O livro de Rute – Introdução




O livro de Rute – Introdução 


O próximo livro da Bíblia conta a história de Rute, uma moça moabita que, tendo se casado com um israelita, tornou-se ela também israelita e veio a ser bisavó do rei Davi. 

O livro tem apenas quatro capítulos, vai ser rapidinho. 

Então relaxem, alonguem as pernas e os braços: vamos conhecer uma das grandes mulheres da Bíblia, tanto que mereceu um livro só para ela.  

O título 
O livro de Rute é um apêndice do livro de Juízes, e uma introdução para os dois seguintes livros históricos de Samuel.

Ele recebe o título do nome da pessoa cuja história é contada. Rute era uma moabita e, naturalmente, a seu nome não é hebraico.

É incerto sua etimologia e o significado de seu nome, embora alguns acreditam que pode estar relacionado com o verbo ra'ah, "amigo" ou "amizade".

O livro de Rute não nos dá a história de um amor romântica, mas o amor reverente de uma jovem viúva pela mãe de seu falecido marido.

O amor que revelado no caráter de Rute é o tipo mais puro de amor, desinteressado e extraordinário.

Embora fosse moabita, Ruth aceita como própria fé a de Naomi, e foi recompensada por seu casamento com um nobre judeu, Boaz, que se tornou ancestral de David e, assim, consecutivamente de Cristo.

Autor 
O Livro de Rute não revela especificamente o nome do seu autor.

A tradição é que esse livro foi escrito pelo profeta Samuel.

Quando foi escrito Não sabemos exatamente quando o Livro de Rute foi escrito.

No entanto, a visão predominante é uma data entre 1011 e 931 AC.

Cenário histórico
A história narrada no livro de Rute se passa na época dos juízes, que, como estudamos anteriormente, foi uma época de apostasia e descaso com Javé e sua aliança.

O livro de Rute apresenta o caminho oposto do livro de juízes, pois mostra a lealdade uma moça moabita para com Noemi, sua sogra israelita, e seu Deus.

Os moabitas eram descendentes de Ló, sobrinho de Abraão (Gn. 19:37).

Eles ocupavam o território a leste do Mar Morto, e, na época da peregrinação dos hebreus no deserto, eles demonstraram agressividade a Moisés e ao povo (Nm. 21-25).

Apesar de Rute constar logo após o livro de juízes em nosso cânon, na Bíblia hebraica este livro situa-se na seção dos Escritos, portanto, não é considerado parte da história deuteronomista.

O propósito 
Ao estudar esta narrativa, Israel deveria ter sido preparado para entender o plano de Deus para a salvação de pessoas de todas as nações a fazer o que fez Rute, a moabita: aceitar o Deus cujo caráter foram representados por seus servos.

Era o plano de Deus que muitos fossem transformadas e preparados individualmente para se tornarem cidadãos do reino eterno de Cristo.

A riqueza de diálogos e a construção dos personagens, levaram alguns estudiosos a classificar o livro de Rute como um conto, o que não elimina o caráter e a precisão histórica do livro.

Assim, temos a história de Ruth, e não apenas uma linda joia da literatura hebraica, mas também um ponto importante sobre a parte da genealogia de Cristo.

Em Cristo!

A seguir, O sofrimento de Noemi, Orfa e Rute...

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores