Images

1 Samuel 4:19-22 - A tragédia chegara, conforme a palavra profética, e a esposa de Finéias não suportou a notícia da perda da arca.


A tragédia chegara, conforme a palavra profética, e a esposa de Finéias não suportou a notícia da perda da arca.


Como vimos na postagem anterior, os filisteus lutaram bravamente e prevaleceram contra Israel.

Mataram a Hofni e Finéias, os filhos de Eli, que tinham ido ao campo de batalha para levar a arca da aliança.

Os filisteus levaram a arca consigo para suas cidades, como um troféu de guerra.

Aquela era a sua maior conquista até então.

Israel sentiu-se abandonado…

Sem a arca era como se estivessem sem Deus…

Um dos soldados, que escapara da batalha, levou a notícia a Siló.

Quando o sacerdote Eli ouviu que seus filhos eram mortos “ao fazer ele menção da arca de Deus, caiu Eli da cadeira para trás, junto ao portão, e quebrou-se-lhe o pescoço, e morreu, porque já era homem velho e pesado; e havia ele julgado a Israel quarenta anos” (1Sm 4.18).

A Bíblia não nos fala o nome da esposa de Finéias.

Apenas nos diz que ela estava grávida, e o parto estava próximo.

A esposa de Finéias deveria ser conhecedora da Lei, da vontade de Deus.

Por conseguinte, ela deveria sofrer com o péssimo testemunho de seu jovem marido e de seu cunhado.

Pelo fato de ter mais de uma parteira para auxiliá-la, podemos perceber que era uma mulher rica.

Mas faltava-lhe o essencial para uma descendência feliz e abençoada, um marido temente a Deus.

Toda mulher que quer se casar precisa olhar que tipo de pessoa é o seu futuro esposo.

Se desejar uma descendência abençoada, não se case com os “Finéias” que estão por aí…

Ao ouvir as tristes notícias das mortes dos homens de autoridade nacional, seu sogro e os dois filhos, a esposa de Finéias entrou em trabalho de parto.

Mas sua maior dor não foi por causa das profecias a respeito de seu marido e sua descendência, mas foi por causa da arca da aliança ter sido levada pelos inimigos.

Isto, sim, era a tragédia maior.

“Foi-se a glória de Deus”, ela afirmou, ao morrer.

O pior havia acontecido.

Algo jamais imaginado pelo povo de Israel tornara-se realidade.

Estavam órfãos de Deus…

E ela deu ao seu filho o nome de Icabô, ou Icabode, que significa “foi-se a glória de Israel, isto porque a arca de Deus fora tomada” (1Sm 4.22).

A comoção foi forte demais.

A parteira e outras mulheres que ali estavam ainda tentaram animá-la, mostrando-lhe o filho recém-nascido.

A tragédia chegara, conforme a palavra profética, e a esposa de Finéias não suportou seu a notícia da perda da arca.

O menino cresceu com esse nome que era um marco da tragédia nacional.

A glória do Senhor havia desaparecido.

Mas Deus jamais desampara seu povo.

A arca voltaria, mas era necessário haver uma transformação radical na vida da nação, que estava contagiada com a falta de temor de Deus e com o pecado.

O homem que Deus havia separado para a restauração de Israel seria Samuel, filho de Elcana, homem temente a Deus, e de Ana, uma mulher de oração.

O contraste entre o lar de Ana e de Finéias estava nos filhos e na sua consagração a Deus…


Em Cristo!

Images

1 Samuel 4:12-18 - Eli morre de forma grotesca após saber que a Arca foi levada pelos filisteus.


Eli morre de forma grotesca após saber que a Arca foi levada pelos filisteus.


Depois que os filisteus levaram embora a Arca, um homem da tribo de Benjamim conseguiu fugir a salvo e saiu correndo do acampamento de Ebenézer e só parou ao chegar em Siló.

Chegou com as roupas rasgadas, todo sujo, e tratou logo de espalhar pela cidade as notícias nada boas.

Eli com seus 98 anos, cego e gordo, estava na porta da cidade, sentado em sua inseparável cadeira.

Preocupado com a Arca, havia sentado ali para ser o primeiro a ver um eventual mensageiro vindo da frente de batalha, e portanto o primeiro a saber das notícias da guerra.

Então o mensageiro benjamita passou por ele sem que fosse percebido.

Porém, o velho notou que havia algo muito errado quando ouviu choro e gritos cada vez mais altos na cidade.

_ O que está acontecendo aqui?

O mensageiro ouviu sua voz e reconheceu o velho sacerdote e foi falar com ele:

_ Bem, seu Eli, eu fugi da batalha e vim correndo até aqui para trazer notícias...

_ Hum… E o que aconteceu por lá?

_ Bom... Eu… Não sei como dizer isso ao senhor...

_ Deixe de tolices! Sou velho, mas ainda sou homem. Não me esconda nada!

_ Hum... Tudo bem. O povo de Israel fugiu dos filisteus. Foi uma derrota
vergonhosa.

_ MEU DEUS! Péssima notícia, rapaz, péssima notícia! Agora entendo sua preocupação, não consigo imaginar nada pior do que isso.

_ Então é melhor o senhor sentar, seu Eli…

_ Por quê?

_ Porque eu ainda não acabei.

_ Aconteceu alguma outra desgraça? O que poderia ser pior do que uma derrota para os filisteus?

_ Seus filhos estão mortos.

_ HOFNI E FINÉIAS MORRERAM?

_ Lamento muito seu Eli...

_ QUE DESGRAÇA! QUE DESGRAÇA! VOCÊ NÃO PODERIA ME TRAZER NOTÍCiA PIOR DO QUE ESSA! QUE TRAGÉDIA!

_ Acalme-se seu Eli, pois eu ainda não acabei…

_ O QUE? MEUS FILHOS MORRERAM! O QUE PODE SER PIOR DO QUE A MORTE DE MEUS FILHOS?

_ Os filisteus levarem a Arca embora…

_ O QUÊ? A ARCA? A ARCA? A ARCA? AAAAAAAAaaaaaaaaaaaaaaa…

Descontrolado diante de tanta notícia num só momento, Eli ficou muito agitado e sua cadeira caiu para trás.

Ele já estava velho, como já foi dito, e também muito gordo.

O velho sacerdote quebrou o pescoço na queda, e morreu em seguida, depois de quarenta anos como líder em Israel.

Uma das mortes mais grotescas que lemos na Bíblia, pobre Eli...

Deixou-se assim, novamente, nas páginas da História um testemunho para todos os séculos futuros, de que a iniquidade do povo professo de Deus não ficará impune.

Quanto maior for o conhecimento da vontade de Deus, tanto maior o pecado daqueles que a desatendem.

Levaram a arca da aliança para a guerra sem reconhecer seus pecados, olharam para a arca, e não a puseram em relação com Deus, e tampouco honraram Sua vontade revelada pela obediência à Sua lei.

Olhavam para a arca como as nações idólatras olhavam para os seus deuses, como se ela possuísse em si os elementos de poder e salvação.

Transgrediam a lei que nela se continha; pois o seu mesmo culto à arca determinou a formalidade, a hipocrisia, a idolatria e a religiosidade.

Seu pecado os separara de Deus, e Ele não lhes poderia dar a vitória antes que se arrependessem e abandonassem sua iniquidade.

Não foram diferentes dos muitos religiosos nos dias de hoje...

Não bastava que a arca e o santuário estivessem no meio de Israel...

Não bastavam que os sacerdotes oferecessem sacrifícios, e que o povo fosse chamado filhos de Deus.

O Senhor não toma em consideração o pedido daqueles que acariciam a iniquidade no coração; está escrito que “o que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável”. Provérbios 28:9.

Depois da morte ridícula de Eli, todos ficaram preocupados em dar notícia para a esposa de Finéias que estava sentindo as dores do parto de seu primeiro filho...

Para não colocar tanta tragédia familiar numa só postagem, vou deixar esta para o próximo artigo!

Em Cristo!

Gostou deste artigo? Então deixe um comentário!

A seguir: A tragédia chegara, conforme a palavra profética, e a esposa de Finéias não suportou a notícia da perda da arca.
Images

MARCO FELICIANO REVELA O QUE PENSA SOBRE A CURA GAY


Veja neste vídeo, o quanto a mídia pode manipular as informações. 

Será que podemos acreditar em tudo a mídia atual de nosso país está nos transmitindo?

Esta mídia está noticiando que a “Comissão de Feliciano aprova projeto da cura gay”. 

No blog de Reinaldo Azevedo, ele diz que é mentira dupla! 


Em primeiro lugar, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara não pertence ao deputado Marco Feliciano (PSC-SP). 

Em segundo lugar, não existe projeto que prevê a cura gay. Isso é uma fantasia do jornalismo militante. Diz o blogueiro!



Images

1 Samuel 4:1-11 - Os filisteus derrotam os Israelitas e levam a arca para a Filístia.


Os filisteus derrotam os Israelitas e levam a arca para a Filístia.


Apesar do que acontecia com a família de Eli, Samuel seguia sua vida com certa tranquilidade.

Era amado e respeitado pelo povo, e recebia a benção e aprovação de Deus.

Enquanto isso os filisteus começaram a ameaçar o norte de Israel, e uma guerra teve que ser declarada.

Imediatamente os soldados israelitas acamparam em Ebenézer e os filisteus em Afeque.

Até que os filisteus atacaram os israelitas e os derrotaram, deixando quatro mil mortos.

Os que escaparam do ataque filisteu voltaram ao acampamento, e alguns deles foram falar com os líderes de Israel:
_ Escutem aqui, por que é que Deus deixou os filisteus nos derrotarem?

_ Como vamos saber?

_ Talvez ele não estivesse aqui no meio de nós.

_ É, mas e se a Arca da Aliança fosse trazida para cá? Duvido que os filisteus conseguiriam alguma coisa, com Deus presente por aqui!

Os líderes acharam a ideia pelo menos tão boa quanto qualquer outra, afinal os filisteus eram fortes, e provavelmente derrotariam os israelitas de qualquer maneira, então enviaram mensageiros a Siló com o pedido.

O pedido foi atendido e a Arca veio para o acampamento, trazida pelos sacerdotes Hofni e Finéias.

Ao verem seu maior símbolo religioso chegando ao acampamento, todos os soldados israelitas deram um forte grito de alegria, que foi ouvido no acampamento inimigo.

Os filisteus começaram a demonstrar alguma preocupação:

_ Eita. Que zorra foi essa? O que essas pragas hebréias tão gritando?

_ Tão dizendo que o deus deles chegou para lutar contra nós.

_ Aquele deus maluco, que mandou pragas para o Egito e tal?

_ Sim. O tal Deus invisível.

_ Péssima notícia...

_ Ai ai ai… Agora tem um deus pra lutar contra a gente. A casa caiu!

_ Controlem-se! O Deus dos israelitas é forte. Mas nós os derrotamos antes, e vamos derrotá-los novamente. Ou vocês preferem ficar com medo, perder a guerra, e serem para sempre escravizados por Israel?

_ DE JEITO NENHUM!

_ Então sejamos homens!

_ SIM!

_ HOMENS DE VERDADE!

_ SIM!

E assim, novamente motivados, entoaram cânticos de guerra à noite toda...

No dia seguinte, com sangue no zóio os filisteus saíram para lutar novamente.

Mas desta vez, nem a Arca ajudou os israelitas: foram massacrados, e os que sobreviveram fugiram para suas casas.

Trinta mil homens foram mortos, e o pior...

Os filisteus mataram os sacerdotes Hofni e Finéias, tomaram a Arca e a levaram para a Filístia.

A perda da arca foi muito ruim para Israel, mas pior ainda para os filisteus, como veremos nas próximas postagens.

Em Cristo!

Gostou desta postagem? Então deixe um comentário!

A seguir: Eli morre de forma grotesca após saber que a Arca foi levada pelos filisteus.
Images

Ação Missionária


Prezados amigos blogueiros!

Em respeito a considerável audiência que este modesto blog tem, me sinto na obrigação de pedir-lhes licença a fim de falar a respeito de um projeto que acredito ser de grande interesse a todos aqueles que de certa forma contribuem para a propagação da palavra de Deus.

Há alguns anos atrás, a vida cristã e minha condição de cinéfilo de plantão, me possibilitaram a oportunidade de observar e acompanhar a conversão uma pessoa apaixonada pelo cinema, hoje meu amigo e irmão em Cristo, Jefferson Agostinho.

Desde sua conversão, este jovem sentiu o profundo desejo de devolver ao Senhor todas as habilidades e experiências que as circunstâncias da vida lhe proporcionaram, e entre elas sua paixão pelo cinema.

Depois de assistir tudo o que a indústria cinematográfica cristã nacional e mundial havia produzido até então, este jovem sentiu um forte chamado de Deus para que desenvolvesse um projeto cinematográfico a fim de levar a palavra de Deus através desta ferramenta poderosa.

Foi então que em 2008, por acreditar no poder que o cinema tem em transmitir valores a uma sociedade e que esses valores podem ser plantados em forma de fé, de esperança e de salvação que Jeferson fundou a Dunamys Films.

E em 2011, sem dinheiro, sem o apoio de grandes patrocinadores e utilizando atores amadores locais, mas com muita garra, e não sem lutas, lança seu primeiro projeto, o curta metragem “Que amor é esse” que atualmente já foi visto por mais de 2 milhões de pessoas.

Veja o trailer abaixo...

O cineasta Jefferson Agostinho graduado em tecnologia da multimídia digital - UNISUL - Universidade do Sul de Santa Catarina, além de produzir e dirigir o curta metragem “Que amor é esse?” também trabalhou na Europa no longa-metragem “Finding Josef”.

Mas “Que amor é esse”, foi apenas o início de um sonho que agora se aproxima de uma realidade, seu atual grande chamado consiste na produção de um longa metragem.

O novo projeto se chamará “A Última Chance”, será gravado em varias cidades de Santa Catarina e é baseado em uma história real, que visa alcançar todas as pessoas, independentemente de idade, etnia, religião ou classe social, uma vez que retrata a história de perdão entre um pai e um filho, permitindo que muitas pessoas se identifiquem com os personagens.

O Projeto já conta com a adesão de uma equipe de produtores e profissionais nas áreas artísticas e técnica.

Veja o teaser abaixo:

Mas como era de se esperar, quanto maior o sonho, tão grande são as dificuldades. Já fazem mais de um ano que o idealizador deste projeto tem andado atrás de apoiadores para este filme, principalmente grandes empresas, oferecendo a elas a oportunidade de patrocínio através da renúncia Fiscal pela Lei do Audiovisual. Seu projeto foi aprovado no artigo 1º-A da Lei nº. 8.685/93, mas até agora não tem recebido o apoio das empresas.

Sua mais nova investida rumo à concretização deste grandioso sonho é a campanha 70x7... Já que as grandes empresas até agora tem fechado as portas, Jefferson acredita na união dos cristãos que desejam fazer Missões.

Nesta campanha, qualquer pessoa poderá patrocinar o filme “A Ultima Chance”, deduzindo o valor do Patrocínio em Seu Imposto de Renda.

Veja abaixo como é simples fazer missões...


Portanto prezado leitor do blog o Código da Bíblia, peço-lhe seu apoio no patrocínio e divulgação desta campanha e deste projeto.

Eu não sei fazer filmes, mas posso ajudar a quem foi chamado por Deus para fazê-lo e assim propagar a palavra de Deus de forma poderosa nos dias de hoje.

Seja um missionário, participe deste projeto!

Para maiores informações acesse:

www.aultimachance.com


Em Cristo!

Images

1 Samuel 3:10-21 - Deus fala com Samuel e lhe revela o que acontecerá com a família de Eli!

Deus fala com Samuel e lhe revela o que acontecerá com a família de Eli!


Então o SENHOR veio e ficou ali.

E, como havia feito antes, disse:

_ Samuel, Samuel!

Só que dessa vez ele, seguindo o conselho de Eli, respondeu:

_ Fala meu senhor, pois o teu servo está escutando!

_ Vão acontecer coisas em Israel, coisas tão terríveis que deixarão espantados todos os que delas ficarem sabendo. Vou fazer a Eli tudo o que disse que ia fazer, a respeito da família dele, do começo até o fim.  

_ Hein?

_ Eu lhe disse que ia castigar a sua família para sempre porque os seus filhos disseram coisas más contra mim. Eli sabia que eu ia fazer isso, mas não os fez parar.  

_ Hum…  

_ Por isso, juro à família de Eli que nenhum sacrifício ou oferta poderá apagar o seu terrível pecado.  

Deus foi embora, e Samuel pegou no sono depois de algum tempo pensando no que acontecera.

No dia seguinte, acordou e começou a exercer suas tarefas.

Abriu os portões da área da Tenda Sagrada...

Estava com medo de falar com Eli sobre o que Javé dissera.

Mas percebeu que não conseguiria evitar quando o velho mandou chamá-lo.

_ Pois não, seu Eli.

_ E aí, Samuel? Era Deus mesmo?

_ Era sim senhor.

_ Estranho… Pra falar comigo ele manda um profeta, com você ele fala diretamente. 
Estranho… Mas e aí, afinal de contas o que ele queria com você?

_ Hum... ééé... hum... Quero dizer...

_ Anda, desembucha. Não esconda nada de mim. Deus o castigará severamente se você não me contar tudo o que ele disse.  

_ Ah, nada de mais… Perguntou como eu estava, se gostava do trabalho aqui, essas coisas…

_ Mentira! Não me esconda nada, que Deus o castigue se você não me contar tudo!

Então Samuel contou toda a conversa, sem omitir nada.

Eli ficou em silêncio por algum tempo, e enfim disse:

_É… Foi isso mesmo o que ele me disse através do tal profeta. Ele é Deus, o SENHOR. Que ele faça tudo o que achar melhor!  Paciência…

Samuel ficou triste ao ver a situação em que Eli se encontrava, mas não tanto a ponto de não perceber sua própria situação: se Deus falava com ele diretamente, então era bem provável que ele, Samuel, viesse a ser o próximo sacerdote.

De vez em quando Deus vinha falar com ele, e nessas ocasiões lhe revelava o que estava para acontecer.

Assim todo o povo de Israel, do norte ao sul do país, ficou sabendo que Samuel era, de fato, um profeta do SENHOR.  

O SENHOR continuou a aparecer em Siló, onde havia se revelado a Samuel e falado com ele.

E a palavra de Samuel era respeitada por todo o povo de Israel.  

Images

1 Samuel 3:1-9 - Deus chama a Samuel por três vezes, mas ele pensa ser Eli...


Deus chama a Samuel por três vezes, mas ele pensa ser Eli...


Samuel ainda era menino e ajudava Eli na adoração a Deus, o SENHOR.

Naqueles dias poucas mensagens vinham do SENHOR, e as visões também eram muito raras.  

Os tempos em que Deus vivia falando com os homens, fossem diretamente ou com mensagens enviadas através de anjos e profetas, já haviam passado.

Pois bem: mas acontece que Javé resolveu que ia falar com Samuel.

Certa noite Eli, já quase cego, estava dormindo no seu quarto enquanto Samuel dormia na Tenda Sagrada, onde ficava a arca da aliança, quando ouviu alguém chamando:

­_ Samuel! Samuel!

O garoto se levantou e foi ao quarto de Eli:

_ Pois não, senhor Eli?

_ Hum? Hã? Hein? Que foi?

_ O senhor me chamou?

_ Eu? Claro que não! Vai dormir e me deixe dormir sossegado!

_ Tá bom. Desculpe.

_ Bah!

Samuel não o conhecia SENHOR, pois o SENHOR ainda não havia falado com ele.

Samuel voltou para a cama, resmungando.

Provavelmente Eli falara seu nome durante o sono.

Aí o SENHOR chamou Samuel pela segunda vez.

Ele se levantou, foi onde Eli estava e disse:

_ O senhor me chamou? Estou aqui.

_ Não, não lhe chamei.

Samuel voltou ainda mais indignado.

Já estava quase dormindo quando ouviu a voz outra vez:

_ Samuel! Vem cá!

Dessa vez o menino ficou nervoso, e foi batendo os pés até o quarto de Eli.

_ Senhor Eli, eu tenho muito trabalho pra fazer amanhã, preciso dormir.

_ Ei, calma! Eu te chamei…

_ Não me chamou?

_ Ei. Peraí. Será possível? Não, não, de jeito nenhum… É, mas… Hum…

_ Que foi, seu Eli?

Então Eli compreendeu que era o SENHOR quem estava chamando o menino;
  
_ Olha, vê vai dizer que eu tô gagá, mas eu acho que talvez seja Deus está lhe chamando.

_ Deus? O nosso Deus?

_ Faz o seguinte: Volte para a cama e, se ele chamar você outra vez, diga:

"Fala, ó SENHOR, pois o teu servo está escutando!"

E Samuel voltou para a cama.  

_ Hum. Tá bom.

Samuel voltou para sua cama, e não demorou para ouvir seu nome novamente:

Mas isso já é assunto para a próxima postagem...

Images

1 Samuel 2:27-36 - Deus través de um profeta, envia uma dura mensagem ao velho Eli!

                     
Deus través de um profeta, envia uma dura mensagem ao velho Eli!

1 Samuel 2:27-36

Vendo que a situação exigia interferência divina, Deus escolheu um profeta para que entregasse a seguinte mensagem a Eli...

_ Eu me revelei a Arão, seu antepassado, e escolhi vocês para serem meus sacerdotes, e para fazerem o meio de campo entre o Israel e eu. Você conhece a história, não preciso contar tudo aqui. Eu dei a vocês o direito de ficarem com uma parte dos sacrifícios que são oferecidos. O problema é que seus filhos têm os olhos maiores que a barriga, e comeriam um touro inteiro se conseguissem. Além do mais, você está sendo omisso. Por que você honra os seus filhos mais do que a mim, deixando que eles engordem, comendo a melhor parte de todos os sacrifícios que o meu povo me oferece?  No passado eu prometi que sua família serviria para sempre no sacerdócio, mas acho que vou mudar minha promessa. Chega. Eu respeito quem me respeita, e desprezo quem me despreza. Eu vou tirar a vida de todos os moços da sua família e da família do seu pai. Coisas muito boas vão acontecer em Israel, mas você vai passar por dificuldades, e nenhum homem de sua família chegará à velhice. Morrerão todos os homens da sua linhagem, e se algum sobreviver será apenas para envergonhá-lo. Hofni e Finéias morrerão no mesmo dia; isso será um sinal para você. Então eu escolherei para mim um sacerdote, um homem honrado que fará as coisas à minha maneira. Darei a ele descendentes que estarão sempre a serviço do rei que eu vou escolher. Quanto aos seus descendentes (se existirem), vão se curvar diante do rei para pedir dinheiro e comida, e virão aqui para implorar por algum trabalho.

Eli quis argumentar, dizer que tentou avisar os filhos, que não adiantara porque eles eram teimosos, blábláblá...

Mas o profeta tinha vindo só para trazer a mensagem, e não voltaria com qualquer desculpa que fosse...

Então Eli, já desanimado, sentou-se em sua cadeira para refletir no conteúdo da mensagem que acabava de receber.

A morte de seus filhos, familiares que não chegariam à velhice, a presença de um rei?

Com Deus não se brinca.

Grandes mudanças estavam para acontecer em Israel…

Em Cristo!

A seguir: Deus chama a Samuel por três vezes, mas ele pensa ser Eli...