Gênesis 13:1-4 - Abraão volta a ter verdadeira comunhão com Deus, após sua fé falhar!



Abraão volta a ter verdadeira comunhão com Deus, após sua fé falhar!

Leia a postagem anterior

Gênesis 13:1-4 

V-1.
A vida de Abraão foi marcada por uma série de altos e baixos. Ele realmente foi um homem de uma fé extraordinária, e como todo homem de Deus, também passou por períodos de declínio espiritual.

Após o vexame do capítulo 12, veremos ele voltar a brilhar novamente para Deus no capítulo 13 de Gênesis.

E pela misericórdia de Deus, Abraão voltou a salvo do Egito com sua esposa, sua família e suas posses.

A menção de que Ló voltou com Abraão já nos prepara para o relato seguinte das relações de Ló e seu tio Abraão, como veremos na próxima postagem. Futuros problemas à vista.

Embora não tenha sido mencionado, Ló esteve no Egito, beneficiando-se das regalias que Abrão recebeu, e adquirindo um gosto por vales luxuriantes, como a terra do Egito).

Embora Abrão voltasse do Egito com grandes riquezas, ele voltou ao mesmo lugar de antes. Ele estava de volta onde começou. O posicionamento estratégico desta declaração traz à vista a vasta riqueza que o faraó havia dado a Abrão como dote para Sarai.

Essencialmente, o tempo de Abrão no Egito foi desperdiçado. Deus poderia ter e teria suprido suas necessidades em Canaã, mesmo em tempos de fome (Gênesis 12:10).

V-2.
Abrão era muito rico; tinha gado, prata e ouro.

Pela primeira vez a Bíblia menciona a prata e o ouro como metais preciosos e sua posse como um sinal de riqueza.

Tutankhamon em Ouro maciço
Abraão já tinha pratas quando saiu da Mesopotâmia, país rico nesse metal; mas provavelmente conseguiu ouro no Egito, o país mais rico em minas de ouro da antigüidade.

V-3-4.
O escritor Moisés faz ressaltar o regresso de Abraão a um lugar onde primeiro estivera sua tenda e onde havia celebrado um culto público.

Lá Abrão invocou o nome do SENHOR novamente, no altar que havia construído.

Quando ele foi para o Egito, estava confiando em sua própria sabedoria. Cada passo de descrença o envolveu em maiores dificuldades.

Depois de ser castigado e lembrado da habilidade de Deus em cuidar de Seus filhos, ele retornou ao lugar onde havia abandonado a Deus, e então começou novamente a ter comunhão com Ele.

Este homem é um grande exemplo para nós. Embora Abrão tenha tropeçado e caído, ele volta para Deus.

Assim como sempre há um caminho de volta ao altar para Abrão, também existe um caminho para todo aquele que deseja retornar a Deus, pois Seus braços estão sempre abertos para recebê-lo.

Abrão escolheu duvidar da presença e do poder de Deus diante de uma fome. Suas ações foram aquelas que mostraram que ele estava disposto a sacrificar o princípio pela autopreservação.

Apesar do fracasso da fé de Abrão, Deus o preservou e até prosperou. Por fim, Deus trouxe Abrão ao lugar que ele deveria estar.

Esse princípio da fidelidade de Deus diante de nosso fracasso também se aplica a nós hoje: “Se somos infiéis, Ele permanece fiel; pois ele não pode negar a si mesmo ”( II Timóteo 2:13).

Aqui está a beleza da eleição divina. Deus finalmente nos escolheu para sermos Seus filhos. (Isso se aplica, é claro, apenas àqueles que crêem em Cristo para a salvação eterna.)

Assim como Ele nos salvou apesar de nós mesmos, também nos santifica apesar de nós mesmos.

Nossa segurança eterna, nossa salvação, nossa santificação repousa na Sua fidelidade, não na nossa.

Aqui está um grande conforto para aqueles cuja fé falhará.

3/Postar um comentário/Comentários

  1. GOSTO DE LER O ANTIGO TESTAMENTO POIS ELE NOS MOSTRA BEM O RELACIONAMENTO DE DEUS COM O HOMEN. DEUS INTERAGE E CONSTROI UMA HISTÓRIA COM CADA PERSONAGEM.ELE NÃO ESPERA QUE FULANO SE COMPORTE COMO SICLANO, APENAS ESPERA QUE CADA UM PROCURE TER A SUA HISTORIA, EM PARTICULAR, COM ELE.
    DEUS QUER RELACIONAMENTO DIARIO PARA PODER CONTRUIR COM VC INTIMIDADE, DEUS JÁ O AMA AGORA É VC QUE TEM QUE APRENDER A AMA-LO.

    ResponderExcluir
  2. E MESMO ASSIM, AINDA NA CORRERIA DO NOSSO DIA A DIA, TEIMAMOS EM ESQUECÊ-LO!

    ResponderExcluir
  3. DEUS NUNCA NOS DEIXA, NÓS É QUE NOS AFASTAMOS DELE E POR MAIS BURRADAS QUE VIERMOS A FAZER ELE SEMPRE ESTARÁ DISPOSTO A SE RECONCILIAR CONOSCO BASTA QUE NOS ARREPENDAMOS. ELE É MISERICORDIOSO!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem