: Os benjaminitas vão à festa, mas devem ficar escondidos nas plantações de uvas e ficam vigiando.

_ Hum...

_ Durante a festa, quando as moças de Siló saírem dançando em volta da plantação, como reza a tradição, aí vocês também saiam das plantações de uvas e cada um agarre uma das moças e leve embora para a terra de Benjamim.    

_ Mas que solução mais ridícula, isso vai é gerar mais uma guerra entre nós...

_ Que nada... Assim, que os pais ou irmãos delas vierem se queixar do rapto das 200 virgens, nós poderemos dizer: "Por favor, deixem que elas fiquem, pois na batalha contra Jabes-Gileade não conseguimos mulheres para todos os benjamitas. E vocês não serão culpados de quebrarem a promessa, pois não deram as suas filhas a eles: elas foram roubadas."  

E assim fizeram os benjamitas.

Cada um deles escolheu uma esposa entre as moças que estavam dançando e a levou embora.

Então voltaram para a sua terra, construíram de novo as suas cidades e ficaram morando ali. 

Enquanto isso, os outros israelitas saíram, e cada um voltou para a sua tribo, a sua família e as suas terras.  

Naquele tempo não havia rei em Israel, e cada um fazia o que bem queria.  

Esta declaração é uma transição adequada para o livro de Samuel, onde estudaremos o início da monarquia em Israel.

Images

O pastor Marco Feliciano, John Lennon, Mamonas Assassinas e o Titanic...


O pastor Marco Feliciano, John Lennon, Mamonas Assassinas e o Titanic...

Como já estamos cansados de saber, o pastor Marco Feliciano é o foco dos holofotes por suas declarações antigas e atuais a respeito de quase tudo que gere polemica, como as declarações a respeito dos homossexuais, negros e agora as mortes ocorridas há tempos atrás e mundialmente conhecidas.

Seus perseguidores não descansam e desta vez estão vasculhando seus vídeos e áudios de pregações para ver o que encontram de polemica para usar contra ele.

Recentemente encontraram declarações do pastor sobre a morte de John Lennon, da banda inglesa Beatles, e da banda de rock brasileira Mamonas Assassinas...

No vídeo, Feliciano prega num evento pentecostal e afirma que “queria estar lá no dia em que descobriram o corpo dele” para dizer “me perdoe John, mas esse primeiro tiro é em nome do Pai, esse é em nome do Filho, e esse é em nome do Espírito Santo”.

O pastor interpreta a declaração de Lennon sobre sua popularidade como uma afronta: “John Lennon estava olhando para as câmeras e dizendo: ‘Nós somos uma nova religião’”, diz o pastor, que conclui: “Ninguém afronta Deus e sobrevive para debochar”.

Em outro vídeo, aparentemente gravado durante o mesmo culto, o pastor também relaciona a morte dos integrantes do grupo “Mamonas Assassinas” à vontade de Deus. Para o pastor, o conteúdo das músicas da banda era inadequado.

Referindo-se ao acidente aéreo que matou os integrantes da banda, ele disse: “Ao invés de virar pra um lado, o manche tocou pra outro. Um anjo pôs o dedo no manche e Deus fulminou aqueles que tentaram colocar palavras torpes na boca das nossas crianças”.

Outra polemica se refere a uma frase de Feliciano sobre o afundamento do Titanic chegou à mídia.

Desta vez a polemica chegou saiu das manchetes de internet e chegou a grande imprensa.

Segundo Lauro Jardim, jornalista da Veja e responsável pela coluna Radar Online, Feliciano afirmou que as 1.253 pessoas que viajavam no navio afundado em 1912 foram alvo da ira de Deus.

Lauro Jardim diz que “Feliciano usou o mais célebre naufrágio da História para reforçar sua opinião a respeito do destino do beatle e dos Mamonas”, que na ótica do pastor, morreram após desafiar ou zombar de Deus.

“No caso do Titanic, o comandante disse: ‘Nem Deus afunda o Titanic’, e logo depois aconteceu o que aconteceu. Não é que eu ache que Deus pune, mas por que zombar de Deus? Eu acredito nisso. Para que zombar de quem não te fez nada?”, teria dito Marco Feliciano.

Embora o uso dessa conjuntura seja bastante conhecida no meio evangélico como forma de ilustração, a abordagem não é comum entre não cristãos.

O jornalista Lauro Jardim relata ainda que “Feliciano não retrocede” quando é interrogado se em algum momento se arrependeu das frases sobre Lennon e Mamonas Assassinas, apesar de dizer que se pudesse voltar no tempo, “falaria a mesma coisa, mas, talvez, de jeito diferente”, pois as afirmações ocorreram num clima religioso: “Não me arrependo de nada do que digo no púlpito. O púlpito é um lugar de inspiração”, defende-se o pastor e deputado federal.

Desde que foi eleito para a Comissão de Direitos Humanos da Câmara (CDH), Feliciano tem sido alvo de diversos protestos que o acusam de atitudes racistas, sexistas e homofóbicas.

Apesar da pressão, o deputado federal garante que não vai deixar o cargo.
Images

Juízes 21:9-19 - 400 virgens para 600 homens...


400 virgens para 600 homens...


De repente, no meio da celebração, alguém lembrou que de todas as tribos de Israel, uma não havia participado daquela reunião na presença do SENHOR Deus, em Mispa quando se preparavam para a guerra...

Eles tinham feito um juramento muito sério: quem faltasse à reunião em Mispa seria morto. 

Então perguntaram:

_ Escute aqui... De todas as tribos de Israel, quem não compareceu diante do SENHOR em Mispa?

_ Olha, eu não quero ser cagueta, mas de Jabes-Gileade, ninguém fez parte parte na reunião.  


Então todos concordaram em mandar para lá doze mil homens, dos mais corajosos, com estas ordens:

_ Vão e matem os moradores de Jabes-Gileade, tanto homens como mulheres e crianças, menos as virgens.

Eles que recorreram a este procedimento bárbaro para obter esposas para os 600 sobreviventes da tribo de Benjamim.

Tais medidas cruéis tomadas em nome da religião são repulsivas, e custaria um preço muito auto ao longo do tempo.

Todo este processo cruel foi levado sob o pretexto de cumprir um juramento sagrado para o Senhor, que era acima de tudo um registro brutal para evitar a extinção da tribo de Benjamim, que há pouco tempo eles mesmos quase exterminaram.

Depois da matança, eles encontraram quatrocentas virgens em Jabes-Gileade e as levaram ao acampamento de Siló, que fica na terra de Canaã.  

Faltavam então 200 mulheres para completar o número necessário para fornecer uma mulher para cada um dos 600 benjamitas que ainda estavam refugiados em suas cavernas.

Então todos concordaram em mandar mensageiros aos benjamitas, na rocha de Rimom, para fazer uma proposta de paz.  

Aí os benjamitas voltaram e receberam aquelas quatrocentas moças de Jabes-Gileade.

Porém, como já vimos, não havia moças em número suficiente para todos.  

Então os israelitas ainda continuavam preocupados com os 200 homens que seguravam vela dentro das cavernas. Então os chefes do povo de Israel disseram:

_ Não há mais mulheres na tribo de Benjamim.

_ O que vamos fazer para arranjar esposas para os que ficaram sem mulher?  

_ O povo de Israel não deve perder uma das suas doze tribos.

_ Temos de achar um jeito de a tribo de Benjamim não se acabar.  


_ Porém não podemos deixar que eles casem com as nossas filhas.

Eles falavam isso porque o povo de Israel havia amaldiçoado quem deixasse um benjamita casar com a sua filha.  

A discussão já durava horas quando um líder disse:

_ Pera aí, a festa anual do SENHOR, na cidade de Siló, está perto, certo?

_ Sim está...

_ Taí a solução!

_ Hein?

_ Já explico...

(na próxima postagem)

Em Cristo!

Clailton Luiz

Images

Rede Record vai exibir a minissérie “The Bible” (A Bíblia, em português)


Rede Record vai exibir a minissérie “The Bible” (A Bíblia, em português)

A série The Bible, produzida por Mark Burnett, produtor executivo de Survivor, e a sua mulher, a atriz Roma Downey, para o Canal História, destacou-se, até o momento, como um dos programas mais vistos, em 2013, na televisão por cabo norte-americana, tendo alcançado no primeiro episódio uma audiência de 13,1 milhões de pessoas.

Encenando vários acontecimentos encontrados no Antigo e Novo Testamento, “desde o Gênesis ao Apocalipse”, The Bible é uma minissérie, televisiva americana baseada na Bíblia, criada por Roma Downey e Mark Burnett. Mark Burnett disse que este projeto procura preencher a “falta de conhecimento bíblico” que existe entre os mais jovens. “Na escola temos de conhecer Shakespeare, mas não a Bíblia. Tem que haver uma forma de olhar para isto de um ponto de vista puramente literário”.

A rede televisão defende que o programa é para todos. “Eu não vejo esta série como uma produção cristã”, declarou Nancy Dubuc ao The New York Times, “Somos uma marca global e procuramos chegar a todos as crenças e formas de vida”.

Entre os 47 conselheiros teológicos da série havia um rabi. No Brasil, a minissérie será exibida pela rede Record.

A rede Record, que completa 60 anos em 2013, tem investido alto em produções bíblicas.

A programação de exibição da nova série, produzida pelo casal Mark Burnett e Roma Downey ainda não foi definida.

Veja o Trailer...

É de Arrepiar!!

Images

Juízes 21:1-8 - Os Israelitas sentem pena dos 600 homens da tribo de benjamim...


Os Israelitas sentem pena dos 600 homens da tribo de benjamim...


Antes de entrar em guerra, o povo de Israel havia feito em Mispa o juramento a Deus de que nenhum deles deixaria que um homem da tribo de Benjamim casasse com uma das suas filhas.  

Os antigos acreditavam que um juramento era inviolável...

Pois bem, passado algum tempo, o povo de Israel já havia esquecido a guerra e começaram a ficar com pena dos 600 sobreviventes da tribo de benjamim que viviam sabe lá como, escondido em cavernas...

Depois que sua intensa raiva tinha se dissipado, eles reconheceram que sua vingança contra uma de suas próprias tribos tinha sido excessiva.

Certo dia, foram a cada de Deus em Betel e ficaram ali na presença de Deus até a tarde.

Ali eles choraram amargamente, em voz alta, dizendo:

_ Ó SENHOR, Deus de Israel, por que aconteceu isso com nosso povo? Estamos sentindo falta de uma das nossas tribos!  

É impressionante como a falta de comunhão com Deus deixa um povo cego...

A hipocrisia é uma plante que os religiosos cultivam desde os tempos de Adão e Eva e nesse tempo já era uma arvore bem grande.

O povo se levantou bem cedo na manhã seguinte e construiu ali um altar, apresentaram ofertas que foram completamente queimadas e sacrifícios de paz.  

Eles estavam com muita pena dos seus irmãos da tribo de Benjamim e comentavam entre si:

_ O que faremos para arranjar esposas para os benjaminitas que sobreviveram?

_ Pois é, 600 homens vivendo em cavernas e sem esposas, esta tribo em pouco tempo vai desaparecer...

_ Sem mulheres não haverá uma descendência...

_ Não esqueçam que juramos ao SENHOR que não daríamos a eles nenhuma das nossas filhas.  

De repente, num lapso de religiosidade cega, tiveram uma ideia para encontrar esposas para o irmãozinhos que outrora nutriam cede de vingança...

Veremos isso na próxima postagem!

Em Cristo!

Clailton Luiz

A seguir: 400 virgens para 600 homens...