Números 22: 22-27 - A jumenta e o profeta teimoso.


A jumenta e o profeta teimoso.

Números 22: 22-27

A encantadora ingenuidade desta história esconde um brilho de composição literária e grande profundidade de reflexão teológica.

A narrativa é em um só tempo engraçada e terrivelmente séria.

A estupidez e teimosia dos personagens humanos são acentuadas pelo comportamento civilizado da pobre mula.

Conforme vimos no último capítulo, no fim das contas Deus autorizou a Balaão que fosse com os moabitas.

Balaão levantou-se pela manhã, pôs a sela sobre a sua jumenta e partiu a fim de alcançar os líderes de Moabe.

Mas como era de se esperar, o Senhor não deixaria barato sua insistencia.

Como assim?

No versículo 12 Deus deixou claro sua vontade a Balaão...

No versículo 20 o Senhor lhe permitiu que fosse. Esta foi uma instrução meramente permissiva, baseada não na vontade de Deus, mas na própria vontade de Balaão. Se o profeta tivesse desejado cumprir a vontade de Deus, as palavras registradas no versículo 12 teriam definido o assunto. Mas quando um homem é rebelde de coração, Deus pode permitir-lhe seguir seus desejos e sofrer as conseqüências.

Ele havia escolhido fazer o que ele próprio desejava, para o seu próprio proveito, amando o prêmio da injustiça.

É o que acontece com os falsos profetas (2 Pedro 2:15-16). Infelizmente muitos líderes cristãos hoje em dia, bem como entidades que se consideram evangélicas, também são motivados pela recompensa financeira sobre tudo.

Mas, continuando a história...

Balaão ia montado no lombo da jumenta e seus dois servos o acompanhavam.

Então um anjo empunhando uma espada, postou-se no meio do caminho.

Balaão não viu nada, claro, mas a pobre jumenta assustou-se e saiu da estrada, enfiando-se numa plantação.

Aqui se desvenda a sua cegueira espiritual e sua impotência. Ele não consegue ver o anjo do Senhor, embora sua mula consiga...

A saída da estrada causou um tranco que assustou Balaão. O profeta ficou revoltado:

_ Ô jumenta burra! Quem foi que mandou você sair da estrada? Quem foi?

O Senhor abriu somente os olhos da jumenta, como lhe abriria a boca dela pouco depois.

E deu várias bordoadas na pobre coitada que, abdicada como é da sua natureza, voltou para a estrada sem rezingar.

O anjo ficou em pé num ponto do caminho entre duas plantações de uvas, que tinha um muro de cada lado.

A jumenta, mais uma vez assustada pelo anjo, começou a andar rente ao muro para tentar desviar-se dele.

Balaão, sentindo a perna prensada contra o muro, assustou-se de novo, e ficou mais furioso ainda.

Desmontou da jumenta e começou a falar mal e bater na pobre coitada novamente;

_ Ô jumenta desgramada! Viu o que você fez? Agora vai apanhar!

Balaão montou de novo e prosseguiu viagem ainda resmungando contra a jumenta.

O anjo, por sua vez, havia se colocado numa parte estreita do caminho, por onde só passava mesmo a jumenta.

Ao ver o anjo pela terceira vez, a jumenta não sabendo mais o que fazer, desiste e deita-se no chão.

Este animal proverbial pela sua teimosia e passividade, demonstra ter mais percepção espiritual do que o super profeta da mesopotâmia a quem Balaque está preparado para contratar.

Balaque deveria é ter contratado a jumenta...

Balaão saiu do sério de vez, acreditando na teimosia da jumenta, começou a bater nela com a sua vara.

_ Ô jumenta miserável! Você é muito teimosa? Perdi a minha paciência de profeta contigo! Agora vai apanhar mais!

Então para o nosso assombro, de Balaão e da própria jumenta, ela fala...

Em Cristo!

A seguir: A jumenta solta o verbo.

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

13 comentários:

  1. kkk viaja na maionese.... acrescentou coisas na palavra, mas pera ai... segundo a palavra de Deus isso não é errado? a já sei vc está conjecturando... nome chic pra quem não cumpre o que Deus disse pra não fazer.

    ResponderExcluir
  2. não precisa postar meu comentário... vc é uma leitor, e eu escrevi pra vc mesmo... haa o seu site ta muto bacana, light clin bem legal mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Olá Paulo!
    O objetivo deste blogue não é transcrever a palavra de Deus. Para isso já temos centenas de sites com Bíblias online. Meu objetivo é tentar explicar a Bíblia na linguagem que ensino as pessoas para que fique fácil o entendimento. Para isso uso mão de algumas técnicas. Eu gosto de contar histórias. É isso que faço. Não tenho nenhuma pretensão de fazer deste trabalho uma transcrição da Bíblia. Se você for mais abaixo nesta página, vai ver o Manual de Instrução. Ali sugiro que a pessoa antes de ler o artigo, leia a Bíblia. Sei que ao contar histórias as vezes acabamos exagerando nas interpretações, mas se isso servir para guardar a passagem com mais facilidade na memória, já me dou por satisfeito.

    ResponderExcluir
  4. Gostei...me ajudou com o q eu precisava!!! 😊☺✌

    ResponderExcluir
  5. Gostei...me ajudou com o q eu precisava!!! 😊☺✌

    ResponderExcluir
  6. Muito bom irmão continue seu trabalho!👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, me ajudou muito também. Entendi o propósito do blog. Muito bem.

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito dessa explicação. Muito grata!

    ResponderExcluir
  9. Gostei, ajudou no meu esboço... Grato

    ResponderExcluir
  10. Muito bom irmão continue ensinando a palavra👏👏

    ResponderExcluir
  11. Me serve muito pra complementar minha compreensão, Deus abençoe meu amado irmão.

    ResponderExcluir



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores