Images

1 Samuel 25: 36-44 - O egoísta Nabal e a sábia Abigail


O egoísta Nabal e a sábia 

1 Samuel 25: 36-44

Abigail chegou em casa querendo dizer a Nabal o que acontecera, mas o marido estava comendo como um rei e bebendo como um gambá, então preferiu deixar para depois. 

Completamente alheio à estupidez de suas ações, e quão perto ele havia chegado até a morte, Nabal está festejando como um rei em sua casa quando Abigail retorna. 

Ele está muito alegre no coração, o que provavelmente só acontece quando ele está bêbado, como agora. 

Sabiamente, Abigail não diz nada ao marido sobre os acontecimentos do dia no momento. 
Nabal representa muito do que há de pior em homens. 

Nabal é arrogante e auto suficiente. 

Ele não estima a sabedoria e não ouvirá aqueles que poderiam poupá-lo muito problema, e até mesmo salvar sua vida. 

Ele não aprecia sua esposa e a sabedoria que Deus lhe deu para ela. 

Ele acha que sua riqueza é a medida de um homem, e, assim, ele sente que não precisa de ninguém além de si mesmo. 

Ele é o homem que é completamente alheio à destruição que se avizinha. 

Nabal é o homem no seu pior estado. 

Nabal é um homem desesperadamente precisando de graça, mas completamente confiante de que ele pode fazê-lo por conta própria força. Nabal é um homem destinado para a morte.

Pela manhã do dia seguinte Nabal acorda com uma tremenda ressaca, mas de mente mais clara, e agora sim Abigail o informa de tudo o que aconteceu no dia anterior. 

Assustado diante do relato, seu rosto fica vermelho e inchado, a medida que começa a compreender a magnitude de sua loucura e insensatez. 

Ele então misteriosamente paralisado de medo. 

Depois desse dia, Nabal nunca mais foi o mesmo e com o passar dos dias adoeceu e dez dias depois,aconteceu que o Senhor feriu a Nabal e ele morreu.

Alguns dias depois chega a Davi a notícia de que Nabal está morto.

David responde a Deus com admiração e gratidão. 

Ele louva a Deus por ter pleiteado por sua causa e removido o orgulho de Nabal. 

Ele declara que Deus realmente o impediu de fazer um mal.

Ele vê o quão melhor é ter deixado a vingança com Deus. 

O Senhor julgou  Nabal, não Davi o fez. 

Essa é a forma como deveria ser, e tudo isso devido à sabedoria de uma mulher, Abigail.
Não demorou muito mensageiros de Davi chegaram a porta da casa de Abigail. 

Eles levam a ela uma mensagem simples. 

Não é bem uma proposta de casamento, soa mais como uma convocação de um futuro rei : 
_ Davi nos mandou a você para levá-lo como sua esposa. 

Abigail leu a mensagem e corou. 

Não havia nada que ela quisesse mais. 

Porém, conhecendo muito bem as regras sociais da época e do lugar, apenas se ajoelhou na frente dos mensageiros, humildemente:

_ Eu sou escrava de Davi. Posso lavar os pés de seus empregados.

Ela não olha para si mesma como rainha de Davi, mas como a sua serva, que terá todo o prazer lavar os pés de seus servos. 

Ela se levanta, e acompanhada por cinco de suas criadas, segue os homens de Davi para o seu lugar de esconderijo, onde ela se torna sua esposa.

Os versos finais deste capítulo nos informam que Abigail é a segunda esposa de David. 

Tendo dito isso, acompanhou os homens até seu acampamento, indo morar com Davi. 

O filho de Jessé já havia se casado com uma certa Ainoã, da cidade de Jezreel, e tinha agora duas esposas. 

Teria três, na verdade, mas Saul já entregara sua filha, Mical, a um tal Palti. 

Era a segunda vez que Saul tirava de Davi uma filha sua. 

Como se Davi já não tivesse motivos suficientes para odiar o rei.

A seguir: I Samuel 26: 1-11 - Davi em uma missão impossível!

   

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails