Images

I Samuel 24:9-22 - Saul, perdoa momentaneamente a Davi!


Saul, perdoa momentaneamente a Davi!

I Samuel 24:9-22

David se prostra no chão, mostrando sua reverência por e submissão a Saul como o rei.

Ele apela para o rei a deixar de lado as coisas que outros já lhe disse, para ouvir suas palavras, para compará-los com as suas ações, e então julgar a sua culpa ou inocência para si mesmo.

Saul fica chocado ao ouvir seu nome sendo chamado. 

Ele mal pode acreditar, que é realmente David chamando por ele.

_ Ó meu Rei Saul, por que é que o senhor dá ouvidos às pessoas que dizem que eu quero prejudicá-lo? Veja bem, Deus o entregou a mim ali dentro da caverna. Alguns de meus homens queriam que eu o matasse, mas quem sou eu para levantar a mão contra aquele que foi ungido por Deus? 

_ Não acredito!

_ Pois então olhe para sua capa e verá que falta um pedaço. Aqui está! Eu cortei um pedaço da sua capa. Eu poderia ter matado, mas não o fiz. Quer prova maior do que isso? Eu sei muito bem que o senhor quer me matar, e mesmo assim resisti quando tive a oportunidade de matá-lo. Que Deus julgue quem de nós está errado, e me vingue por tudo o que o senhor me fez e faz, mas eu não levantarei um dedo contra o ungido do senhor. Mas quem sou eu para o senhor me perseguir dessa maneira meu rei? Eu não passo de um cachorro morto, uma pulga insignificante! 

Quanto mais Davi falava, mais admirado Saul ficava. 

Quando conseguiu falar, foi gaguejando:

_ D-Davi? É você m-mesmo, meu filho? 

E começou a chorar como doido.

_ Ah, Davi! Você está certo, claro, e eu estou errado! Você pagou com o bem todo o mal que eu tenho lhe feito. Quem é que, tendo a oportunidade de pegar seu inimigo, o deixa ir embora são e salvo? 

Pela primeira vez registrado nas Escrituras, Saul é proprietária até a verdade. 

_ Só você mesmo, meu filho, só você mesmo! Que Deus o abençoe pelo que fez hoje. Agora eu sei que você será rei de Israel, e que terá um reinado próspero e justo. Mas, por favor, jure em nome de Deus que não acabará com meus descendentes, e assim o meu nome não será esquecido.

_ Juro, majestade.

A ironia do pedido de Saul é que este assunto já foi cuidado na aliança entre Davi e Jônatas (1 Samuel 20: 14-17 , 41-42). 

_ Ah, meu filho, muito obrigado! Você volta comigo?

_ Não agora, majestade. Não leve a mal.

_ Compreendo. Até logo, Davi.

_ Até logo, majestade.

David poderia pensar provavelmente que seus problemas com Saul haviam terminado, mas ele não é tolo. 

Saul já se arrependeu antes (ver 19: 1-7), mas não durou muito tempo. 

Esta é verdadeiramente uma história incrível. 

Quem poderia ter pensado que "o chamado da necessidade fisiológica" resultaria na separação pacífica de David e Saul em tal ocasião? 

Deus é soberano.

Ele está no controle absoluto de todas as coisas, e "todas as coisas" inclui coisas tão básicas como o "chamado da natureza". 

Deus é capaz de empregar "natureza" para alcançar Seus propósitos. 

Que Deus maravilhoso nós servimos!

Os dois se despediram cordialmente, Saul voltou para Gibeá, e Davi para sua fortaleza. 

Tudo parecia estar bem. 

Mas só parecia…

Saul era maluco, e é bom que não nos esqueçamos disso.

Em Cristo!

A seguir:

A morte de Samuel


Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails