1 Samuel 11: 7-15 - Depois de derrotar os amonitas, Saul é definitivamente aclamado como Rei de Israel.


Depois de derrotar os amonitas, Saul é definitivamente aclamado como Rei de Israel.

1 Samuel 11: 7-15

Saul ficou furioso de repente, e o “Espírito de Deus Se apoderou dele” e então cortou dois bois em pedaços que foram mandados por todo o Israel, acompanhados da mensagem:

Atenção israelitas!

Eis o que acontecerá a quem não se juntar a mim e a Samuel para lutarmos contra os amonitas. Palavra de seu rei, Saul.

Convencidos pela visão dos pedaços de carne ensanguentada, os israelitas prepararam-se para acompanhar Saul na batalha. 

O rei reuniu todo o exercito em Bezeque, 330 mil homens. 

Com esse chocante exército nas mãos, Saul mandou dizer aos habitantes de Jabes, a cidade sitiada, que eles receberiam ajuda no dia posterior, antes do meio-dia. 

Alegres com a notícia, os homens de Jabes mandaram um recado ao rei Naás:

_ Amanhã nós nos entregaremos, e vocês poderão fazer com a gente o que quiserem. 

Naás voltou para tranquilizar seus homens.

Os soldados amonitas dormiram sossegados depois de ouvir a notícia e foi essa a grande vantagem de Saul...

Na manhã seguinte Saul dividiu os seus homens em três grupos. 

Por meio de uma rápida marcha noturna, Saul e seu exército atravessaram o Jordão, e chegaram diante de Jabes “pela vigília da manhã” e sem perder muito tempo avançaram sobre o acampamento amonita e o atacaram. 

Lá pelo meio dia já haviam massacrado os inimigos. 

E os que escaparam se espalharam, cada um fugindo para um lado.  

A prontidão e bravura de Saul, bem como suas aptidões de general ostentadas ao conduzir com êxito uma força tão grande, eram qualidades que o povo de Israel desejava em um rei, a fim de que pudessem enfrentar outras nações. 

Aqueles que acreditaram em Saul desde o início quase foram ao delírio com a impressionante vitória militar. 

Embriagados de êxito começaram a pedir a cabeça daqueles que não haviam seguido ao novo rei desde o primeiro dia. 

_ Onde estão as pessoas que disseram que Saul não seria o nosso rei? 

_ Traga essa gente aqui, que nós os mataremos.  

O rei, no entanto, foi apaziguador:

_ Não, de maneira alguma! Hoje é dia de festa, ninguém será morto neste dia porque hoje o SENHOR Deus deu a vitória ao povo de Israel.  

Aqui deu Saul prova da mudança que se tinha operado em seu caráter. 

Em vez de tomar para si a honra, deu glória a Deus. 

Em vez de mostrar desejo de vingança, manifestou um espírito de compaixão e perdão.

Isto é prova inequívoca de que a graça de Deus habitava em seu coração.

E Samuel, vendo na vitória inesperada uma oportunidade para levantar Saul como rei disse:

_ Vamos todos a Gilgal e lá confirmaremos Saul como nosso rei.  

Foram todos para Gilgal, e lá Saul foi definitivamente aclamado como Rei de Israel.

O homem que começara seu reinado da pior forma possível, escondido no meio da bagagem da família, começava a mostrar seu valor. 

Em Cristo!

Gostou deste artigo? Então por gentileza, deixe um comentário!



Baixe gratuitamente o e-book "Jesus Meu Coach"


Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

3 comentários:

  1. muito me ajudou, estou entendendo melhor graças as seus posts sobre 1 samuel

    ResponderExcluir
  2. Gostando muito, pois o velho testamento é um pouco complexo para entendimento.

    ResponderExcluir



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores