Images

I Samuel 29 - Davi não é aceito na batalha ao lado dos Filisteus


Davi não é aceito na batalha ao lado dos Filisteus

I Samuel 29

Enquanto Saul nitidamente abalado seguia o caminho de volta ao monte Gilboa sob o peso dos agouros lançados pelo espírito de Samuel, os filisteus preparavam sua primeira movimentação estratégica, saindo de Suném e indo para Afeque, pouco mais ao sul.

Quando o rei chegou, seus comandantes sugeriram que os batalhões israelitas marchassem para o vale de Jezreel, bloqueando assim o avanço inimigo.

Melancólico, Saul apenas fez um aceno vago com a mão, aprovando o deslocamento, e foi para sua tenda lamber suas feridas de alma

Sabia que nenhuma estratégia mirabolante seria suficiente para salvá-lo e a seus filhos.

Enquanto isso, assim que souberam que os israelitas estavam acampados em Jezreel, os cinco governadores filisteus reuniram-se e decidiram que esse era o momento ideal para um ataque rápido e letal contra os israelitas.

Tomada a decisão, começaram logo a marchar. Na retaguarda, junto a Aquis, rei de Gate, iam Davi e seus soldados, dissidentes de Israel.

Os outros reis filisteus ao ver Davi entre eles não gostaram e foram falar com Aquis:

_ Dá para explicar a presença desses hebreus aqui?

_ Esse é Davi, homem da minha maior confiança.

_ Mas é um Israelita, ficou maluco?

_ É israelita, sim, mas desde que se rebelou contra Saul eu nunca soube de nada que o desabonasse.

_ Não interessa, Aquis! Manda esse circunciso de volta lá pra Ziclague. O cara é hebreu, e está com problemas com o rei dele. Existe jeito melhor dele se reconciliar com Saul do que entregando a ele algumas cabeças de filisteus?

_ É faz sentido…

_ Além do mais, não era sobre ele aquela musiquinha famosa lá das hebréias, falando que Saul matou mil; Davi matou dez mil?

_ Tá bom, eu falo com ele.

Aquis esperou que os quatro saíssem de sua tenda, então mandou chamar Davi.

_ Davi, juro por seu Deus,que confio muito mais em você do que em qualquer outra pessoa.

_ Sei disso, majestade, e fico muito grato.

_ Pois é. Você é um homem correto, honesto, trabalhador, corajoso, essa coisa toda. Não encontrei nada de errado em você, desde o dia em que chegou até hoje. Mas isso não basta aos outros reis, sabe?

_ É? Por que não?

_ Ficam desconfiados, por você ser israelita, entende?

_ Entendo… Mas e então?

_ Bom, Davi, eu vou ter que pedir a você que reúna seus homens e volte para Ziclague. Você não vai poder ir à batalha com a gente. Volte para sua região e não faça nada que desagrade aos outros governadores filisteus.

Davi, que estava há semanas mal dormia tentando imaginar como escaparia dessa situação complicadíssima contra seus compatriotas, fez o possível para disfarçar o imenso alívio que lhe trazia a ordem de última hora.

_ O que foi que eu fiz de errado? Você não encontrou em mim nenhuma falta desde o dia em que comecei a trabalhar para você. Então por que não posso ir com você, que é o meu patrão e o meu rei, para lutar contra os seus inimigos?

_ Não, Davi! Eu sei disso e o considero tão fiel quanto um anjo de Deus. Mas os comandantes disseram que você não pode ir lutar conosco. Portanto, amanhã de manhã, você e os outros que abandonaram Saul e passaram para o meu lado, levantem-se bem cedo e vão embora logo que amanhecer.

_ Bom, se não há outro jeito, obedeço.

_ Sabia que você compreenderia, Davi.

Quase saltitando de alegria, Davi saiu da tenda de Aquis e foi dar a boa notícia a seus homens.

Na madrugada seguinte eles partiram de volta para Ziclague, enquanto os filisteus subiam a Jezreel para atacar Saul.

Em Cristo!

A seguir: O massacre em Ziclague


Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Escritor, Autor do Livro “Empreendedor Gourmet”, Professional e Self Coach, Leader Coach, Analista Comportamental pela Coaching Assessment. Líder de Jovens e adolescentes, pregador, professor e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails