Gênesis 18:28-33


Abraão intercede por Sodoma

V-28-33.
Veremos nesta postagem que Abraão continua apresentando a defesa de Sodoma com impressionante habilidade e tato oriental.

Seu primeiro cálculo hipotético do número de sodomitas piedosos foi, a propósito, o suficientemente para provocar uma resposta favorável.

No entanto, compreendendo que esse número provavelmente era muito alto para uma cidade perdida como aquela, outra vez mostrou extraordinária inteligência e diplomacia.

O que nos impressiona é ver o Deus todo Poderoso dar ouvidos desta forma a Abraão, mesmo sabendo onde ele queria chegar.

Parecia um pai brincando com seu filho.

E é isso que Deus quer que façamos. Que gastemos tempo com ele.

Animado pelas contínuas respostas bondosas de Deus, gradualmente se fez mais audaz, diminuindo o número de pessoas justas que, em sua opinião, seriam suficientes para salvar a cidade.

_ Veja bem Senhor; Pode acontecer que haja apenas quarenta e cinco pessoas direitas e não cinquenta.

_ Destruirás mesmo assim a cidade por causa de uma diferença de cinco pessoas?

Deus respondeu:
_ Está bem Abraão, se eu achar quarenta e cinco, não destruirei a cidade.

Abraão continuou:
_ Más... E se houver somente quarenta bons?

Deus respondeu.
_ Por amor a esses quarenta, não destruirei a cidade.

Abraão já preocupado com tanta insistência, disse com reverencia:
_ Não fiques zangado comigo Senhor, por eu continuar a falar, más apenas me diga o seguinte...
_ E se houver só trinta?

Com infinita paciência Deus respondeu:
_ Se houver trinta, eu perdoarei a cidade.

Abraão não estava pedindo o perdão incondicional da cidade, senão só sua preservação sob certas condições.

Com coragem propícia dos orientais, Abraão tornou a insistir:
_ Estou sendo atrevido né? Mas me perdoa Senhor.
_ Suponhamos que tenha somente... Vinte, vinte?

Como se estivesse brincando com uma criancinha, o Senhor responde;
_ Por amor a esses vinte, não destruirei a cidade.

Finalmente Abraão disse:
_ Olha, não fiques zangado Senhor, pois esta é a última vez que vou falar.
_ E se houver só dez, só dezinho?

Deus respondeu;
_ Por causa desses dez, não destruirei a cidade.

Seria apressado especular quanto ao que teria acontecido se Abraão tivesse continuado e tivesse reduzido o número a menos de dez.

Más provavelmente, Abraão pensou que era seguro deixar o número assim.

E a misericórdia divina aceitou a interseção de Abraão sem exigências.

Quando o SENHOR Deus acabou de falar com Abraão, ele foi embora, e Abraão voltou para casa satisfeito pelo momento de extrema comunhão com Deus.

Em Cristo;

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

2 comentários:

  1. Abraão demonstrou grande compaixão. A compaixão é um ingrediente básico da oração intercessora

    ResponderExcluir
  2. GOSTEI DO NOVO VISUAL!!!

    ResponderExcluir



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores