2 Samuel 4: 1-12 - Isbosete é assassinado

-->
Isbosete é assassinado


Não bastasse ter se revoltado com a morte de Abner, Davi, terá que lidar com mais uma morte indesejada.

Quando Isbosete soube que o homem que o colocou e o sustentara no trono estava morto, sabia que seus dias estavam contados. Ele confiava apenas nos homens para manter sua posição; assim, quando um homem que lhe dava segurança morreu, ele sabia que sua posição logo desapareceria.

Todos os israelitas que aderiram a ele, ficaram perturbados e sem saber o que fazer. o homem em quem Isbosete e eles confiaram; o homem que, por sua autoridade e crédito, tanto do exército quanto do povo, não estava mais ali para conduzir e confirmar o acordo de paz.

Eles temiam que, com a morte dele, esse tratado fosse rompido ou que não fosse administrado com tanta prudência por Isbosete.

Havia dois oficiais de Isbosete que comandavam os ataques rápidos ao território inimigo. Eles se chamavam Baaná e Recabe e eram filhos de Rimom, da cidade de Beerote, da tribo de Benjamim. (A cidade de Beerote é considerada como parte do território de Benjamim.

Antes de continuar narrando o assassinato de Isbosete, o autor bíblico insere uma observação que implica que, com sua morte, a casa de Saul se tornaria necessariamente inútil, pois seu único outro representante legítimo era um filho coxo de doze anos.

Quando Saul e Jônatas foram mortos em Jezreel, Mefibosete, filho de Jônatas, tinha cinco anos de idade. Ao chegar a notícia da morte de Saul e de Jônatas, a mulher que cuidava de Mefibosete o pegou e fugiu. Mas estava com tanta pressa, que o deixou cair, e ele ficou manco.

Essa menção a Mefibosete parece ser inserida aqui como uma razão pela qual, de acordo com as noções orientais, ele era considerado impróprio para exercer os deveres de soberania.

Recabe e Baaná foram para a casa de Isbosete e chegaram lá quando ele estava tirando a sua soneca depois do almoço.

Dormir após o almoço era habitual em países quentes, especialmente para grandes personagens, como reis; Existe até uma frase para esse tipo de sono: "ele estava dormindo o sono dos reis''. Embora isso seja observado por alguns como um exemplo e prova da lentidão e inatividade desse príncipe, que deixou a administração de todos os assuntos para Abner, seu general, e se entregou à preguiça e à sensualidade, que arruínam os príncipes e seus reinos.

A mulher que estava na porta peneirando trigo havia ficado com sono e estava dormindo. Por isso, Baaná e Recabe entraram em silêncio,

Foram ao quarto onde Isbosete dormia um sono pesado e o mataram. Então cortaram a cabeça dele e a levaram consigo. Eles caminharam a noite toda pelo vale do rio Jordão.

E eles levaram a cabeça de Isbosete a Davi a Hebrom, supondo que seria um presente muito aceitável para ele:

Quando chegaram a Hebrom, mostraram a cabeça de Isbosete ao rei Davi e disseram:
— Aqui está a cabeça de Isbosete, filho do seu inimigo Saul, que queria matá-lo. Hoje o Senhor Deus vingou o rei, meu senhor, de Saul e dos seus descendentes.

Davi estava acostumado a ver cabeças decepadas - ele carregou a cabeça de Golias como troféu por algum período de tempo. Mas Davi sabia que Saul e seus descendentes não eram seus inimigos como foi Golias.

Embora Isbosete não fosse o ungido do Senhor no mesmo sentido que Saul, Davi havia aprendido completamente a deixar a vingança nas mãos de Deus.

Davi respondeu:

— Eu agarrei e mandei matar o mensageiro que foi ao meu encontro na cidade de Ziclague; pois ele, pensando que estava me dando uma boa notícia, me contou a respeito da morte de Saul. Agora, juro pelo Senhor, o Deus vivo, que me salvou de todos os perigos, que eu castigarei muito mais os homens traiçoeiros que mataram um inocente que estava dormindo na sua própria casa! Agora vou me vingar de vocês por terem matado Isbosete e vou varrer vocês da face da terra.

Então Davi deu ordem, e os seus soldados mataram Recabe e Baaná. Depois cortaram as mãos e os pés deles e penduraram perto da represa de Hebrom. E pegaram a cabeça de Isbosete e sepultaram no túmulo de Abner, em Hebrom.

Davi rapidamente fez um exemplo desses homens assassinos. Eles não eram soldados lutando junto com ele; eles eram assassinos.

Por esse ato de justiça, Davi mostrou a todo o Israel que ele não era um inimigo decidido a destruir com a família de Saul. E mostrou também, que ninguém poderia levantar as mãos contra nenhum deles sem encontrar uma punição severa.

A seguir: Israel coroa Davi como rei de Deus

Sobre o Autor:
CLAILTON LUIZ Clailton Luiz - Empresário, Palestrante, Especialista em Gestão de Tempo e Produtividade, Coach, Analista Comportamental e amante da Palavra de Deus!

0 comentários:



Dicas de como usar este blog



1. Ore, peça que Deus fale com você.


2. Leia em sua Bíblia os versículos sugeridos do dia.


3. Agora leia o comentário no blog dos versículos que você acabou de ler em sua Bíblia.



4. Volte para sua Bíblia, e a personalize, faça anotações, sublinhe etc. Quando você ler novamente estes mesmos versículos, vai lembrar-se da mensagem.


5. Se desejar, deixe seu comentário no blog.


6. Guarde em seu coração, o que você aprendeu com a palavra de Deus neste dia e compartilhe com outras pessoas.


7. Indique este blog.


8. Inscreva-se como um seguidor.


A palavra de Deus não é para ser apenas lida como se lê um livro ou um jornal, é para ser meditada, decorada e estudada.

Seguidores