Images

1 Samuel 22: 18-23 - Doegue, de cagueta a assassino do rei!


Doegue, de cagueta a assassino do rei!

1 Samuel 22: 18-23

Na postagem anteriores vimos que Saul, mandou seus homens matarem os sacerdotes de Deus.

No entanto, algo aconteceu que enfureceu mais ainda ao rei. 

Seus soldados, motivados pela pouca reverencia espiritual que ainda lhes restava, se recusaram a matar os sacerdotes. 

Vendo que os homens de Saul se recusavam a cumprir uma ordem do rei, Aimeleque sentiu um certo alívio momentâneo. 

Saul, como já foi dito, era louco mas não era bobo, percebendo que perto dele, tinha um que estava doidinho para cumprir uma ordem sua, não importava qual fosse...

Era homem da alta confiança do rei Saul, chefe de seus pastores (capataz)

Doegue significa; inseguro, ansioso. 

Ele presenciou quando o sumo sacerdote Aimeleque entregou a Davi os pães da proposição e a espada de Golias. 

Edomita servia como pastor principal do Rei Saul, um cargo de supervisão, de responsabilidade. 

Doegue entregou e inventou injúrias para que somente ele recebesse o prêmio prometido por Saul. 

O fofoqueiro quer tudo para si, todas as atenções, toda a Glória e se utiliza da maledicência para alcançar seus objetivos mesquinhos.

Sabendo disso, Saul repetiu a ordem, dessa vez para a pessoa certa:

_ DOEGUE! Mate os sacerdotes.

Feliz da vida, Doegue pegou sua espada e degolou sem pena Aimeleque, toda sua família e os demais sacerdotes. 

Os militares nada fizeram para impedir a louca e injusta ordem do Rei ensandecido

Não contente com isso, e querendo dar ao rei uma demonstração inquestionável de sua lealdade sanguinária, juntou alguns homens e foi até Nobe, cidade dos sacerdotes, matando ali tudo o que respirasse. 

O estrago causado pela fofoca de Doegue foi grande, foram ceifados as vidas de 385 pessoas dentre estas 85 sacerdotes. 

Por causa desta tragédia Davi escreveu o salmos 52. 

Abiatar, um dos filhos de Aimeleque porém, conseguiu escapar da carnificina, e correu para juntar-se a Davi no bosque de Herete. 


A fofoca causa fuga. 

Há muitas pessoas que fugiram da presença de Deus, e hoje estão escondidas por causa da fofoca.

Chegando lá, contou a ele sobre o massacre dos sacerdotes, e pediu proteção.

_ Fique calmo Abiatar. Aqui você estará seguro. Eu tenho culpa do que aconteceu. Naquele dia, quando vi Doegue lá, eu sabia que ele não deixaria de contar tudo a Saul. Mas agora é tarde para lamentar. O que importa é que agora estamos do mesmo lado: as mesmas pessoas que desejam minha morte agora desejam também a sua. Fique aqui comigo, e estará a salvo.

Abiatar foi mais um dos que se juntaram a Davi: seu grupo aumentava a cada dia que passava. 

No entanto, tendo o filho de Aimeleque consigo, Davi tinha um trunfo sobre Saul...

Agora o único representante da religião oficial estava a seu lado, o que seria crucial em breve.

Em Cristo!

A seguir:

Davi consulta a Deus sobre Queila!
Images

1 Samuel 22:12-17 - Aimeleque enfrenta a ira de Saul!


Aimeleque enfrenta a ira de Saul!

1 Samuel 22:12-17

Alguns dos soldados saíram e voltaram pouco tempo depois trazendo o sacerdote e toda sua família.

Então Saul perguntou ao profeta;

_ Aimeleque… Você é filho do finado sacerdote Aitube, não?

_ Sim, senhor.

_ Muito bem. E queria conversar com você, Aimeleque. E queria que você me ouvisse com atenção. Pode ser?

_ Claro, majestade, claro.

_ Muito bem, muito bem! Pois o negócio é o seguinte: passarinho me contou que você andou conspirando contra mim.

_ Como é que…

_ Não, não, deixa eu terminar: você e Davi, filho de Jessé, andaram tramando. Você deu a ele mantimentos e uma espada muito especial, e fez por ele uma consulta a Deus. É mentira, Aimeleque?

_ Não. Sim. Digo. Veja bem, majestade. Veja bem. Pelo que eu até então estava sabendo, Davi é o oficial mais fiel que o senhor tem! Ele é o seu próprio genro, capitão da sua guarda pessoal e muito respeitado por todas as autoridades do país. Ele precisava de comida, então dei uns pães pra ele. Tudo pão velho, sabe? Dei a espada de Golias também, é verdade. Mas, puxa, o que eu ia fazer com uma espada? Eu, sacerdote? Agora, um homem de confiança do rei passa pelo Tabernáculo, pede comida e uma arma, como é que eu vou recusar. O senhor percebe? Não faria o mesmo no meu lugar?

_ E a consulta, o que você tem a dizer?

_ Consulta? Ah, claro. A consulta. Aquela consulta. Ué, é praxe a gente consultar a vontade de Deus sempre que pedem. Será que esta foi a primeira vez que eu perguntei a Deus o que Davi devia fazer? Claro que não! O senhor não deve acusar a mim nem ninguém da minha família de estarmos fazendo planos contra o senhor. Não sei nada a respeito disso! 

_ Entendi, Aimeleque...

_ Que bom meu senhor.

_ Estou aqui pensando. Acho que você vai morrer.

_ COMO?

_ É. Vai morrer. Você e toda sua família. É, acho que é a melhor saída. Nada pessoal, você não me leve a mal, por favor.

_ MAS PELO AMOR DE DEUS, MAJESTADE!

_ Oras, não faça disso um episódio mais constrangedor do que já é. HOMENS! Matem os sacerdotes! Eles se juntaram com Davi e não me disseram que ele havia fugido, embora soubessem disso o tempo todo.

No entanto, algo aconteceu para enfurecer mais ainda ao rei...

Veremos isso na próxima postagem!

Em Cristo!

A seguir:

Doegue, de cagueta a assassino do rei!