Gênesis 30:25-31


A proposta de Jacó

V- 25,26.
Até este ponto, Deus havia dado a Jacó uma família, onze filhos e uma filha.

Mas ele era pobre, pois todo o seu trabalho havia sido feito exclusivamente para ganhar suas duas esposas: não havia recebido recompensa material em forma de salário ou bens.

Mesmo tendo sido enganado por Labão, ele honestamente cumpriu com sua parte do acordo.
Terminada a sua obrigação, Jacó se dispôs a voltar para o seu lugar e a sua terra, que era Canaã.

Então quando nasceu José, procurou a Labão e pediu a permissão para voltar a Canaã.

_ Tio, vim aqui pra me despedir. Deixe-me voltar para a minha terra. Dê-me os meus filhos e as minhas mulheres, que eu ganhei trabalhando para o senhor, e eu irei embora. O senhor sabe muito bem quanto eu o tenho servido.

Ele nada pediu de Labão a não ser permissão para ir embora, levando apenas sua família.

Ele confiava na promessa de Deus, que estaria com ele e lhe daria prosperidade.

V-27
Mas Labão não estava disposto a perder um homem tão valioso e, no entanto, não encontrava uma estratégia para prendê-lo consigo por mais tempo.

Labão respondeu:
_ Mas Jacó! Que que é isso, rapaz? Fica aqui comigo. Sabe, resolvi consultar alguns adivinhos e fiquei sabendo que Deus está me abençoando por causa de você.
V-28.
_ Diga quanto quer ganhar, que eu pagarei.

Por trás de Labão estava o maligno tratando de atrapalhar os planos de Deus ao impedir que Jacó voltasse à terra prometida.

V-29,30
Então Jacó disse:

_ O senhor sabe como tenho trabalhado e como tenho cuidado dos seus animais. Antes de eu chegar, o senhor tinha pouco, mas depois tudo aumentou muito. E Deus tem abençoado o senhor em todos os lugares por onde eu tenho andado. Mas agora preciso cuidar da minha própria família.

V-31.
- Quanto você quer que eu lhe pague? - insistiu Labão.

Quando Labão repetiu sua oferta, indicando sua decisão de cumpri-la, Jacó lhe propôs as condições com as quais estaria disposto a ficar;

_ Não quero salário. Eu continuarei a cuidar das suas ovelhas se o senhor concordar com a proposta que vou lhe fazer.

Em quatorze anos trabalhando para Labão, Jacó já o conhecia muito bem. Se aceitasse algum pagamento em dinheiro ele sabia que seu tio, daria um jeito de lhe roubar.

A proposta de Jacó, veremos na próssima postagem.

Em Cristo;

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

3 comentários:

  1. Jacó permaneceu em Padã-Arã por mais de vinte anos antes que Deus o chamou. É necessário paciência para aprender a vontade de Deus. Nós estamos sempre com pressa, porém Deus trabalha mais lentamente do que imaginamos. Ele também não nos dá uma direção específica a respeito de determinados assuntos, até que venhamos a ter a necessidade disso. O silencio de Deus durante certo período, é normalmente uma verdadeira prova para a fé.

    ResponderExcluir
  2. Deus se esqueceu das fórmulas mágicas de milagres ou isso nunca aconteceu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em 2018 temos superstições materializadas em jornais sérios, vide horóscopo...imagine 40 séculos atrás ...cap 31.9 responde sua pergunta. Jacó era pouco instruído e cria nas crendices locais ...mas enxergou em Deus a origem real de suas bênçãos .

      Excluir



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores