I Samuel 18:6-16 - Saul tenta matar Davi... Tenta.


Saul tenta matar Davi... Tenta.

I Samuel 18:6-16

Tudo parecia estar muito bem no reinado de Saul...

Davi era um herói nacional. Por conta disso, o rei firmava sua reputação por tê-lo descoberto e pela maior vitória da história contra os filisteus. Jônatas vivia bons momentos e tinha um grande amigo. Davi saia-se bem em todos os lugares aonde Saul o enviava e por isso foi promovido a comandante do exército real. E isso agradou a todo o exército, inclusive aos outros oficiais. 

Só que algo aparentemente inocente veio perturbar a paz na corte. Uma cantiga nova começou a se espalhar por Israel quando o exército voltou da batalha. 

As mulheres cantavam e dançavam na rua enquanto Saul desfilava em carro aberto, e ao prestar atenção na letra o rei ficou muito indignado. Que música era essa? 

_ Saul matou mil; Davi matou dez mil!

Foi uma situação muito constrangedora para vaidoso rei. E obviamente Saul não gostou nada disso. Ficou muito zangado e disse:

_ Mas que absurdo! Que palhaçada é essa? Para mim as mulheres dizem mil, mas para Davi dizem dez mil? A única coisa que está faltando agora é ele ser rei!

E desse dia em diante Saul começou a ter ciúme de Davi e a desconfiar dele.

No dia seguinte ao desfile, o tal espírito maligno dominou Saul, e dessa vez com força total. 

Ele começou a agir como louco dentro de casa. Tomado pela paranoia, tinha certeza de que Davi pretendia usurpar-lhe o trono.

Davi, sem saber do que se passava na mente demoníaca do rei, correu para seus aposentos para tocar harpa à talvez assim aplacar a fúria da Saul. 

Ao ouvir o som da harpa foi ao encontro de Davi. Lá estava ele tocando, como fazia todos os dias, e Saul segurando uma lança.

Então Saul pensou assim:

_ Vou espetar este miserável na parede como uma mariposa de coleção.

Pensou e agiu. Babando de raiva, atirou covardemente a lança contra Davi.

O jovem, porém, tinha reflexos rápidos, e conseguiu desviar-se da lança. 

Tomado pelo ódio e pela loucura cega, Saul tentou mais uma vez, e outra vez Davi desviou-se. 

Davi como não era besta nem nada, saiu correndo como um guepardo. 

MAS O SENHOR estava com Davi e havia abandonado Saul; por isso, Saul tinha medo de Davi. 

Depois deste episódio, Davi não voltaria mais a tocar sua música no palácio, mas por iniciativa do rei, foi nomeado a um simples comandante de mil homens. Saul não suportava mais ver a cara do moço ruivo.

Colocando-o nesta posição intermediária não tão alta a ponto de ficar longe da batalha nem tão baixa a ponto de ser apenas mais um entre tantos, Saul esperava que os filisteus logo o livrassem daquela pedra no sapato. 

Davi comandava os seus soldados na batalha, e tudo o que fazia dava certo, pois o SENHOR estava com ele. 

Saul via o sucesso de Davi e ficava ainda com mais medo dele. 

Tudo o que ele fazia dava certo, os israelitas o adoravam, e o ódio do rei por Davi não parava de crescer, como veremos na próxima postagem!

Em Cristo!

 A SEGUIR : 

Davi paga 200 prepúcios para casar com Mical!


Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

Um comentário:

  1. muito bom, linguagem simples de fácil compreensão, o Senhor continue abençoando este homem de Deus!

    ResponderExcluir



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores