Gênesis 22:11-19

Deus provê a Abraão!

V-11.
Abraão, empunhando um cutelo faz o movimento para finalmente sacrificar a Isaque.

Mas nesse instante, lá do céu, o Anjo do SENHOR o chamou, dizendo:
- Abraão! Abraão!

_ Estou aqui - respondeu ele.

V-12.
O Anjo do Senhor disse:
_ Não machuque o menino e não lhe faça nenhum mal.

O patriarca tinha demonstrado amplamente sua fé e obediência e tinha satisfeito plenamente os requisitos de seu Deus.

_ Agora sei que você teme a Deus, pois não me negou o seu filho, o seu único filho.

Deus não desejava a morte de Isaque.

Na realidade, não tinha interesse em nenhuma oferenda que implicasse um sacrifício como esse.

Deus sempre desejou a obediência voluntária de seus servos.

V-13.
Abraão olhou em volta e surpreendentemente viu um carneiro preso pelos chifres, no meio de uma moita.

Ao descobrir o carneiro aceitou como um sinal adicional da providência de Deus.

Abraão não precisou esperar instruções de Deus a respeito do que tinha que fazer com ele.

Pegou o carneiro e o ofereceu como sacrifício em lugar do seu filho.

No versículo 08 Abraão tinha dito que Deus proveria.

Eles não tinham trazido em vão a lenha o fogo e a faca, nem haviam preparado o altar inutilmente.

V-14.
É por isso que até hoje o povo diz: "Na sua montanha o SENHOR Deus dá o que é preciso."



Lembrando agora suas próprias palavras proféticas dirigidas a Isaque, Abraão chamou o lugar Jehová-jireh, "Deus proverá".

Foi perto deste morro que os dirigentes judeus, em sua dureza, rejeitaram ao verdadeiro Cordeiro de Deus.


V-15,16.

Após o carneiro ter sido oferecido, mais uma vez o Anjo do SENHOR, lá do céu, chamou Abraão e disse:

_ Porque você fez isso e não me negou o seu filho, o seu único filho, eu juro pelo meu próprio nome - diz Deus, o SENHOR - que abençoarei você ricamente.

Esta foi à última revelação divina a Abraão que se tem registro na Bíblia.

Deus aceitou sua lealdade e obediência e reafirmou as promessas feitas com tanta freqüência em ocasiões anteriores.

V-17-19.
_ Farei com que os seus descendentes sejam tão numerosos como as estrelas do céu ou os grãos de areia da praia do mar; e eles vencerão os inimigos

Esta é entre as promessas dadas a Abraão, a única que faz referência aos "inimigos" sobre os quais triunfaria sua descendência.

Provavelmente esta é uma predição de que seus descendentes seriam vitoriosos sobre seus inimigos na futura conquista de Canaã.

_ Por meio dos seus descendentes eu abençoarei todas as nações do mundo, pois você fez o que eu mandei.

Abraão feliz e aliviado como nunca, voltou para o lugar onde estavam os seus empregados, e foram todos juntos para Berseba, onde Abraão ficou morando.

Abraão creu na palavra de Deus, e foi obediente ao ponto de provar a todos os que testemunharam suas ações, inclusive nós que lemos a Bíblia, que ele sacrificaria seu filho amado, Isaque, se Deus assim o requeresse.

Abraão foi justificado pela sua fé, mas teve que provar que tinha essa fé.

Em Cristo;

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores