Números 11: 1-3 - A primeira reclamação

A primeira reclamação

O povo de Israel já havia deixado o Sinai e a caminhada mal havia começado, e já se mostrava a dura realidade de enfrentar um deserto seco e quente durante o dia e úmido e frio durante a noite.

Desacostumados com as fadigas de uma viagem como esta, se viam vagando nas profundezas de um deserto menos montanhoso, mas muito mais sombrio e desolado do que o do Sinai.

Sem qualquer perspectiva de ver o país rico que havia sido prometido, eles caíram em um estado de insatisfação veemente, que foi ventilada a uma jornada cansativa e aparentemente infrutífera.

Como você verá daqui pra frente, quando surgirem os problemas, o povo se queixará.

Nisto pecaram, e sua experiência nos trará lições importantes.

Enquanto caminhavam, olhavam o deserto enorme com extremo pessimismo.

Em suas murmurações diziam que o deserto parecia uma armadilha de morte.

Aterrorizados por sua própria imaginação, começaram a predizer toda sorte de mal que ali lhes aconteceriam.

Sempre que o povo se queixava, a Glória do SENHOR aparecia.

E foi o que aconteceu...

Quando Deus os ouviu, a sua ira acendeu-se...

O desagrado de Deus se manifestou contra os autores da murmuração pelo fogo enviado de uma maneira extraordinária.

O fogo vindo da parte do Senhor atingiu algumas extremidades do acampamento, começando um incêndio.

Não sabemos se o fogo do SENHOR consumiu somente algum material que se encontrava em volta do arraial, ou se também atingiu pessoas.

Mas é digno de nota, no entanto, que o descontentamento parece ter sido apenas nas extremidades do campo, onde, com toda a probabilidade, "uma multidão mista" tinha seu espaço, pois não faziam parte de nenhuma das tribos.

Por ocasião deste episódio, colocaram o nome do local de Taberá, que significa queimada.

O susto serviu para todos aprenderem que Deus não se agradava das suas reclamações.

Podemos estar certos que Ele também se desagrada com muitos cristãos que vivem criticando e reclamando hoje em dia.

Estão sempre achando defeitos, e nada os satisfaz.

Você conhece gente assim?

Deixa pra lá...

Apavorados, foram correndo pedir ajuda a Moisés...

Como Moisés era um grande homem de oração, estava sempre pronto para interceder por outros.

Então Moisés foi conversar com Deus e sua intercessão resultou no fim do incêndio.

De qualquer forma foi um aviso, e por ter se extinguido quando Moisés orou pelo povo, ficou claro que era de origem divina.

Bom, depois dessa, era de se esperar que o povo e a turma de estrangeiros parassem de reclamar, né?

Mas não foi o que aconteceu...

Aliás, estes estrangeiros, mestiços de israelitas com egípcios, vão aprontar na próxima postagem...

Até lá!

Em Cristo!

A seguir: O povo reclama do maná.


Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores