Gênesis 12:3-5 - Abraão chega em Canaã pela primeira vez


Abraão chega em Canaã pela primeira vez

Gênesis 12:3-5

Leia a postagem anterior

V-3.
Deus prometeu Abraão uma amizade especial. Iria abençoar os que o abençoarem e amaldiçoar os que os amaldiçoarem.

A bênção que lhe foi concedida um dia uniria às famílias divididas da terra, e mudaria a temível maldição pronunciada sobre a terra, devido ao pecado, transformando-a numa bênção para todos os seres humanos.

Essa incrível promessa foi cumprida no Messias que veio da linhagem de Abrão. A bênção de Deus para Abrão não foi para seu próprio bem, nem pelo bem da nação judaica por vir. Foi para o mundo inteiro, para todas as famílias da terra através de Jesus Cristo.

V-4.
Então Abraão aos setenta e cinco anos, obedeceu ao apelo do Senhor, sem reclamar das condições que teria que enfrentar após sua partida.

Abrão como um ser humano pecador, obedeceu a Deus parcialmente mais uma vez. Deus ordenou que ele deixasse sua parentela (Gênesis 12:1), mas ele trouxe uma parte da parentela, seu sobrinho Ló. Ló não seria uma bênção para Abrão. Ele não passaria de problemas e inconvenientes em um futuro próximo.

Será apenas uma questão de tempo até que Abraão estivesse envolvido em uma guerra para resgatar Ló; e, além disso, com o tempo, Ló se estabelecerá em Sodoma, trazendo mais problemas.

V-5.
Como vimos nas postagens anteriores, Abrão deixou Ur dos caldeus com seu pai e seu sobrinho Ló, parando em Harã por tempo suficiente para adquirir muitas posses e pessoas.

Saindo da região de Harã, a grande caravana foi movendo-se lentamente para o sul, esta viagem lhe significou uns 720 km.

Abrão entrou em Canaã  como um estrangeiro, para viver em uma terra povoada por tribos que foram colocadas em violência e pecado (Gênesis 34:1-5), mas que se tornariam ainda piores (Gênesis 15:16)

A terra de Canaã incluía a Palestina, a Fenícia e a Síria meridional (Gênesis 10:19).

Abraão se estabeleceu na parte meridional de Canaã - Nas cidades de Siquem, Hebron e Gerar. Este foi o primeiro ponto de parada de Abrão em Canaã.

Abraão era um homem próspero, sua riqueza consistia principalmente em grandes rebanhos de gado e manadas de ovelhas.

Mas sua prosperidade de nenhuma maneira foi um obstáculo para sua vida de comunhão com Deus.

É verdade que com freqüência a riqueza se torna um obstáculo na vida de quem a possui de tornar-se qualificado para o reino de Deus

Quando uma pessoa próspera financeiramente se apresenta como vaso nas mãos de Deus, e usa a riqueza que lhe foi confiada para a honra de Deus e para o seu reino, então a riqueza é uma bênção e não uma maldição.

Em Cristo;

A seguir: Abraão acampa em Canaã

1/Postar um comentário/Comentários

  1. O seu valor para Deus não é medido pela conta bancária e nem por bens e imóveis, e sim pelas verdades do seu coração.Se elas se unem ao coração de Deus tudo que é seu será para honra e gloria do Senhor, é uma coisa que ocorre naturalmente, fruto da comunhão com o Espirito Santo.
    Conheço mendigos que são mais arrogantes do que o presidente Buch.
    "Dei-lhe poder e saberas que ele é"

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem